Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quiosque da Joana

handmade life

Quiosque da Joana

handmade life

01
Set17

apostar. No tradicional...

Joana Marques

Folkke!

É uma marca de origem francesa que combina a qualidade com o tradicional.

Para quem pensava que o crochet era coisa de avós, a marca desmente e mostra-nos como podemos conjugar a tradição e o moderno.

As peças são feitas em pequena escala. E manualmente. Por isso são únicas.

Peças que se vestem. Ou simplesmente de decoração.

Conheçam a marca. E dêem-lhe uma oportunidade.

 

Multi4.jpg

14264883_1039132312821668_515212282018829829_n.jpg

 

Top_Fushia_Crochet.jpg

14329901_1046548178746748_2657240549104546939_n.jpg

 folk1.jpg

Também usam outras técnicas. E nem tudo é feito em crochet.

De uma maneira geral são quase todas feitas de forma artesanal. E mais uma vez, únicas!

SacYakamas4.jpg

(as fotos foram retiradas do site da marca)

 

Podem seguir a Folkke pelo instagram.

E pelo facebook.

23
Ago17

o vestido manchado...

Joana Marques

Há uns meses entrei numa Zara, em Barcelona.

E vi um vestido.

Adorei o vestido.

Azul.

Bom corte.

Tecido de qualidade.

Nem pensei duas vezes.

Peguei nele.

É meu. Ou melhor, é para a minha sobrinha.

 

Antes de pagar o vestido.

Olhei mais uma vez.

E com olhos de amor. Achei que o vestido me ficava mesmo bem a mim.

Estava na minha mão um vestido para 12 anos. Para mim seria pequeno.

Saí da fila.

E voltei para perto dos vestidos. Não havia para 13/14 anos. É o meu número na Zara Kids.

Voltei para a fila.

Continuava a olhar para o vestido. E achei, se calhar o vestido de 12 anos até me fica bem.

Um pouco justo...talvez.

Saí da fila.

 

Fui ao provador. Ficava-me bem. Se fosse ligeiramente maior.....

Ficava-me bem...picuinhices à parte...

Voltei ao local dos vestidos e resolvi comprar também um para mim.

Não havia.

Perguntei.

Não havia.

E noutra Zara.

Também não.

 

Voltei para a fila. Paguei o vestido.

Saí da loja.

O vestido é meu.

Não.

O vestido é da minha sobrinha.

 

O vestido é meu.

Não.

O vestido é da minha sobrinha.

O vestido foi mesmo para a minha sobrinha.

 

Aproveitei que os meus pais estiveram comigo na altura. E levaram o vestido para a miúda.

Ligou-me. Adorou o vestido.

12 (1).JPG

No mês passado a minha cunhada ligou.

A pequena tinha ido dar um passeio.

De uma varanda. Uma gota.

Ou várias.

Devia ser lixívia.

E o vestido ficou manchado. 

 

Juro que não tive nada a ver com isso.

Quando decidi dar o vestido.

Já tinha fechado o assunto.

Dei de boa vontade!

 

- Podes-me enviar o vestido?

A minha cunhada assim o fez.

Como vestido estava arruinado mas na minha cabeça já estava a ter ideias.

A parte da saia. Fiz uma almofada.

Foi só coser as laterais. Aproveitei as costuras que o vestido já tinha.

Fiz uma renda.

sololatte.jpg

Usei um fio que nunca tinha experimentado. Solo Latte. Da Rosários 4. 

Adorei este fio. O acabamento fica muito bonito. E é muito fácil de trabalhar.

E o resultado final. 

11 (1) (1).JPG

Quem tiver vontade de fazer uma mandala em renda, igual, pode seguir o esquema.

Não tem de aplicar em almofada.

Pode-se colocar numa moldura.

Num bastidor.

Ou até numa manta.

Com fio mais grosso pode servir de base para um tapete.

16 (1).JPG

 

18
Ago17

um bom aconchego...

Joana Marques

Queria tricotar ou crochetar uma manta para a minha sobrinha Margarida.

Pequena.

Daquelas. Para embalar. E aconchegar.

 

A Margarida nasce no fim de Outubro. Podia ter escolhido um fio mais "quente".

Escolhi algodão. O algodão é imbatível.

Nada bate um algodão de boa qualidade. E para bebés muito pequeninos, é a escolha certa.

Queria um algodão. De boa qualidade. Médio. Nada de fio muito grosso, nem muito fininho.

 

Perguntei a várias pessoas e uma amiga sugeriu-me o algodão "panamá" da Kátia.

Escolhi branco.

É um fio muito macio. Muito fácil de trabalhar. O acabamento fica muito bonito.

Acabei por escolher crochet.

E escolhi este granny square.

grannys.jpg

Fiz 81 quadrados. Ficou uma mantinha 9x9.

Apliquei uns pompons. Verdes.

Uma mantinha verde e branca.

Nem sei como cheguei a tal....

O resultado final.

 

10 (31).JPG

Espero que a Margarida se sinta aconchegada...quando chegar...

......

11
Ago17

em crochet. Passo a passo!

Joana Marques

Quando estamos a iniciar crochet ou tricot. O que é que nos dão para fazer??

Cachecóis. Um enjoo.

É um projeto quilométrico.

Demora imenso tempo.

E uma pessoa ou desiste.

Ou se atira do quarto andar...com o fio enrolado no pescoço.

 

Este é um projeto para iniciantes.

Muito simples.

Mas com imensas aplicações.

E é rápido de fazer.

 

Precisam de:

Fio à escolha.

Uma agulha adequada ao fio.

Um botão.

E o resto aparece por milagre.

 

Começam por fazer um anel mágico.

9 (25).JPG

 Dentro deste anel mágico 3 correntes.

9 (28).JPG

 E a seguir. Dois pontos altos.

9 (36).JPG

Juntamos duas correntes.

9 (37).JPG

 Seguidas de 3 pontos altos.

9 (41).JPG

Duas correntes. Três pontos altos. Duas correntes.

9 (43).JPG

Três pontos altos. Duas correntes.

9 (45).JPG

 E finalizamos a primeira carreira com um ponto baixíssimo.

9 (46).JPG

Se conseguiram chegar até aqui. Parabéns!

Já têm a vossa peça praticamente pronta. O resto é sempre igual.

 

2ª carreira:

3 correntes

9 (47).JPG

 3 pontos altos.

9 (49).JPG

Duas correntes.

9 (50).JPG

Um ponto alto.

9 (52).JPG

 Seguido de 4 pontos altos. (um total de 5 pontos altos).

Duas correntes.

9 (55).JPG

5 pontos altos.

Duas correntes.

5 pontos altos.

Duas correntes.

Um ponto alto.

9 (58).JPG

Concluir a volta com um ponto baixíssimo.

9 (59).JPG

3ª carreira.

Funciona da mesma forma.

3 correntes.

5 pontos altos.

Duas correntes.

7 pontos altos.

Duas correntes.

7 pontos altos....finalizar com um ponto alto e um ponto baixíssimo.

9 (60).JPG

Se continuarem com o mesmo método.

11 carreiras depois chegam a isto:

8 (14).JPG

Um quadrado de crochet.

Agora é só unir...

.....pelo avesso da peça.

8 (23).JPG

Outra união.

8 (26).JPG

 

 Depois de cosida.

Viram a peça pelo lado direito.

8 (28).JPG

Botão!

Onde quiserem.

8 (30).JPG

E podem alindar......

8 (1).JPG

Para este projeto usei o fio woolyboo, da Rosários 4. 

Esta carteirinha vai diretamente para a minha sobrinha Margarida.

Para guardar o seu boletim de vacinas.

Nasce em Outubro!

 

Se fizerem mais pequeno dá para colocar um telemóvel.

Maior, uma bolsinha para um tablet.

Com um fio nobre podem fazer uma clutch.

Se colocarem um cordão pode ser uma malinha.

A minha sobrinha de 12 anos tem várias. Com várias combinações de cores ficam muito giras!

 

Podem jogar com o botão.

Se colocarem mais acima ficará uma carteirinha quadrada.

Mais abaixo retangular.

Deixo aqui o esquema. Provavelmente é mais fácil de seguir que as minhas explicações e fotos...

 9 (19).JPG

Alguma dúvida....estou por cá...

02
Ago17

conheçam. As peças da Cutchi...

Joana Marques

As peças da Cutchi conquistaram-me desde o primeiro olhar.

E por isso ganhei coragem.

Enviei um email à Cutchi a perguntar se podia divulgar as peças, aqui no blog.

Respondeu-me a pessoa por trás da Cutchi.

Disse que sim. E eu ganhei o dia!

Não me conhece de lado nenhum e podia-me ter mandado dar uma volta.

Não o fez.

E eu agradeço.

Adoro ver o Quiosque com coisas bonitas...

 

c1.jpg

Por trás da Cutchi está a Sara.

41 anos.

Mãe de dois filhos. O António e a Helena!

Psicóloga Clínica há quase 20 anos.

A Sara, tal como tantas outras, aprendeu crochet com a avó. E também com a sua mãe.

Em 2011 nasceu a Helena. A segunda filha. E com ela, algumas peças. Toucas.

A partir daí nasceu a Cutchi. Em 2012.

O logotipo é o perfil da Helena com uma das toucas feitas pela Sara.

cutchi.jpg

Peças em crochet. Muito atuais. Muito bonitas.

Melhor! São diferentes do que aquilo que temos nas lojas comuns.

Sabem aquelas lojas onde temos medo de entrar?? Porque se entrarmos compramos tudo!

É assim que eu me sinto a olhar para as peças feitas pela Sara.

As peças de criança, Primavera/Verão, são feitas em algodão.

As peças de Inverno com fio antialérgico.

 

Este conjunto dá cabo de mim! Tão lindo! Tão lindo!

c3.jpg

Se tivesse filhos. Nem quero pensar...

Seria a minha ruína!

c2.jpg

Podem ver mais peças no facebook e também no instagram da Cutchi.

Parabéns, Sara!

Pelo talento, determinação e pelo empreendedorismo. E bom gosto!

 

Não se esqueçam de acompanhar o nosso grupo handmade life no facebook!

 

25
Mar17

um granny por dia....

Joana Marques

Em Carcavelos tenho tanto fio que posso a qualquer momento abrir uma loja.

Quando me mudei para Barcelona levei alguma coisa. Pouco.

Só que descobri uma loja espetacular. Com preços do outro mundo.

Ainda fiz algumas coisas. Porque o tempo escasseava, contam-se pelos dedos de uma mão.

Neste momento em Barcelona tenho tanto fio que posso a qualquer momento abrir uma loja.

Se juntar Barcelona e Carcavelos posso abrir uma MegaStore.

 

Quando vim para a Grécia. Vim órfã de projeto.

E estar órfã de projeto. Entristece-me.

Mal cheguei percebi que tinha de arranjar qualquer coisa para fazer.

Encontrei uma loja da especialidade e comprei uma agulha nº3 e algodão fininho.

E comecei um novo projeto.

É um projeto longo. 

Deve estar acabado daqui a uns 6 meses. Porque é feito lentamente. Exatamente como eu gosto.

Todos os dias faço um granny square. Básico. Simples. E diferente. Pelo menos nas cores.

No fim de cada semana tenho de ter feito 7.

Ao fim do mês tenho de ter 30.

E só paro quando decidir o tamanho da manta. Ainda não sei. Logo se vê.

1 (1) (2).JPG

É assim que eu gosto de viver a vida.

Construída um pouco todos os dias. Acrescentada.

Flexível.

Resiliente.

Não é para desistir.

Nem trocar.

Porque quando achamos que vale a pena não se troca.

Nem se passa à frente.

 

Sem pressas e sem pressões.

Com tempo. O que vale a pena é demorado.

E já não estou órfã de projeto.

 

02
Ago16

A neura, como acabar com ela em 11 passos...

Joana Marques

1- mudar o foco da neura para algo que me dê prazer...

2- perceber que estou mesmo, mesmo a precisar de uma manta nova para o sofá da sala e é super urgente!

3- Consultar sites da especialidade...

4- experimentar vários esquemas...

5- experimentar todos os tipos de fios que tenho em casa...

6- decidir que a manta vai ser tricotada...

7- olhar para a amostra e detestar...

8- decidir que a manta vai ser em crochet...

9- perceber que não tenho fio de jeito em casa (embora a estante do escritório diga o contrário)...

10- ir a correr comprar fio novo....e comprar muito, porque vou para o Algarve e para Barcelona e volto a Lisboa e volto ao Algarve..e não posso estar parada...........olha a neura, ao virar da esquina!

11- começar o trabalho...

manta1.jpg

 Acabou a neura...

28
Jul16

o que eu faço nos tempos livres #1

Joana Marques

esquema.jpg O esquema é fácil e não exige muita concentração.

Pode ser feito com qualquer fio.

Como estamos no verão escolhi algodão.

Podemos aplicar onde quisermos, eu vou aplicar em três vasos que tenho com cactos.

Com cores suaves faz-se um mobile muito giro para aplicar no quarto de um bebé.

Com cores vibrantes fazemos um mobile para aplicar no frigorífico....é assim que se tranforma uma casa num lar!

 

Mais sobre mim

foto do autor

Um grupo no facebook para quem gosta de crafts!

  •  
  • Sigam-me

    Instagram

    Comentários recentes

    Calendário

    Outubro 2017

    D S T Q Q S S
    1234567
    891011121314
    15161718192021
    22232425262728
    293031

    Arquivo

    Mensagens

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.