Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quiosque

handmade life

Quiosque

handmade life

12
Mai17

sabiam que....

Joana Marques

A manga!

Para além de ser deliciosa, é uma fonte rica de fibra, antioxidantes, vitaminas e minerais.

É pobre em calorias mas rica em nutrientes!

 

Como tem vitamina A, B6, C e E é extremamente eficaz no cuidado da pele.

A vitamina A ajuda a uma boa visão. Como é um alimento alcalino ajuda a ter digestões mais fáceis.

As vitaminas contidas na manga reforçam o sistema imunitário prevenindo infeções.

A vitamina B6, ajuda a produzir um neurotransmissor chamado gama-aminobutírico.

Os seus antioxidantes são bons para prevenir o cancro, porque ajudam a nível celular.

Melhora também o funcionamento das artérias.

Como contém ferro ajuda na construção de células vermelhas do sangue prevenindo o aparecimento da anemia.

 

Não é uma fruta que dê muito jeito comer fora de casa.

Por isso costumo transformá-la em mousse. Um receita super fácil.

Caso para dizer: menos é mais!

 

Mousse de Manga

- uma manga

- 10 cl de leite de coco

Tudo no liquidificador.

Colocar em tacinhas e reservar no frigorífico.

Decorei com chocolate.

1 (5).JPG

nota: ao comprar o leite de coco olhem para o rótulo com atenção. Não comprem nada que tenha aqueles E's horríveis...

Se não gastarem o leite de coco todo. Congelem para não se estragar.

 

Se fazem receitas espetaculares, ou qualquer outro trabalho a nível manual: tricot, costura, pintura, etc; o grupo handmade life é para vocês!

 

 

07
Mai17

farinhas e sementes...

Joana Marques

Neste post tinha partilhado as etiquetas que usava para identificar as farinhas que tinha em casa.

Quando o fiz ainda comia glúten. E por isso as etiquetas estavam muito viradas para aquilo que eu consumia na altura.

Com o passar do tempo e com a decisão de deixar de comer glúten e posteriormente a minha passagem para a alimentação paleo, comecei a consumir muitos alimentos novos.

Farinhas novas.

Sementes novas.

E como eu sou nova nisto, algumas ainda confundo.

Chia e sementes de papoila. São tão parecidas.

Farinha de coco que compro feita (não a que eu faço) e polvilho doce.

Para não confundir as farinhas com farinhas e sementes com sementes fiz novas etiquetas.

Desta vez em modo Paleo.

 

1 (3) (1).JPG

Deixar as farinhas e sementes no pacotinho depois de aberto não é opção.

Sempre num frasco fechado!

E identificado!

É só imprimir, recortar.

Plastifiquei para durar mais.

Colei com fita cola de duas faces.

E decorei! Já sabem que eu vivo na pirosilândia...

Fiz as que precisava no momento.

Se acharem que falta alguma podem deixar nos comentários que eu atualizo!

 

Etiquetas Paleo!

26
Abr17

nem acredito que é saudável...

Joana Marques

Quando comemos alguma coisa que nos sabe bem desconfiamos sempre. Pelo menos comigo acontece.

- Tão bom! Será saudável..

Já lá diz o ditado: "se é bom, ou faz mal, ou é pecado"!

E por isso uma sobremesa muito boa que ainda por cima faz bem, faz desconfiar qualquer um!

Se juntarmos a isto o ditado "não há regra sem exceção" tudo faz sentido.

Aqui está a exceção...

É sem glúten!

É sem lactose!

É sem ovo!

É vegan!

É espetacular!

 

A minha primeira sobremesa paleo!

 

Ingredientes:

4 maçãs médias ou 3 maçãs grandes

150 ml de leite de coco

2 colheres de sopa de óleo de coco

200 g de amêndoa triturada (ou 200 g de farinha de amêndoa)

100 g de açúcar de coco

canela a gosto

noz moscada a gosto

 

Tirar a casca às maçãs e cortar.

Colocar as maçãs cortadas num recipiente que possa ir ao forno.

Polvilhar as maçãs com o açúcar de coco. Não usar todo.

Juntar o açúcar que sobrou com a amêndoa, a canela e a noz moscada.

Juntar e incorporar o leite de coco e o óleo de coco ao preparado anterior. Mexer bem.

Barrar a maçã com este preparado.

Forno pré aquecido a 180º.

Colocar no forno 30 a 40 minutos.

Fica uma sobremesa docinha.

Se gostarem de sobremesas menos doces usem maçã reineta.

Também podem usar mais amêndoa e menos açúcar de coco.

 

5 (8).JPG

23
Abr17

a revolução na minha cozinha!

Joana Marques

Paleo falando....

Para além de ter mudado praticamente todos os ingredientes dos meus pratos. E isso foi meia revolução.

A revolução maior estava para vir.

A revolução na forma como confeciono os alimentos.

Foi a revolução total na minha cozinha!

 

 

Cozinhar a vapor!

Já tinha ouvido falar. Nunca tinha experimentado.

E não é preciso grandes coisas nem nada muito caro.

Podem adquirir este acessório para cozer a vapor. No Ikea ou noutro local qualquer.

 

Também existem panelas a vapor.

Se tiverem uma panela de arroz podem usar para cozer a vapor.

E existem panelas especiais que cozem só a vapor. Estas duas soluções são mais caras. Muito mais caras.

avapor.jpg

(tirei a imagem daqui)

 

O alimento cozinhado desta forma é mais saudável. Não perde nutrientes na água.

E é uma forma mais ecológica de cozinhar porque gastamos muito menos água.

E o sabor é melhor. Muito melhor.

Podemos cozinhar vários alimentos juntos. Carne, vegetais, peixe. O que for preciso. E por isso poupamos tempo e trabalho.

 

Algumas informações que considero úteis:

Quando introduzimos os alimentos no acessório, a água deve estar quente. Mas não deve ferver.

O acessório com os alimentos não deve tocar na água. Se isso acontecer já não está a ser cozido a vapor.

Só deve ser temperado com sal (neste momento uso sal dos himalaias) depois de cozido.

Mas na água podem acrescentar ervas aromáticas para aromatizar os alimentos.

Temos de respeitar os tempos de cozedura. E ter em atenção que os que demoram mais tempo devem ficar em baixo e os outros em cima.

 

Se experimentarem vão notar a diferença. No sabor. Na cor e apresentação.

 

4 (1).JPG

 

17
Abr17

2 semanas...

Joana Marques

Tudo começou no Natal.

Quando uma amiga minha me ofereceu este livro.

paleo23.jpg

Sentia-me esgotada. E não era só do trabalho.

Tinha momentos de tristeza inexplicáveis.

O que li fez sentido. E achei que tinha de começar por algum lado. Pensei: vou tirar o glúten.

Há uns anos atrás, o meu teste de intolerância tinha dado o glúten na parte amarela.

Quando iniciei a dieta nessa altura, não comi glúten durante 6 meses. Depois voltei.

É extremamente difícil evitar o glúten. Tudo tem glúten. Ou quase.

 

 

Como fui para a Grécia em Março o processo demorou mais do que eu esperava.

Tinha em mente. Não ao glúten. Não aos alimentos processados. Se tiver mais do que um ingrediente que tenha sido eu a junta-los.

Entretanto fui tirando ideias. E descobri o regime Paleo. Foi um dia de sorte.

 

Quando fiz anos ofereceram-me este livro. Gostei.

Tem muitas ideias para refeições. Com todas as ideias podemos adaptar outras.

paleo24.jpg

Entretanto comecei a ler este livro.

Tenho aprendido muito. Sobre este regime. Sobre este estilo de vida. Sobretudo sobre ter saúde. E como devemos começar o mais rápido possível para em velhos termos qualidade de vida.

Chegar a velho é o melhor que nos pode acontecer. Quer dizer que estamos vivos. Que não tivemos nenhum acidente com facas e afins durante o nosso trajeto.

Que se chegue bem. Sem grandes mazelas. E encargos.

paleo25.jpg

Também aderi a um grupo no facebook: PALEO descomplicado. Têm feito a diferença. Tenho aprendido muito com todas as partilhas.

 

O que me propus no início. Há duas semanas era fazer 80% de refeições Paleo.

Só que me senti tão bem nos primeiros dias que deixem andar....e só deu Paleo.

2 semanas sem ter fome.

2 semanas sem comer açúcar.

2 semanas sem comer glúten.

2 semanas sem sentir a falta de nada.

Absolutamente nada.

Aquelas fomes repentinas, já eram.

Como bem, em qualidade. Não tenho restrições de quantidade.

Tenho restrições em laticínios e ovos. Já as tinha. Tendo em conta as minhas intolerâncias.

Tenho introduzido alguns alimentos aos quais sentia intolerância que agora já não faço reação. Por isso tenho alguma esperança em relação aos ovos.

Faz todo o sentido este tipo de alimentação. Sinto-me em casa. Ou melhor, na caverna!

E é óbvio que é para continuar. Se me sinto bem só faz sentido continuar...

 

Se quiserem saber o que nós comemos, é só seguir o esquema!

 

paleo1.jpg

 (tirei a imagem aqui)

 

05
Abr17

paleo...#3

Joana Marques

Ao terceiro dia já não consigo perceber porque raio é que durante 36 anos não fui paleo.

E como é que consegui ser feliz sem ser paleo.

A minha asma começa a passar. Quer dizer que as inflamações que trouxe da Grécia fruto da má alimentação estão a falecer. Paz à sua alma..

Os níveis de energia estão lá em cima.

A boa disposição voltou.

O sorriso pronto também...contrasta muito com as caras que vejo todos os dias. A partir de agora é o chamado sorriso paleo!

Vontade de comer alimentos processados. Zero.

Vontade de comer porcarias. Zero.

Nada de fomes repentinas. Tudo muito equilibrado!

 

De manhã: creme budwig. Usei no creme: um iogurte de coco caseiro, sumo de meio limão, a banana, uma manga, amêndoa, azeite. Uma colher de sopa de farinha de Quinoa. No fim canela. Estava divinal.

 

Almoço: salada com alface, rúcula, tomate, frango, ananás, camarão. Temperei com azeite.

 

Jantar: Bife de Peru grelhado. Brócolos, cenoura e beringela cozidos a vapor.

Os legumes cozinhados a vapor...é um outro nível. Nunca tinha comido cenoura tão boa na vida!

Acrescentei tomate.Temperei com azeite.

 

3 (1).JPG

À noite comi meio abacate.

Hoje de manhã acordei sem fome. Pela primeira vez na minha vida. Obviamente comi....creme budwig!

 

04
Abr17

paleo...#2

Joana Marques

Há alguns anos atrás quando iniciei este regime alimentar custou-me horrores.

Andava sempre cheia de fome.

Habituei-me a comer de duas em duas horas.

Passei a ser escrava da comida.

A minha mala tornou-se uma despensa. Com comida sempre à mão de semear.

Por mais que comesse este mundo e o outro tinha sempre fome.

Em frente a uma pastelaria babava por tudo quanto era bolo e bolinho.

 

Está a ser muito mais fácil do que aquilo que imaginava. Este regime paleo.

Já não sinto aquela fome capaz de comer um boi à dentada.

Passo muito mais tempo sem comer.

E não me apetece na do que seja processado.

Aquelas porcarias cheias de açucares e gorduras más que nós comemos.

 

Ontem. Mais uma vez comecei com creme budwig. Usei no creme: um iogurte de amêndoa, sumo de meio limão, a banana, uma nectarina, nozes, manteiga de amêndoa. Usei também sementes de linhaça. Para dar um sabor diferente acrescentei um pouco de tomilho.

Todos os dias é diferente. Todos os dias é bom. E todos os dias dá uma energia do caneco.

Não tive fome a meio da manhã.

Só voltei a comer à hora de almoço.

2 (4).jpg

 No wok juntei azeite, tomate e um peito de frango cortado.

Deixei fritar o frango.

Depois juntei: abóbora, feijão verde e brócolos.

Acrescentei umas amêndoas.

 

A meio da tarde comi uma maçã.

À noite fiz uma salada com alface, rúcula, agrião, meio abacate, atum e pinhões. Temperei com azeite.

E assim segue....o meu regime alimentar....

 

03
Abr17

paleo...

Joana Marques

Ontem.

Comecei o meu regime alimentar novo.

De manhã, creme budwig. Usei no creme: um iogurte de coco feito por mim, sumo de meio limão, a banana, uma dose de framboesas, amêndoas, meio abacate (em vez do azeite). Usei também sementes de sésamo.

 

A meio da manhã comi uma maçã.

Almocei fora com os meus pais. Escolhi uma salada de frango. Só temperada com azeite. 

 

A meio do dia comi estas panquecas.

Substituí a farinha de trigo por farinha de arroz. Fiz um xarope de frutos vermelhos para pôr por cima.

 

Ao jantar comi isto:

1 (10) (1).JPG

 Assei no forno um peixinho em azeite, cebola e tomate.

Num wok, salteei, abóbora, cogumelos e tomate.

No final juntei rúcula.

 

Nunca tive fome durante o dia.

Nem mesmo quando passei ao lado de uma loja de chocolates.

Acho que encontrei o regime ideal para mim. 

Mais sobre mim

Um grupo no facebook para quem gosta de crafts!

  •  
  • Sigam-me

    Instagram

    Comentários recentes

    Calendário

    Novembro 2017

    D S T Q Q S S
    1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    2627282930

    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D

    Mensagens

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.