Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quiosque da Joana

Quiosque da Joana

tempos livres #3

13.08.16, Joana Marques

Esta semana, nos dias que estive em Barcelona, tive tempo de ir dar uma voltinha e ver montras e lojas.

Perco-me por sapatos...mas desta vez não trouxe nada!

Perco-me por decoração.

A minha irmã é decoradora e acompanho muitas vezes o trabalho dela...meto o nariz onde não sou chamada e dou ideias...que a maioria das vezes ela acha...que não!

Se no trabalho da minha irmã...as minhas ideias passam pouco...na minha casa...sou eu que mando!

Numa loja em Barcelona deparei-me com individuais feitos em crochet... à mão.

Custavam quase 20€ cada um..

Os naperons do tempo da avó feitos em crochet com linha número 6 ou número 12, compradas às meadas, não me atraiem. (só algumas excepções...poucas!)

Hoje em dia temos à disposição fios bons, cores apelativas e lojas de fios onde nos podemos perder e aprender!

Decidi logo que 20€ por um individual era um disparate.

Na loja, em Barcelona, com o individual na mão vi mais ou menos o esquema e tentei gravá-lo na minha cabeça...não tirei foto...não tive coragem..

Abasteci-me de fio, escolhi um castanho da DMC, Natura XL.

Mãos à obra e fiz dois individuais...um para a cómoda do quarto e outro para sala...e acho que não fico por aqui...gostei do resultado!

O melhor de tudo, o preço, fiz os dois individuais por menos de 5€..

ind1.jpg

 

ind2.jpg

 

 

Dia histórico...

12.08.16, Joana Marques

Instalei no meu blog e está completamente às claras...uma aplicação.

Acho piada porque cada vez que visito o meu blog, aparece um número com a quantidade de pessoas que cá estão...

quantossao.jpgNormalmente aparece "1" porque ainda tenho poucas visualizações.

Mas esta aplicação tem outras particularidades.

Mostra-nos o mapa de visitas...o que é muito fixe e giro!

mapa.jpg

Se clicar em cada um dos balões aparece o nome da terra que me visitou...

Outra potencialidade desta aplicação é o plágio.

Diz-nos se alguém copiou algum texto ou alguma imagem.

Qual não é o meu espanto quando percebo que alguém copiou o meu primeiro post...não sei se me sinto chateada, se me sinto lisonjeada....

Eu, Joana, a menina que sempre foi boa aluna nos números e uma nódoa em letras....foi plagiada...uau!

Hoje é um dia histórico!!

 copiado.jpg

Conselho da plagiada: o texto é péssimo...não faças más figuras...copia alguém que tenha qualidade...tipo Saramago...

 

 

Sai um filtro, para a mesa do canto....

12.08.16, Joana Marques

Reunião marcada para as 8h da manhã.

Às 7h59 estávamos todos.

Começou a reunião.

Único ponto da reunião: Barcelona.

O que está a correr bem, o que está a correr mal, o tempo...cuidado com os prazos...

Toca o telemóvel do diretor.

Fica alterado, começa a resmungar....a falar alto...

Era o irmão mais velho.

Desliga.

_ Parece impossível somos 5 irmãos e eu sou tão diferente dos outros..desabafa.

_ És filho do padeiro.....diz a Joana...........(eu)

 

Escangalhou-se a rir..........

 

Se o diretor fosse um dos quatro irmãos presumo que tinha sido despedida....

 

 

Ainda os incêndios...

11.08.16, Joana Marques

Todos os anos passamos pelo mesmo.

O sofrimento é sempre o mesmo....

O que acontece para além dos fogos é também sempre o mesmo...apontamos o dedo...

 

- ao governo porque devia ter feito x e fez y...

- ao presidente da câmara porque disse isto mas fez o contrário...

- (este ano) ao presidente do governo regional que não fez o que devia atempadamente...

- aos donos da floresta porque isto e aquilo...

- aos donos das casas porque sim...

- aos bombeiros porque....qualquer coisa...

- aos meios aéreos...bla bla bla

- a São Pedro porque é Agosto e nunca se viu tanto calor....

 

Na minha humilde opinião.....toda a gente se esquece do principal...quem é que fez o fogo?

Uma grande quantidade de incêndios a que assistimos são de origem criminosa e uma outra parte têm origem em comportamentos negligentes....tenho ideia que só uma parte mínima se deve a causas naturais....e na minha opinião é aqui que temos de atuar em primeiro lugar....

 

Prender o incendiário...mas abrir-lhe a porta passado um ano ou dois (os que são presos) para mim é um erro....

Se alguns ainda por cima têm perturbações mentais (para mim têm todos....só um atrasado para incendiar propositadamente) constituem na minha opinião um perigo publico....e como é?? Soltamos o perigo público e deixamos que conviva alegremente...connosco??

 

 

 

 

 

O universo é sábio....

11.08.16, Joana Marques

Sou hiperativa...

É o meu karma...

Durmo muito pouco, acordo cheia de energia, penso em mil e uma coisas ao mesmo tempo (diz que ser mulher é isto mesmo!), falo muito depressa...quem me conhece já não estranha mas quem me está a conhecer...coitados!

Eu até tento, portar-me bem...mas a minha essência vem ao de cima.....e volta a Joana..

 

Desequilíbrios mentais devo ter vários...mas não vamos falar disso agora...

Não fui fácil de criar, sou a terceira filha, a última.....e à terceira a minha mãe descobriu o que é ter filhos e o trabalho que dão! Por alguma razão, os meus pais, só tiveram três filhos....tenho ideia que a razão se chama Joana....

É claro que o universo é sábio...

E arranjou uma forma de me parar...

E ao mesmo tempo que me fez aparecer no mundo...deu-me asma...para aprender a respirar devagar e a ser mais ponderada...

É claro que eu só me lembro que tenho asma quando ela aparece....

Devia ter cuidado, viver mais devagar.....pelo menos andar com a minha melhor amiga...a bombinha ...

 

Quando tenho uma reunião no 12º andar e peço ao porteiro para me dizer onde são as escadas porque detesto andar de elevador....começo a subir, um, dois, três, quatro lanços de escadas com a sofreguidão que me caracteriza...e cá está ela...a falta de ar....o ter de parar...e a bombinha??

 

De manhã saí de casa, eu, a Joana,....e eu não sou a asma...e por isso as 200 mil bombinhas estão em casa, espalhadas por todo o lado, incluindo pelas várias carteiras...que tenho a uso....estão onde ficaram de manhã...não tenho nenhuma comigo...

 

Consegui chegar ao 12º andar...meia morta e aguardo agora que o Doutor F. me receba....

 

Aqui estou eu...sem fôlego....

 

universo: 1

Joana: 0

 

 

Almocei com uma galinha...

10.08.16, Joana Marques

Estou em Barcelona...

Cheguei ontem de manhã...

Com a aventura que tem sido a gestão dos meus telemóveis...o Iphone ainda não está operacional. Mudanças de cartões de um lado para o outro..muitas pessoas que me ligam não reconheço o número.

 

Ontem de manhã quando reparei tinha uma chamada (não atendida), número espanhol, no meu tlm.

Não liguei. Achei que podia ser de um/a colega da empresa. Como andei uma boa parte da manhã sempre em trânsito...pensei, quando me virem, logo falam comigo...

Uns minutos mais tarde liga-me o diretor, de Portugal: Joana, o Cesário ligou, está em Barcelona e quer almoçar contigo. Já te ligou mas não atendeste. Achas que podes??

Cesário, é um colega que trabalha no mesmo ramo que eu mas em Madrid. Falo com ele por telefone há uns 3 anos, nunca o tinha visto...

 

- Não me dá muito jeito...mas tudo bem. Respondi eu...

Passado um/dois minutos estava o Cesário a ligar, para combinar a hora, o restaurante, etc.

Cheguei mais cedo..e sentei-me junto à janela. Passado uns minutos, ele liga a dizer-me que está a chegar...eu digo-lhe que já lá estou. Ele diz-me como está vestido eu não disse nada porque achei ridículo.

Entra o Cesário. Agradável à vista. Eu aceno. Vem ter comigo e diz apressado: vou à casa de banho.

Regressa.

Entrou no restaurante com aliança, saiu da casa de banho sem aliança!

Dá-me dois beijinhos e senta-se. Fazemos o pedido. Eu começo a falar de trabalho...que é para isso que lá estou...

Começa a chamar-me Joanita, para cá; Joanita para lá....

Comecei a perceber o propósito do almoço...

Elogia-me muito: os olhos são lindos, sou linda de morrer, adora a minha roupa, o verniz das unhas é praticamente o melhor do mundo...o perfume é vindo diretamente do céu...

Elogio a comida...e volto ao tema que me trouxe ali...

Elogia-se a si próprio....ele é muito bem sucedido, tem uma casa em Madrid com 300 assoalhadas...tem um jardim, que faz corar de inveja o rei; uma piscina..olímpica...claro! A mãe herdou uma fortuna...de um tio avô e por isso é dono de praticamente a Península Ibérica...

Elogio o restaurante e volto a falar de trabalho..

Elogia Espanha. Espanha é que é. Joanita, como é que uma mulher assim consegue morar em Portugal. Aproveita agora que vais passar algum tempo aqui em Barcelona para te mudar definitivamente para cá. Estou a pensar comprar uma casa aqui, se quiseres avanço já e quando estiveres por cá podes ficar em minha casa...

Engasguei-me.

Pergunto pela aliança.

Faz-se de parvo.

Não sabe o que é uma aliança.

Afinal sabe o que é uma aliança mas nunca teve uma.

Afinal tem uma aliança mas estava a magoa-lo no dedo...(do pé...digo eu!)

Afinal é casado.

É casado mas só no papel.

Não a pode deixar porque ela está com uma depressão.

Joanita, ela pode cometer uma loucura.

Ela pode matar-se.

Peço a conta.

Ele quer pagar.

Paguei a minha parte. Podia ter pago a dele mas não gosto de desperdiçar dinheiro...

 

Meia hora depois, liga-me o diretor: Já sei que correu bem..... Ele gostou muito de ti.....e é um bom contacto..devias repetir.

Eu para o diretor: dá-me um tiro...

 

 

 

 

 

 

 

Desabafos de uma mulher solteira...

09.08.16, Joana Marques

Estou solteira há dois anos....

Oficialmente sempre fui solteira mas para mim ter alguém significa não o ser.

Saí de uma relação muito longa que acabou por iniciativa minha.

Não foi por ter tido a iniciativa que sofri menos. Sofri muito.

Nos primeiros tempos, sempre que saía à rua só via casais de namorados, parece que faziam de propósito e estavam em todos os lados.

Tive uma fase em que só me apareciam à frente homens com rosas vermelhas. Eu só pensava: "quem será a sortuda"...

Depois, o tempo tudo cura...eu ainda não estava curada mas já não via casais em todo lado e as rosas vermelhas deixaram de me despertar interesse...

Passei à fase em que detestava tudo e todos....eu era completamente independente e espetacular e não precisava de homem nenhum...só de pensar em ter uma relação dava-me volta ao estômago...

 

Depois a Joana voltou! Aos poucos voltei a ser eu. Na verdade não me sinto só. Vivo bem. Sou feliz. Mas a felicidade de estar apaixonada e ser correspondida não tenho e isso é impagável. É o melhor do mundo!

 

Ao contrário de alguns amigos e amigas também solteiros que me dizem que não conseguem conhecer pessoas novas não tem acontecido comigo. Farto-me de conhecer pessoas novas. Algumas descarto logo à partida porque não me interessam, outras dou o beneficio da dúvida.

 

Tenho conhecido muita gente através do meu trabalho, algumas (menos) em jantares com amigos e outras um pouco ao acaso. Quem tem um cão como eu, "mister simpatia" e "mister passado dos carretos" dá sempre azo a que se cheguem, façam uma festa, perguntem o nome do cão, perguntem o nome da dona do cão, se apresentem. E fiquem. 

Com as redes sociais tudo ficou mais fácil e lá vão aparecendo convites no facebook e também as trocas de mensagens no messenger, por exemplo.

 

Sempre que as conversas se tornam mais pessoais lá vem a pergunta: tens namorada?

E lá vem sempre a mesma resposta: Não.

É claro que existem sinais da provável existência de alguém:

- estão muito interessados em mim mas só estão disponíveis em horário de expediente...e depois como por magia desaparecem por volta da hora do jantar e voltam no dia seguinte às nove da manhã....às vezes, os mais espertos enviam uma mensagem fugaz a meio da noite...mas uma pessoa topa logo...

- quando coloco uma foto espetacular no facebook mas pública, não faz nenhum gosto nem comenta mas nas que estão privadas trata-me como se fosse o último copo de água no deserto.

 

De uma forma ou de outra acabo por descobrir. E neste momento tento parar todo e qualquer contacto com a pessoa. Explico o porquê do afastamento e vou à minha vida.

É claro que não é assim tão simples normalmente o outro lado não aceita.

O meu telemóvel parece uma árvore de natal a piscar cheio de mensagens e de plim, a toda a hora.....nesta fase, há os que se afastam, os que me insultam e os que me dizem que querem continuar a conhecer-me e quem sabe deixar a namorada....estes últimos são top....fazem-me sentir como uma ovelha com brinco na orelha na feira agrícola de Santarém sem saber se sou a ovelha premiada ou se sou apenas uma ovelha igual às outras...(a sério?? há necessidade de dizerem isto???)

 

Esta situação que se tem repetido vezes sem conta consome-me. Eu sei que não sou a culpada, mas............

- as mensagens que eu recebo não deviam ser para mim;

- o tempo despendido não devia ser despendido comigo...

- o que dizem não devia ser dito a mim...

 

 A minha vida de solteira tem-me feito refletir sobre as relações e a qualidade destas.

Quem são estas pessoas?

E quem são as namoradas destas pessoas?

Como é que podem estar com alguém mas ao mesmo tempo não estar.

Fazem-me sentir um extra-terrestre.

Por muito independente que seja sou humana e tenho medo de claudicar, de não conseguir manter-me um rochedo...

 

Nunca tive problemas de autoestima. Sempre soube o que queria da vida. Até posso sofrer mas nunca vou para além daquilo que considero correto. Não aceito menos do que aquilo que eu acho que mereço. Sendo que acho sempre que mereço muito.

Merecer muito não é merecer bens materiais. Pelo contrário. Não sou esse tipo de mulher!

Merecer muito é só aceitar um homem que tenha o mesmo tipo de valores que eu. Que olhe na mesma direção que eu.

 

 Quanto a namorado, ainda não.

Sem pressas ele aparecerá....e vai ser maravilhoso...nunca menos do que maravilhoso...e sportinguista, já agora!

 

 

Sr. Cão

08.08.16, Joana Marques

Desde que entrou na minha vida que nunca mais vivi da mesma forma.

Estou a falar do meu cão.

Primeira mudança: deixei de precisar de despertador. Ou me atira um chinelo ou começa a ganir no meu ouvido. Mal abro os olhos sou recompensada com uma lambidela da bochecha até à nuca passando pelos olhos...uma coisa linda de se ver.

 

Levanto-me, como qualquer coisa e preparo-me para ir correr ou então em dias mais preguiçosos para o levar a passear...mas onde está ele?

 

Um cão tão solicito que me vai acordar mas que logo a seguir se vai deitar porque a vida de cão custa e precisa de retemperar energias...acordar a Joana, sabem lá o trabalhão que dá!

 

Pois puxo o cão de um lado, chamo do outro, dou beijinhos, falo ao ouvido...nada...olha para mim a fingir-se de morto!

Puxo mais uma vez, chateio-me a sério, agarro na trela, puxo, puxo...chamo-lhe nomes...e sua excelência acorda, abre a boca (se eu olhar lá para dentro consigo ver o palácio da pena)...e lá se levanta....ok! já que insistes lá vou eu....o sacrifício que tenho de fazer por ti...dona.

 

Em dias de mau feitio e mau humor...Sr. cão continua a dormir e ...não está mesmo para ninguém...

 

vasquinho.jpg

Vou até à praia vazia, tiro-lhe a trela ele corre feito deslumbrado e eu também. Chamo-o, ele obedece, quase sempre!

 

Levo-o para casa. Tomo banho. Tomo o pequeno almoço e preparo-me para ir trabalhar.

 

Sr. cão voltou para a sua cama, normalmente na que está no terraço, virada para o mar.

Sr. Cão vai dormitar o dia inteiro.

Joana vai trabalhar o dia inteiro.

Quando eu chegar do trabalho vai receber-me como se eu fosse a última bolacha do pacote...e é por isso que eu acho que é o melhor cão do mundo!

work.jpg

Breve História de Quase Tudo...

06.08.16, Joana Marques

"Bem-vindo. E parabéns. Ainda bem que chegou até aqui. Não foi fácil, eu sei. Para dizer a verdade, suspeito mesmo que terá sido um pouco mais difícil do que pensa. Em primeiro lugar, para que o leitor esteja aqui agora, foi preciso que triliões de átomos errantes tenham conseguido juntar-se, numa dança intrincada e misteriosamente coordenada, de forma a criá-lo a si. Trata-se de uma combinação tão única e especializada que nunca foi feita antes, e só vai existir desta vez."

Bill Bryson

 

É assim que começa o livro que estou a ler neste momento.

Foi-me recomendado pelo meu pai.

Um dos melhores livros que já li na vida!

 

breve.jpg

 

Joana, o meu nome é Joana...

05.08.16, Joana Marques

Depois de mais de 8000 mensagens trocadas...

Muitos avanços e recuos... os recuos mais da minha parte...

A sensação, o inconsciente, a cabeça a dizer-me para não avançar.... o coração a dizer o contrário... parvalhão!

Hoje: 3h30 envio uma mensagem a dizer que tinha chegado ao Algarve... beijinhos

Hoje: 6h40 recebo uma mensagem a dizer : Bom dia, Dani! Ainda bem que chegaste bem...

Oi? Como disse??? Dani?

Primeiro foi o drama!

Depois o horror...

A seguir a tragédia...

Não sei se será da privação de sono... seguiu-se uma sensação de paz...

Ando eu a pedir um sinal divino... que me ajude a decidir o que fazer... aqui está ele..

A vida resolve - se sozinha (muito boa a frase da Catarina Beato)

Um novo projeto..

04.08.16, Joana Marques

Barcelona...

Gosto muito do meu trabalho. Não é rotineiro. A responsabilidade é gigante mas nunca intelectualizo. Se pensar muito no assunto desisto.

O diretor, para o qual trabalho. E que é o diretor da empresa é uma pessoa com perto de 60 anos mas muito ativo e empreendedor. É uma pessoa cheia de boas energias. É impossível alguém sentir-se mal ao lado dele. É perito em passar-nos batatas quentes e ficar a assistir sentado a ver o que sai dali. Acho que o diverte. Já há algum tempo que me andava a desafiar para aceitar um projeto em Barcelona.

 

Eu que tinha estado 3 meses em Roma, a trabalhar noutro projeto comecei por declinar. Dizia-lhe: chama outra pessoa. Na semana seguinte voltava à carga e eu também...a verdade é que já estava apenas a trabalhar em Lisboa há mais de um ano e meio. Tive de ir a trabalho, ao estrangeiro, mas foram sempre viagens curtas. Há duas semanas atrás estava a dar formação em Angola. Agonia total. O facto de estar num hotel e a minha vida ser hotel-trabalho, trabalho-hotel dava cabo de mim. Tanta coisa gira que eu podia estar a fazer e nada de nada.

Para além deste sentimento de claustrofobia...não era mas eu acho que deve ser parecido, acrescentou-se na minha vida outro falhanço..amorosamente falando....estava tão triste e perdida..que quando ele me veio com a conversa de Barcelona achei que tinha de aceitar. Fazia-me bem um novo desafio. É claro que o inicio do novo desafio coincidiu com as minhas férias e mais uma vez tive de as interromper. Foi por uma boa causa. Estive em Barcelona na semana passada. Conheci o meu grupo de trabalho. E tudo indica que vai correr bem. É claro que este projeto vai implicar muitas viagens a Barcelona durante 6 meses....que chatice!!