Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quiosque da Joana

handmade life

Quiosque da Joana

handmade life

14
Out16

um café e um bagaço...

Joana Marques

Depois de um fim-de-semana no paraíso, ou melhor na Sertã, lá tive de voltar ao trabalho..

Com um corpo mal habituado e uma cabeça em negação lá fui eu.

Cheguei cedo.

Já levava nas pernas 10 km de corrida.

E mais um bocadinho do passeio com o cão.

Não havia grandes novidades.

Comecei a orientar o trabalho. Sem stress.

Tinha uma reunião à hora de almoço mas ainda faltava muito.

 

Ia ser um almoço dois em um. Um só cliente mas duas pessoas a representá-lo. Normalmente costumo reunir só com a M. mas quando há almoços, o chefe dela também aparece.

Gosto muito da M.

É uma pessoa muito bem disposta.

Muito viajada.

Acabamos sempre a trocar informações sobre viagens e não só.

O chefe, não é má pessoa...é só aborrecido.

Muito aborrecido. Muito, muito, muito aborrecido.

 

Cheguei dez minutos antes da hora marcada.

Os dois sentaram-se à hora certa.

Começámos por despachar trabalho. 

A reunião, propriamente dita não passou das entradas. Durou uns 5 minutos. Tudo acertado...

Tínhamos escolhido o prato.

Adoro comer!

Nem parece que tenho lutado toda a minha vida contra o peso a menos.

Já se sabe,tenho uma lombriga do catano!

 

A meio da refeição toca o telemóvel da M.

Era da escola do filho.

Parece que não estava muito bem.

Afogado em vómito, a bílis a subir-lhe à cabeça.

A M. diz que tem de ir.

Fiz um olhar de cão.

Recompus-me.

O puto em sofrimento e eu a implorar com o olhar, para a M. não me deixar sozinha com o chefe.

 

Dediquei-me à comida.

O senhor lá contava uma história sobre qualquer coisa, é daquelas pessoas que fala muito, como eu!

Só que eu falo de coisas interessantes...obviamente!

Sorria e dizia que sim....

Ás vezes ligava o cérebro só para ver se estava a dar os sinais certos.

Só tinha olhos para a massa que estava a comer e lá sorria.

 

Chegou o café, o senhor lá continuava a falar sobre nada e eu, saco da minha caneta da sorte e começo a desenhar na toalha.

 

A caneta, já com muito uso deixou de escrever...

Fiquei atrapalhada??

Nem pensar....

Passei à fase seguinte...pintar...

 

não tinha aguarelas....

....decidi fazer ali mesmo uma aguada de café e colorir o desenho...

O meu delírio ficou por aqui??

Não! Claro que não....

Como o senhor tinha pedido, uma aguardente velha, para acompanhar o café, pedi-lhe se podia tirar uma colher parecendo que não mas sempre dava para esbater algumas linhas e fixar a cor.....

sk.jpg

E sim...o meu desequilíbrio é maior...muito maior...

É ida e volta até à lua...

37 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Um grupo no facebook para quem gosta de crafts!

  •  
  • Sigam-me

    Instagram

    Comentários recentes

    • A Hipster Chique

      Um pesadelo... eu já ajudei como pude.

    • Lady Di

      sem palavras

    • Milena Nunes

      Não há mesmo palavras muita força aos que ainda c...

    • Margarida

      Há uns anos, vi um programa do Jamie Oliver em que...

    • Aurea

      Terrível É imperativo ajudarmos todos os que foram...

    Arquivo

    Mensagens

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.