Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quiosque da Joana

handmade life

Quiosque da Joana

handmade life

06
Mar17

dia mundial do catano!

Joana Marques

Tinha tirado a carta há pouco tempo.

Não gostava muito de conduzir. Aliás continuo a não gostar. Conduzo por necessidade.

Para Março, estava um dia muito quente.

Estava a subir uma rua na Graça.

Daquelas ruas ingremes que Lisboa nos oferece.

 

O meu ponto de embraiagem era o mais manhoso possível. Ou melhor, não sabia fazê-lo.

Péssimo requisito para subir uma rua.

Se não tivesse de travar. Espectacular!

É claro que tive de travar.

Na minha faixa estavam carros estacionados e vinham carros a descer.

O carro à minha frente travou e eu que remédio.

Travei também com o travão de mão.

 

Atrás de mim, outro carro.

- Bonito!

O carro da frente avança.

E eu não.

Tinha acabado de tirar a carta. Muita coisa em que pensar. Aqueles piscas, o travão...dois ainda por cima. Três pedais, dois pés....

 

Aparece outro carro a descer.

- Fixe. Tenho de o deixar passar!

O carro de trás começa a dar sinais de quem está a dizer impropérios contra a minha pessoa, em voz baixa.

Antes que os impropérios começassem a ser em voz alta. Saí do carro!

Dirijo-me ao senhor que estava atrás.

- Se faz favor.

-

- Tirei a carta a semana passada e não estou a conseguir tirar dali o carro.

-

(os homens fazem sempre um sorriso parvo quando as mulheres são azelhas....comigo sorriem muito porque eu continuo uma nódoa!)

- Está a ver aquela rua com aqueles carros todos estacionados?

-

(continuou com o sorriso parvo....)

- Pode estacionar-me o carro lá? E fiz o meu melhor sorriso para ver se convencia o senhor...

- Não quer que o estacione já aqui? E apontou para um lugar vago.

- Acha? E depois como é que eu o ia tirar daí? Se faz favor onde eu pedi...que é uma rua plana.

 

É claro, que nesta altura do campeonato estava formado um casamento.

Montes e montes de carros.

Só faltava aquele bocadinho de tule na antena...

Buzinas por todos os lados.

Impropérios. Vários...e dos simpáticos!

O senhor fresco e fofo desviou o carro dele para o tal lugar vago e enquanto fazia isso eu andava a avisar as pessoas que era só mais um bocadinho que o meu carro ia já sair do caminho.

 

Nervosa? Claro que não....sou um poço de calmaria.

Pode o mundo estar a acabar que eu continuo zen.

Nervos de ferro!

zen11.jpgO senhor lá estacionou o meu carro.

E eu convidei-o para beber um café. Ele aceitou.

Chamava-se Zé!

E eu percebi que ele dizia "catano" muitas vezes.

Estivemos duas horas à conversa. Duas horas do catano.

 

O café era do catano. Lisboa era do catano. As férias dele iam ser do catano. Até eu era do catano!

 

E hoje faz exactamente 15 anos. Que eu parei o trânsito em Lisboa!

Nunca me esqueci porque umas horas mais tarde nascia a Inês, a minha sobrinha!

Desde esse dia que o dia 6 de Março é para mim o DMC. Dia Mundial do Catano!

 

Querida Inês,

Muitos Parabéns!

Que todos os teus dias sejam felizes e especiais! 

 

Zé, se leres este post!

Obrigada!

Se não fosses tu...ainda agora estava entre o travão de mão e o de pé a decidir o que ia fazer.....mas sempre com muita calma...que eu sou neta de uma alentejana!

Olha Zé! Foi do catano....

26 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Um grupo no facebook para quem gosta de crafts!

  •  
  • Sigam-me

    Instagram

    Comentários recentes

    Calendário

    Março 2017

    D S T Q Q S S
    1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    262728293031

    Arquivo

    Mensagens

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.