Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quiosque da Joana

handmade life

Quiosque da Joana

handmade life

27
Jun17

oopsies. Não! Oops...

Joana Marques

Tenho estado em Barcelona.

Quando regressei de férias fiquei por cá.

A minha sobrinha mais velha, a Madalena estuda em Londres mas encontrou um estágio aqui em Barcelona.

Achei logo que era boa ideia ficar com ela.

Troquei de casa. A anterior era muito pequena para nós as duas. E o cão.

O cão é espaçoso....mais do que uma família numerosa do Botsuana...são muitos sofás ocupados!

 

Durante o fim-de-semana ligou-me uma colega.

Fazia anos. Gostava de reunir um grupinho de amigas e comemorar o aniversário...

Até me benzi.

Deus é testemunha em como detesto estes programas.

Nasci com um botão que não gosta de desperdiçar tempo.

Eventos sociais não são bem a minha cena.

Não tive coragem de dizer que não.

Até tentei fazer uma voz entusiasmada.

Mas não nasci para mentir....não saiu nada de jeito.

 

Ontem, arrastei-me para o trabalho de manhã.

Não pelo trabalho mas porque me esperava uma tarde daquelas que detesto.

Até comentei, quando respondi ao João, que me sentia um pudim flan desconjuntado.

Mas eis que o universo não dorme.

Uma urgência lá no trabalho e marcaram uma reunião em cima da hora à Carmen...

Eu que não desejo mal nenhum a ninguém...agradeci a benesse.

Esperei no meu intimo que tudo corresse bem e que ninguém se aleijasse.

 

Fui para casa.

E dediquei-me a coisas realmente importantes.

Queria experimentar a fazer oopsies.

Oopsie é um pão sem hidratos de carbono. Que queria muito, muito provar.

 

Claras em castelo. Misturar os ovos com o iogurte grego. Envolver tudo. Forno. Esperar. Fiz quatro. Grandes!

 

Eu tenho um cão.

Chama-se Vasco.

E acha-se o ser mais importante da terra.

Quando cheguei a casa levei-o a passear para não ser interrompida no meu momento de criação.

Ponho os oopsies no forno.

E o cão acha, porque acha, porque sim, que precisa mesmo de ir à rua.

Peço à minha mãe para tirar os oopsies do forno. Não levam mais de 10 a 15 minutos.

Saio com o Vasco.

Xixi, não. Cocó, não. Queria ver as vistas. Passear.

Ainda batizou uma ou duas árvores. Nada de mais.

Volto a casa.

Os meus oopsies já tinham saído do forno.

A minha mãe provou um.

O meu pai comeu o segundo.

A minha sobrinha pegou no terceiro. Pôs-lhe manteiga de amêndoa por cima e comeu-o.

À minha espera estava o último oopsie.

Num pratinho branco.

Tão lindo que ficou o meu oopsie.

Logo à primeira e parecia o oopsie mais bonitinho do mundo.

Era o keanu Reeves dos oopsies.

 

Tiro a trela ao Vasco.

E vou arruma-la.

A minha mãe diz que estão bons.

O meu pai diz, a rir, que se calhar também se vai tornar Paleo.

A minha sobrinha pergunta-me:

- Como é que é mesmo a receita? Vou ter de fazer isto quando fores para Oslo.

E falamos todos. E rimos do Paleo. E toda a gente brinca. E ri.

- Vou comer o meu.

Digo eu...

E quando olho para o prato.

Oops.....

 

Onde está o meu oopsie?

 

47 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Um grupo no facebook para quem gosta de crafts!

  •  
  • Sigam-me

    Instagram

    Comentários recentes

    • José da Xã

      A minha preocupação é o Vasco. Onde é que ele fica...

    • Aurea

      Que tudo corra pelo melhor, com muito sucesso e qu...

    • Marta Elle

      Eu adorava O Tal Canal. Eu teria uns 9 ou 10 anos ...

    • Sofia

      É o teu projecto, que está acima do blog, todos nó...

    • Joana Marques

      vou ficar uns tempos com o tempo contado...

    Calendário

    Junho 2017

    D S T Q Q S S
    123
    45678910
    11121314151617
    18192021222324
    252627282930

    Arquivo

    Mensagens

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.