Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quiosque

handmade life

Quiosque

handmade life

27
Fev17

férias..

Joana Marques

Já lá vai o tempo em que tinha muitas férias.

Primeiro enquanto aluna. Ainda sou do tempo daqueles meses todos de férias. Que bom que era!

Quando comecei a trabalhar tinha direito a um mês de férias como toda a gente mas como trabalhava por turnos e tinha folgas durante a semana geria esse tempo como me dava jeito. Era fácil conseguir 15 dias de férias. Era só fazer umas trocas com colegas e tudo se resolvia.

 

Há quatro anos quando mudei de trabalho tudo mudou.

Muito mais exigente. Exigia a minha presença constante e muitas vezes era chamada a meio das férias.

Ainda em 2016 isso aconteceu.

Fui para a Madeira à sexta à noite. Ia ficar por uma semana. Mas à terça-feira tive de voltar ao trabalho.

 

O projeto de Barcelona terminou.

E outro projeto está a começar.

Podia começar imediatamente.

É um projeto com principio e fim.

Aquilo que vou receber salarialmente tem a ver com a finalização do projeto.

Se conseguir concluir tudo em 6 meses recebo exatamente o mesmo se for concluído num ano.

A minha primeira ideia foi começar já.

Não!

Vou tirar férias.

 

 

E por isso vou de férias.

O blog vai continuar!

É provável que o ritmo seja outro.

Talvez esteja mais pelo instagram...não sei..

Os comentários podem demorar mais tempo a ser aprovados ou a serem respondidos.

E podem não aparecer post's todos os dias...porque férias são férias!

 

holiday.png

 

27
Fev17

viste os óscares? Não! ....sonhei com eles...

Joana Marques

Quase não vejo televisão.

Ao longo dos anos fui deixando de ver programas que antes eram emblemáticos. E que via em família.

Com o tempo foi-se o festival da canção. A Eurovisão. Aqueles campeonatos da Europa e Mundiais de Futebol.

Mantive os jogos olímpicos. E os óscares.

 

Quando era uma miúda e estava em casa dos meus pais via os óscares com o meu irmão.

Apaixonado por cinema. Via os filmes todos que podia antes dos óscares. E eu acompanhava-o. Quando ele deixava..

 

O meu gosto por cinema tem um culpado. O meu irmão.

Quando o meu irmão foi estudar para a Dinamarca perdi um bocado o norte, no que diz respeito aos filmes que devia ver. Comecei a ver sem critério.

Mas os óscares nunca estiveram em causa. Lá estava eu, no dia certo. E na hora certa!

Faltava às aulas no dia seguinte se fosse preciso.

Quando comecei a trabalhar trocava turnos se tivesse de ser.

E se tivesse frequências no dia seguinte? Os óscares eram vistos. Sempre.

 

O meu irmão regressou.Três anos depois.

E voltou a ser o meu guia em matéria de cinema.

 

Com o tempo e sem tempo acabei por me afastar cada vez mais.

Todos os anos vou menos ao cinema que no ano anterior.

Filmes na televisão não contam.

Cinema só numa sala oficial!

É uma das minha resoluções de ano novo que acaba por se diluir, na primeira quinzena de Janeiro.

É pena!

Cinema pouco, muito pouco, ou quase nada. Óscares sempre. Sempre!

 

 

Ontem.

Não foi excepção.

Ainda por cima, hoje não trabalho.

Um dia mais do que perfeito para assistir a tudo.

Entretive-me com um livro até chegar a hora.

E lá estava eu colada à televisão.

 

E a partir daqui.

Vi os óscares como nunca.

Como nunca os tinha visto!

 

Ás 7h30, acordei!

Tinha adormecido.

O meu programa preferido do ano!

E eu adormeci!

Ainda não acredito....

Porque nunca me aconteceu.

Andar por aí a adormecer.

Foi mesmo uma estreia.

Das más.

Daquelas que merecem um Razzie..

 

 

E o meu despertador de serviço?

Como o sofá estava ocupado. Resolveu deitar-se na cama. Na minha!

E achou que não me devia acordar.

Só não vi os óscares como quase me atrasei. Os meus pais voltaram hoje para Lisboa e quase perdiam o voo.

 

E não! Ver agora...depois de acontecer não é opção....porque não é a mesma coisa.

A magia é ver em direto!

....vou ter de esperar.....2018

24
Fev17

o atentado na Suécia! Toda a verdade...

Joana Marques

Trump disse!

Os suecos gozaram...

O mundo riu-se...

O homem tinha razão....

Estamos perante o mais terrível dos terroristas e o seu cúmplice.

Uma ameaça a nível mundial. Que a Suécia faz questão de esconder.

Mais! Que a Europa não quer nem ouvir falar.

 

Mas o quiosque está bem informado.

Muito bem informado.

E sente-se no dever de fazer este alerta. A nível mundial, claro!

 

Aqui vai. Toda a verdade. E somente a verdade!

 

O temível terrorista...

vasco2500.jpg

 E o cúmplice. Tão ou mais perigoso...

romeu2500.jpg

 

Tenham cuidado. Tenham muito cuidado.

Pessoas, não têm nada a temer!

 

Mas se forem:

- Bollycaos, torneiras, sementes de girassol, donuts, bananas, pêssegos em calda ou cozido à portuguesa..fujam...com todas as pernas que Deus vos deu....F-U-J-A-M!

 

A sério....FUJAM....deixem tudo para trás....e FUJAM....refaçam a vida noutro continente ou quem sabe noutro planeta......

 

Diz que Oslo já começou a construir o muro....

Porque....eles vão a caminho!

 

 

 

23
Fev17

mister V! O canalizador....

Joana Marques

Os meus pais estão cá. Chegaram na sexta-feira.

Tem sido tão bom!

Tenho saído do trabalho ainda a horas de podermos passear. Vou-lhes mostrando as descobertas que fiz.

Morar numa cidade é tão diferente de visitar uma cidade.

 

Ontem, fomos dar uma volta. Com o Vasco.

Aproveitámos e parámos no parque do costume.

Vasco, o cão, feliz como nunca.

À solta e aos pinotes.

Iamos andando. O Vasco ia à nossa frente. Ou ao nosso lado.

Desviava-se quando queria explorar qualquer coisa.

Nós parávamos e continuávamos a conversar.

Sem pressas.

Todo o tempo do mundo.

 

A minha mãe diz:

- Tenho andado a reparar, este jardim está cheio de torneiras e todas a deitar água.

- Realmente! Que desperdício. Diz o meu pai.

- Não tem chovido muito, mas tem chovido. Reparem que a terra não está seca. Digo eu

- Ninguém percebe estes espanhóis. Diz a minha mãe.

 

Avançámos....

- Olha ali outra? A deitar água. Diz o meu pai.

- Inacreditável! Digo eu....

- Olha outra!

- E, ali outra!

- C'um caneco...

 

Até que....fez-se luz...

......ou melhor percebi porque raio é que tinham rebentado as águas...

 

 

vasco23f.jpg

 

Começámos a seguir o Vasco com os olhos.

E voilá!

Ele sabe abrir as torneiras...bebe água...mas fechar..

......fecha lá tu ó espanhol! 

 

Enquanto eu e o meu pai nos escangalhávamos a rir.

 

A minha mãe começou a olhar para todos os lados em stress. Começou por fechar uma...

......e o Vasco foi atrás dela e abriu-a outra vez...

 

Antes de sairmos ainda entrou dentro de um lago...aqueles peixinhos cor-de-laranja tornaram-se irresistíveis...

...tive de lhe pôr a trela...

 

E como se embodegou todo!

Terminou o dia assim...

vasco23e.jpg

 P.S.  só saímos do parque com as torneiras todas fechadas...

 

22
Fev17

planeamento de refeições...

Joana Marques

Quando fui morar sozinha, tinha eu 17 anos, era a mais desorganizada das pessoas.

O meu principal stress era as refeições.

Chegava a comer de propósito no trabalho para não ter de as cozinhar. E a comida de fora deixa sempre, sempre a desejar!

 

A aversão à cozinha nem tinha a ver com o facto de gostar ou não de cozinhar.

Na altura nem gostava nem deixava de gostar.

O stress era outro.

Chegava a casa cheia de fome e pensava:

- o que vou fazer hoje?

- lasanha.

- boa!

Boa, nada! Porque depois percebia que não tinha metade dos ingredientes em casa.

E acabava por comer a primeira porcaria que estivesse à mão.

 

Com o passar do tempo fui-me organizando.

Aprendi a cozinhar melhor. E elegi vários pratos que são a base da minha cozinha.

Isto não quer dizer que eu não inove. Estou sempre à procura de aprender a cozinhar novas receitas.

 

Partilho, hoje, o meu planeamento de refeições.

planificacao.jpg

Na verdade estão dois no mesmo ficheiro.

O que aparece na imagem é o mais completo com 4 refeições diárias.

Eu quando uso opto pelo segundo. Só com almoço e jantar.

A última coluna serve para anotar os ingredintes que precisamos usar ou então apenas os que precisamos de comprar.

 

Quando planearem as refeições, não deitem fora no final da semana!

Porque ficam com uma semana de refeições já preparada para outra altura.

Não direi para a usarem daí a um mês...mas experimentem daí a 3 ou 4 meses. Poupam tempo e energias!

aqui tinha partilhado alguns mapas que uso para palnear os meses e as semanas.

 

21
Fev17

um gene especial...

Joana Marques

Desde que trabalho passei por duas empresas.

Na primeira comecei a trabalhar com 11º ano feito. Estava a frequentar o 12º ano.

Comecei no mais simples dos lugares.

Com o passar do tempo fui subindo na empresa.

A empresa valorizou o meu trabalho. E sobretudo o meu percurso académico.

Cinco anos e meio depois terminei a minha licenciatura.

 

Há quatro anos atrás, tinha uma relação amorosa estável e decidi mudar de empresa.

Viajava muito. Não tinha horários. Nem rotinas.

Como chegámos a pensar em ter um filho, achei que não era uma vida propícia para criar uma criança.

Apareceu uma oportunidade e concorri ao lugar.

Fiquei.

O trabalho era mais estável em termos de horários.

Como tinha horário flexivel e podia gerir uma parte da minha agenda, normalmente por volta das 15h estava em casa.

Muitas vezes, quando chegava, ainda trabalhava em casa.

Mas era diferente. Controlava praticamente os meus dias.

 

Esta empresa. Pública. Embora com uma gestão um pouco diferente do habitual foi privatizada.

E a empresa mudou.

Neste momento uma parte da minha equipa está a trabalhar em França. E outra parte é muito capaz de estar a caminho.

Os novos donos pedem-nos para continuar com o departamento mas para irmos formando novas pessoas.

Como se fosse fácil. Como se conseguissemos fazer isso em pouco tempo. A ideia é passar o departamento português para lá. Formamos gente capaz e exportamos essas pessoas. 

 

A verdade é que assinei o projeto de Barcelona. Mas quem lucrará será a empresa francesa, não a portuguesa.

E por isso, resolvi sair.

Não só por isso. Quando se conquistam determinados objetivos, o que vem a seguir é mais do mesmo. Mas sobretudo por isso.

 

Aqui em Barcelona ofereceram-me trabalho. Ficar a coordenar o projecto que ganhei mas desta vez do lado espanhol. Disse que não.

Imaginem que corre mal. E teria de ir contra aos que foram meus colegas e amigos. Amigos, amigos negócios à parte...pois comigo esta velha máxima não funciona.

 

Fizeram-me uma proposta.

Barcelona e Oslo. Um novo projeto com uma duração entre 6 meses a 1 ano.

Financeiramente muito compensador.

Acho que vai ser bom. É gigante como eu gosto.

E para conseguir....vou ter de me superar!

 

Vai ser fácil?

Claro que não....vai ser bom!

 

Só não sei ainda como é que me vou sair com o norueguês...mas uma pessoa nascida e criada em Portugal...tem um gene especial...que mais ninguém no universo tem........o desenrascanço! 

fly (1).jpg

 

20
Fev17

o silêncio é de ouro...mas...

Joana Marques

Os meus pais, o meu irmão, cunhada e sobrinhos chegaram na sexta-feira.

O meu irmão e família passaram só o fim de semana, os meus pais ficam a semana inteira.

O Vasco desde que não esbarrem com o território dele até gosta de visitas. E o território dele sou eu e o sossego dele!

 

No sábado os meus pais saíram com os meus sobrinhos e assim dar algum espaço ao meu irmão e cunhada.

Eu, fiquei com o Vasco.

Um santo dia para o cão.

 

Ontem, acordei cedo como de costume.

Fui correr.

Fui às compras.

E por volta das 11h comecei a tratar do almoço para todos.

Chegaram por volta das 12h30. Ainda eu andava pela cozinha em preparativos.

A alegria costumeira de quem se reencontra finalmente.

Muita conversa.

Gargalhadas.

- Menos barulho. E os vizinhos? Dizia-nos a minha mãe.

 

Nós abrandávamos o ritmo mas depois mais uma história. Mais gargalhadas.

- Quem vos conhecer vai pensar que não vos dei educação. É preciso falar tão alto? Mais uma vez a minha mãe..

 

Eu sou a mais exagerada.

Mas eu e o meu irmão juntos, somos impossíveis.

E se acrescentarmos os meus sobrinhos.

E o meu pai.

E se juntarmos a minha cunhada que é do benfica. Nem parecia bem se não embirrássemos com ela...e quando se embirra, embirra-se em alto e bom som!

Isto tudo junto é igual à minha mãe em stress.

 

Soube-me tão bem este almoço!

Não pela comida..propriamente.

Pela companhia, claro!

 

O que é bom passa num instante e o meu irmão e a família tiveram de ir embora.

Saímos da minha casa.

E eu abro a porta do prédio e deparo-me com isto!

vasco1001.jpg

Alguém precisou de paz e sossego. Alguém precisou de silêncio.

E preferiu o patamar frio das escadas ao barulho de casa.

Sem darmos conta deve ter saído.

- Vocês estão a ver???? Até o cão acha que vocês fazem muito barulho. Quem vos conhecer, pensa de certeza, que foram criados ao Deus dará.

 

Fomos a pé até ao hotel onde ficou o meu irmão (a minha casa é muito pequena para albergar tanta gente).

No caminho a alegria de estarmos juntos.

- Mais baixo, se fazem favor. Até o cão fica incomodado.

 

E no aeroporto às despedidas. Quando o meu sobrinho gritou com a irmã.

- Menos barulho. Até o cão percebe e não gosta deste barulho todo.

 

E sim, o silêncio é de ouro....mas

..... sabe tão bem rir alto!

 

19
Fev17

pessoas inspiradoras... #3

Joana Marques

Mosha, é um elefante.

Quando tinha dois anos de idade  perdeu uma perna ao pisar uma mina.

Um médico, Therdchai Jivacate, ofereceu-lhe uma.

Criou pela primeira vez uma prótese artificial capaz de servir elefantes.

A prótese tem de ser substituída todos os anos e todos os anos é melhorada.

E assim se muda a vida de alguém...

 

 

Pág. 1/3

Mais sobre mim

Um grupo no facebook para quem gosta de crafts!

  •  
  • Sigam-me

    Instagram

    Comentários recentes

    Calendário

    Fevereiro 2017

    D S T Q Q S S
    1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    262728

    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D

    Mensagens

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.