Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quiosque da Joana

Quiosque da Joana

Joana e Companhia

25.11.19, Joana Marques
Em 1981 nasceu a Joana. Em 2014 juntou-se o Vasco. No final de 2017 chegou a Alice! Em Março de 2018, o Pedro! Em Novembro de 2018 juntou-se a nós a Gabi! E... ...em Março, a Mariana. Liliana, a gata...em Outubro. Ah! E a Luísa!? A Luísa deve chegar lá para Fevereiro..   Já fui um Quiosque mas arranjei companhia!     Este é o mote para o meu novo blog.   https://joan (...)

continua.....

...no blog Sapos do Ano

01.11.19, Joana Marques
Estava eu convencida da vida que só voltava cá dia 30 de Novembro.  Mas não!  Fui ultrapassada pelos acontecimentos. Não é que este pequeno Quiosque está nomeado para o Sapos do Ano, na categoria família. O David e a Magda pediram-me para escrever um texto para publicar lá e eu só porque sim vou publicar uma parte. O resto têm de ler lá... ...um dia destes.     Caramelos! Daq (...)

Quem é?

somos nós...

30.10.19, Joana Marques
Os meus avós paternos viviam entre Lisboa e o Alentejo. Com o passar dos anos adoptaram o Alentejo como casa. E era raro saírem de lá.   Viviam no monte.  À entrada do monte estava um portão grande. Do lado direito do portão estava o Santo António. A minha avó não era muito dada à religião mas tinha o Santo António em muito boa conta. Não era um Santo António comum. Tinha um segredo. Atrás dele. Havia um buraco. E dentro desse buraco estavam as chaves do monte. E (...)

só se estraga uma casa...

Vasco

29.09.19, Joana Marques
Domingo. De manhã. 7h00. Acordou fresquinha que nem uma alface. A Mariana. Risonha. Esfomeada. Sentei-a na cadeirinha que temos para ela na cozinha. 7h07 Acordou fresquinha que nem uma alface. A Alice. Gritou para eu a ir buscar ao quarto. Desde Agosto que deixou a cama de grades porque já não cabia nela. E... ...está instruída para não deixar o quarto sozinha. Nunca se sabe. Mas até agora tem resultado. Cheia de coisas para dizer. Desceu as escadas e juntou-se à irmã. Tomámos o (...)

alguns sonhos nunca se realizam...

Ainda bem!

21.09.19, Joana Marques
Era uma vez uma miúda. Mimada. Parva. E com a mania. 7, 8...9 anos de arrogância. Eu! Dizia à boca cheia sempre que era contrariada. Gritava! Muitas vezes gritava! - EU QUERO SER INDEPENDENTE. O meu pai. Paciente. Muito paciente.  Dizia-me: - Joana, espero que nunca realizes esse sonho!  Eu olhava para ele e pedia-lhe explicações. Era assim que ele me quebrava. Com conversas. A maioria das vezes demoravam horas... Argumentos de um lado. Argumentos do outro. No fim eu não ficava (...)

é arte! E na arte não se toca....

Alice

17.09.19, Joana Marques
Ontem o Pedro esteve de folga.  Aproveitámos a manhã para organizar a despensa. E a tarde para passear. Belém. Foi o destino escolhido. Primeira paragem CCB. Adoro! Tudo! Adoro a exposição permanente. Ambiente. Espaço. Tudo!   Eu. O Pedro. E as miúdas. Um risco. Um risco calculado! A Mariana ainda é inofensiva para as peças de arte. Podia eventualmente iniciar um berreiro épico mas não. Dormiu como é costumo dela. E encerramos aqui o capitulo: Mariana vai ao CCB!   (...)

é preciso uma aldeia...

12.09.19, Joana Marques
De Alentejos diferentes. Um mais para norte outro mais para sul. De Alentejos iguais. Porque o norte e o sul fazem muito pouca diferença quando é o amor que está em jogo. Os meus sogros.    Começaram por morar em Odivelas mal acabaram de casar. Uma casa do tamanho de uma noz, segundo a minha sogra. Uns anos depois mudaram-se para o Montijo e nunca mais saíram de lá. Primeiro numa (...)

as panquecas...

(este post não é uma receita)

11.09.19, Joana Marques
Somos apologistas de um bom pequeno almoço.  Tomado com tempo.  O nosso pequeno almoço preferido tem de ter panquecas feitas na hora. Com uma calda quentinha. Adoramos uma boa calda de nectarinas que espalhamos por dentro das panquecas. E por cima gostamos de colocar uma fruta fresca. Morangos. Kiwi. Ou amoras.   A Alice adora.  Quando o pequeno almoço é do agrado dela. Come tanto como nós!   Agora que estamos os dois a trabalhar. Decidimos, quando fizemos a planificação das (...)

entre 14h e as 18h....

09.09.19, Joana Marques
No mês passado passámos uns dias no Alentejo. O tempo foi passado sobretudo em casa com umas descidas aqui e ali. Uns passeios. Umas saídas.  Um dia descemos até à civilização e encontrei uma amiga de infância. A Alda. Apresentei a Alda ao Pedro. E apresentei o Pedro, a Alice e a Mariana à Alda. A Alda é um pouco mais velha que eu. Alentejana. Nascida e criada. Já não a via... ...nem sei.   Fiquei estupefacta! Esta é a expressão certa! Quando me disse que a filha ia casar... (...)

O que há dentro da despensa de uma família vegetariana...

08.09.19, Joana Marques
Foi-me pedido através do instagram do Quiosque uma espécie de lista de ingredientes que façam parte da nossa despensa aqui de casa. Dizer que somos 95% vegetarianos. Só não somos vegetarianos fora de casa porque não nos parece muito bem rejeitar refeições que foram preparadas para nós e em casas onde somos convidados.   Estes são os indispensáveis. Os que temos sempre. Ou quase... Os que nunca (...)

quando o feitiço se vira contra o feiticeiro...

05.09.19, Joana Marques
Já não trabalho como deve ser desde que a Mariana nasceu. Eu fiquei de licença. O Pedro também. O Pedro teve aquela proposta para a África do Sul e fomos todos. Enquanto lá estivemos a vida foi correndo levemente. Não fosse a ansiedade que é viajar com dois cães e duas crianças pequenas e tínhamos tido uma estadia zero...stress. Por lá a vida de médico é uma vida santa. Os horários são escolhidos. O Pedro escolheu não fazer noites, por exemplo. Voltámos. O Pedro estava (...)

ser do Sporting...

(o regresso às origens)

03.09.19, Joana Marques
Em 1960, na Universidade de Stanford foi feito um estudo por Walter Mischel. Este investigador testou a capacidade de adiar algo gratificante e relacionou-o com o sucesso na sua vida adulta.   A pesquisa era simples. Deixavam uma criança sozinha com um doce e diziam-lhe para não o comer. Se não comesse o doce teria de seguida uma recompensa. Algumas crianças esperaram e resistiram à tentação, outras nem por isso. Algo semelhante a isto. (...)

harmonia familiar

(a minha família)

31.08.19, Joana Marques
O Pedro foi às compras de manhã. Eu fiquei com os miúdos cá de casa. Tínhamos feito uma lista porque já se sabe! Ir às compras pode ser um risco. Trazer tudo o que não faz falta e por outro lado esquecer o que precisamos. É óbvio que se virmos alguma coisa que nos chame à atenção e seja uma boa aquisição. Não dizemos que não. O Pedro foi às compras e os olhos bateram nuns cogumelos. (...)