Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quiosque da Joana

handmade life

Quiosque da Joana

handmade life

17
Jan17

vou dar um churrasco, sabiam? Nem eu...

Joana Marques

Desde que cá estou a viver permanentemente que tenho um problema.

O Vasco não fica sozinho em casa.

O que torna o simples acto de fazer compras em algo stressante.

 

Uma pessoa normal pode sair de casa, a pé, fazer compras pelas lojas de bairro.

Entrar em várias, consoante o que precise e por fim voltar a casa com tudo.

Uma pessoa normal pode pegar no carro ir até ao shopping mais perto, estacionar, visitar as lojas que precisa e comprar.

Entrar na zona de supermercado, escolher com calma e aguardar a vez para pagar.

 

Pois, comigo não tem sido assim...

O cão não fica em casa sozinho mas fica no carro....só que eu fico sempre de pé atrás e tento fazer as compras o mais rápido possível.

Ou seja, vou todos os dias às compras, às vezes várias vezes por dia.

Gastar uma hora em compras está fora de questão.

Não vou deixar o pobre dentro do carro uma hora.

 

Cheguei a casa por volta das 18h.

Precisava ir às compras.

Deixei a minha pasta e o portátil.

Eu e o cão voltámos ao carro.

Estacionei no parque do shopping.

Voei até ao supermercado....

 

Quase sem critério comecei a escolher as coisas mais urgentes que me faltavam.

Agriões, espinafres, maçãs, peras e laranjas.

Para ser mais rápido deixei o carrinho estacionado.

Fui escolhendo nas prateleiras e fui pondo para o carrinho.

Tudo em contra-relógio.

Joana?

Não!

Super Joana!

 

Carrinho cheio.

- Com sorte não tenho de vir cá amanhã. Pensei eu.

Vou para uma caixa.

Está uma senhora a pagar e depois sou eu.

 

Atrás de mim aparece um senhor com uma couve.

Só uma couve.

Eu com um carrinho cheio.

Dei-lhe a vez.

O senhor agradeceu.

A senhora da caixa pesa a couve.

O senhor percebe que não tem carteira.

O senhor pede um minuto para ir ao carro buscar a carteira.

A senhora da caixa ainda pergunta se pode anular a compra dele e passar eu para não ficar com a caixa inactiva.

O senhor meio desorientado não responde.

Atrás de mim, já está um carrinho cheio, aparece outro e depois outro.

Começo a tirar as minhas compras para o tapete.

- tenho na mão uma caixa cheia de salsichas frescas.

..............

..............

What?

Como disse??

- salsichas frescas, logo a seguir um saco com 2 kg de picanha, um terceiro saco aparece no meu carrinho com aproximadamente 3 kg de costeletas de novilho, para não falar na carne de porco...

 

Atrás de mim as pessoas reclamam por a caixa estar parada. Eu calada que nem um rato. Se eu disser que dei a vez ao homem da couve...fazem-me engolir as salsichas.

 

Alguém se enganou e pôs a carne por engano?

Não, claro que não!

Agriões, espinafres, maçãs, peras e laranjas tinham desaparecido. Fui eu e só eu.

Apanhei alguém distraído e fanei-lhe o carro.

 

O homem da couve voltou. Pagou.

Eu, atordoada, paguei tudo e voltei.

Vasco dormia como um bebé.

 

Cheguei a casa. Arrumei tudo.

Peguei no carro e no Vasco e voltei lá.

Agriões, espinafres, maçãs, peras e laranjas....era o que precisava.

 

E eu que raramente como carnes vermelhas....se estiverem interessados..

...é em Barcelona..sempre em frente..

...por aqui há carne que chegue para alimentar o parlamento russo...

 keep-calm-and-eat-meat-210.png

 

43 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Um grupo no facebook para quem gosta de crafts!

  •  
  • Sigam-me

    Instagram

    Comentários recentes

    • João Freitas Farinha

      Olha que se calhar até te identificas um bocadinho...

    • Graça

      É tão bom recomeçar todos os dias. Apreciar as peq...

    • Aurea

      Se nos deixamos cair na rotina esta pode trucidar-...

    • HM

      O que me apetece dizer é... não nos abandones... m...

    • João Freitas Farinha

      São mesmo!

    Arquivo

    Mensagens

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.