Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quiosque da Joana

Quiosque da Joana

O meu prédio..#7

16.11.16, Joana Marques

O Sr. Ludovino é viciado em novelas. Vê todas e em todos os canais.

A mulher pelo contrário vê uma novela mas gosta de ver notícias.

Existe aqui um conflito de interesses no que toca à televisão.

Têm duas televisões uma na sala e outra no quarto.

Os dois querem ver televisão na sala durante o dia e depois de jantar.

O Sr. Ludovino normalmente vence e a Dona Helena tem que gramar com as novelas.

Depois de muitos desentendimentos chegaram a uma conclusão, fecharam uma varanda.

 

O objetivo era colocarem um sofá e uma televisão na varanda e assim podiam os dois ver os programas preferidos sem grandes questões.

Fecharam-na há mais de um ano.

A varanda precisava de estores ou cortinados.

Vivem no rés do chão. As pessoas passam e olham.

Ofereci-me por diversas vezes para ir com eles a uma loja para escolherem um tecido.

Em casa, fazia-lhe os cortinados num instante.

Desde que comprei a minha máquina de costura que me sinto...ia dizer o Ayrton Senna da costura...mas não é adequado....Schumacher....também não...como se vê, não sigo fórmula um há já algum tempo.....

 

O Sr. Ludovino ia chutando para canto.

- Não é preciso, eu trato disso.

- Por seres tu a tratar disso...dizia a Dona Helena

 

Ontem, saí de casa cedo, como é costume.

A meio da manhã percebo que me tinha esquecido da pen em casa.

Ainda pensei largar tudo e voltar a Carcavelos...mas logo me passou essa ideia.

Saí depois de almoço.

A ideia era continuar a trabalhar em casa...durante a tarde. Ia doer...mas o dever acima de tudo!

 

Entro no prédio.

- Joana, Joana já comprei o cortinado!!! Vem ver, vem ver!!

E eu fui.

Qual não é o meu espanto quando olho e vejo que o cortinado é daqueles que se usam nas banheiras.

Plastificado.

 

- Sr. Ludovino, este tipo de cortinado usa-se na casa de banho.

- Já lhe disse isso.

- Balelas. Posso usa-lo onde eu quiser.

- Sim, poder pode. Acha que fica bem??? Tire o cortinado. Vamos todos a Campo de Ourique comprar alguma coisa de jeito.

- Olhe Joana, aceito. Se ele não concordar vamos só as duas.

Ficou combinado. Ignorámos o Sr. Ludovino.

Fui para casa.

Toca a campainha.

- Desce. Estou pronto.

Estavam os dois à minha espera.

 

Fomos a Campo de Ourique.

Entramos na loja.

Somos atendidos por um rapazinho de uns 30 anos.

Explico ao que vimos.

O funcionário vai apontando para os tecidos com um apontador laser, daqueles que se usam para as apresentações..

 

- Gosto deste.

- É impressão sua, Sr Ludovino.

- Este.

- Não.

- Olha, este tão catita. (é uma expressão que o Sr. Ludovino usa muitas vezes)

- Não.

- Ó espertalhona, e este??

- Jamais, em tempo algum...

 

- Continua..Dona Joana, com esse feitio....e nunca mais na vida vais ter um homem...os homens, Joana gostam de ser apaparicados...que lhe sejam feitas as vontades...mulheres com opinião...guarda-as para ti.

Olho para ele com os olhos revirados...

 

- Escuta o que eu te digo..Joana, não é com vinagre que se apanham moscas..

- Está enganado. Diz o rapazinho da loja.

- Enganado??

- Sim, hoje em dia um homem gosta de ter a seu lado uma mulher que tenha as suas própias convições. Se for gira ainda melhor! E pisca-me o olho..

Ó diabo.....o Sr. Ludovino tem tanto de Vasco em algumas alturas!

Sr. Ludovino, olha para ele como se tivesse engolido umas 30 moscas de uma vez....

 

Puxa-me e diz..muito alto

- Vamos embora daqui...NUNCA, JOANA! NUNCA confies num homem que tenha um ponteiro com luzinhas...

Eu devia ficar calada mas não me contive...

- E se for Natal???

 

Saímos de lá com um tecido escolhido por mim e pela Dona Helena. Aos quadradinhos que dá bem com o cadeirão que já está na varanda. Tudo em tons de castanho.

 

Até estou com medo de passar lá, aposto que a loja tem à porta isto:

proibida.jpg

...e por causa desta brincadeira quando me deitei era quase uma da manhã...o trabalho acima de tudo!

(o Quiosque está no instagram e no facebook)

 

 

Vasco, o empanturrado...

14.11.16, Joana Marques

Sábado fui trabalhar.

Até finalizar o projeto de Barcelona, não me safo de trabalhar aos fins de semana.

Tive sorte, porque ontem, domingo, tive de ir distribuir os meus netos e por isso tirei o dia para me baldar ao escritório.

Nada que uma ou duas noitadas, durante a semana não resolvam.

Na sexta já tinha entregue dois netos. Só faltavam 4.

Fui buscar os 4 a Cascais, a casa do meu irmão. Rumei até Alcântara para entregar o primeiro.

Bebi um café com a minha amiga e falámos um bocado...sobre tudo e sobre nada.

Comi uma tarte de limão, despedi-me e segui até Santarém.

 

Cheguei a Santarém por volta das 10h.

Um pouco antes talvez.

A mãe da minha amiga Margarida esperava-me.

Fiquei um bocado à conversa com ela.

Aproveitei o wi-fi lá de casa para ir dando um olho no blog.

Tinha 3 netos comigo.

A mãe da minha amiga Margarida escolheu um.

Bebi chá e comi umas broas de mel que estavam espetaculares.

Pedi a receita.

Trouxe a receita e uma dúzia de broas para comer durante a semana!

Deixei a mãe da Margarida na praça e rumei até Torres Novas!

 

Cheguei a casa da minha tia Graça e do meu tio António.

Já só tinha dois netos.

Escolheram o mais pequeno e deram-lhe o nome de Tobias.

Comi uma salada de frutas divinal que a minha tia tinha feito para o almoço.

Como tinha de entregar o último cachorro não podia almoçar.

Trouxe limões, romãs e um cabaz de legumes que me vai dar para um mês...

 

Finalmente, cheguei ao destino final.

Tomar.

A casa dos pais do Gui.

Cheguei à hora de almoço.

Tinha à minha espera um cozido à portuguesa dos deuses.

Entreguei o cachorro aos novos donos e comi até cair para o lado.

Aquela orelha de porco...Deus me perdoe....ai aquela orelha de porco..

Fiquei lá a conversar com os pais do Gui, nem dei pelo tempo passar.

Saí já passava das quatro da tarde.

Antes de me ir embora ainda criei uma página de facebook para o pai e para a mãe do Gui.

Perguntaram-me o que era, mostraram-se interessados e eu achei que era uma maneira espetacular do Gui, parar de me chamar traste a toda a hora...não vai ter coragem com os pais a ver...

 

Cheguei a minha casa liguei ao meu irmão que me informou que ia receber visitas..

- Combinámos ir aí a tua casa jantar.

-

- O grupo do costume..

- Não tenho nada em casa

- Não te preocupes, é em tua casa por ser mais central, nós levamos tudo.

-E tudo é o quê?

- Sushi. E mais algumas coisas. Já encomendei o Sushi e vou buscá-lo a Lisboa antes de ir a tua casa.

- A Lisboa? Não arranjaste nada mais perto?

- Descobri o melhor restaurante de Sushi em Lisboa quero que experimentem e não me custa nada...

Ficou combinado.

Dei um jeito na casa.

O Vasco devia prever qualquer coisa porque estava meio stressado.

 

 

19h!

Liga-me o meu irmão. Estava numa fila infernal em Lisboa e por isso ia chegar um pouco mais tarde..

Chega o  Gui:

- Vê lá que os meus pais têm página de facebook, pediram-me amizade...

Joaninha, caladinha que nem um rato...

 

Chega a Mafalda, o Diogo, o Américo...

Chega finalmente o meu irmão, cunhada e sobrinhos...

Sr. cão a explodir de contentamento mas também stressado.

Muito stressado.

Se alguém entra na sala? Ai de alguém que se sente no sofá.

E no terraço? Outro sofá.

E se alguém dá beijinho na Joana? Isso é que era bom...

E se a Joana abraça alguém (o sobrinho mais novo...e a sobrinha...). Nunca...sai daí ó emplastro..

 

Começámos a pôr a mesa na sala. Cada vez mais composta. O sushi, a estrela, no centro da mesa. O meu irmão é como a minha mãe tem sempre medo que a comida falte...dava para alimentar toda a família Trump...

Tiro uma foto para partilhar no instagram.

Andamos pela casa toda mas estamos mais na cozinha. Eu a cortar uns queijinhos que o meu irmão trouxe do Alentejo...quando ouço..

- Joana??

- ?

-Vem cá ver o Vasco. Está estranho.

 

Fui ver. Coração aos saltos.

Estava deitado no chão do terraço. Não é nada dele...gosta mesmo é de se deitar no sofá.

Não parecia doente mas estava esquisito. Muito mole....sem reação..

 

  - Joana??

- ??

- JOOOOOANA?? Chama-me o Gui...

- O que foi??

- Onde é que está o Sushi?

- Em cima da mesa da sala. Onde é que querias que estivesse??

-

 

Valha-me São José de Alvalade...

não é preciso andar em Harvard

para perceber o que aconteceu...

um Vasco enfartado + desaparecimento de comida

 

É incrível como é que limpou três pratos de sushi.

Estavam no centro da mesa!

O larápio não fez barulho nem tirou nada do lugar!

Não sujou nada!

E tudo em tão pouco tempo...não admira que tenha ficado meio agastado....é o que dá ter de comer à pressa!!

 

E nós?

Nós tivemos de nos socorrer dos frangos assados da churrasqueira aqui da rua...

Nunca desiludem estes fraguinhos assados, do sr. Mário...

 

Pelas nove da noite o meu irmão recebeu uma mensagem do restaurante a perguntar se tinha gostado, se estava tudo bom.....

- diz que o sushi era tão bom, tão bom que foste assaltado!

 

Entretanto tinha ligado para o veterinário a perguntar se havia Alka-Seltzer para cães...para ver se o enfartamento lhe passava...disse-me para aguardar..que ficaria bem, quase de certeza.

 

Confirmou-se! Hoje de manhã tive direito a despertador.

E quando o levei à rua estava feliz da vida!

 

 vasco456 (1).jpg

(o meu irmão tinha razão o sushi é mesmo bom!)

 (o Quiosque está no instagram e no facebook)

 

quem é o Peixoto??

13.11.16, Joana Marques

Jujuba, bananada, pipoca,
Cocada, queijadinha, sorvete,
Chiclete, sundae de chocolate,

 

Paçoca, mariola, quindim,
Frumelo, doce de abóbora com coco,
Bala juquinha, algodão doce e manjar.

 

Venha pra cá, venha comigo!
A hora é pra já, não é proibido.
Vou te contar: tá divertido,
Pode chegar!

Vai ser nesse fim de semana
Manda um e-mail para a Joana vir 

 

Não precisa bancar o bacana
Fala para o Peixoto chegar aí! 

 

Traz todo mundo, 'tá liberado, é só chegar.
Traz toda a gente, 'tá convidado, é pra dançar,
Toda tristeza deixa lá fora; chega pra cá!

 

Jujuba, bananada, pipoca,
Cocada, queijadinha, sorvete,
Chiclete, sundae de chocolate,

 

Paçoca, mariola, quindim,
Frumelo, doce de abóbora com coco,
Bala juquinha, algodão doce e manjar.

 

 

 (o Quiosque está no instagram e no facebook)

 

something about christmas time...

12.11.16, Joana Marques

São tão fáceis de fazer e podemos fazer tantas coisas giras com eles:

pompom.jpg

(imagem retirada daqui)

Existem kit's para fazer pompons!

Este é da Phildar. É lindo!

Está à venda aqui!

Gosto tanto....tanto...

(tenho um........comprei nos chineses )

 dot.jpg

Acho que vou ter de comprar um para a minha sobrinha....

...Pode ser que ela não goste e eu tenha que ficar com ele...

Devias ter vergonha...Joana..

 (o Quiosque está no instagram e no facebook)

karma is a bitch...

11.11.16, Joana Marques

Acordei às 5h da manhã.

Comi qualquer coisa e fui correr. 7 km.

Cheguei a casa tomei banho e vesti-me.

Tomei um pequeno almoço digno desse nome.

Pego no Vasco e vou passear.

Um passeio curto porque o Sr Cão está preguiçoso e só pede para ir para casa.

Não pede, implora!

 

Vou trabalhar.

Até às 10h despachei muita coisa. Ás 10h entra muita gente. E com muita gente o trabalho rende menos.

Vou almoçar à pressa. Engulo o almoço em 10 minutos. Pena...sushi! Que desperdício.

Tenho uma reunião importante. Vou a correr para a reunião.

Esqueci-me de um relatório. Vou buscar o relatório.

Entro novamente na reunião.

A reunião acaba e eu vou para casa.

 

Chego a casa transformada em abóbora.

O Vasco está na sala.

O Vasco está na sala? Porque raio é que o Vasco não está no terraço??

Insisto com ele para entrar para o terraço. Começa a ganir.

Insisto outra vez. Foge para o meu quarto. Esconde-se debaixo da cama. Mentira, acha que se esconde debaixo da cama. Põe a cabeça debaixo da cama mas deixa o corpo todo de fora.

Sai de lá com o nariz cheio de cotão...

 

É URGENTE ASPIRAR ESTA CASA!!

 

Continua a ganir.

Inspeciono-lhe a boca. As patas. As orelhas. Vou-lhe tocando na barriga. Nenhuma queixa.

Decido ir ao terraço.

E vejo isto!

 

osga.jpg

 

com mil Tanaka's....

....com mil Acosta's....

.....com mil BdC's....

tenho um jacaré em casa

 

Nem consigo pensar...

 

1ª abordagem: falar meigamente com o bichinho.

- Sai daí. Vai-te embora, se faz favor. Se te fores embora numa mais esventro as tuas primas.

Não resultou. Não se mexeu.

 

2ª abordagem: Joana pensa com calma.

- EU TENHO UM JACARÉ NO TERRAÇO. NEM SEQUER É UM JACARÉ..ISTO JÁ ESTÁ NA FRONTEIRA ENTRE O JACARÉ E O DINOSSAURO. VOU LIGAR AOS BOMBEIROS.

Se calhar é melhor não. Ligas e o que é que dizes?

- Olhe se faz favor. É aqui para o segundo andar....

Menos Joana.

 

3ª abordagem: ligar ao meu pai ou ao meu irmão.

Boa..e depois vais ser gozada o resto dos teus dias...

 

4ª abordagem: e se chamar um vizinho.

Ah! Ah! Já estou a ver o Sr. Ludovino.

- Joana sobe ao escadote e enxota a osga eu não posso que tenho a minha hérnia pelas ruas da amargura.

 

5ª abordagem: o meu colega Diogo. Tem bichos destes em casa. E outros espetaculares. Faz criação de baratas para poder alimentar uma cobra. Ligo para o Diogo.

- Desculpa, estou em casa dos meus pais. Estou de folga só volto segunda-feira.

ah! Diogo...continua a dar-te com este tipo de bicheza e nunca vais arranjar namorada....

 

6ª abordagem: não há volta a dar. Tenho de ser eu a tratar do assunto.

- Como é que eu vou fazer isto. Já sei, com uma vassoura deito-a abaixo. E depois apanho-a e deito-a fora.

- Não pode ser. Ela vai fugir e depois é pior. Vou ter de vender a casa porque não vou partilhar a casa com um Jacaré.

 

Até que....

......tive uma ideia completamente brilhante! 

A melhor ideia do ano!

Do ano??

Do século!!

Minto!

A melhor ideia de sempre!!!

(Modéstia à parte, claro!)

Abri a despensa.

Montei o aspirador.

Liguei o aspirador à corrente.

Voilá!

Em menos de nada....tinha o dinossauro preso no aspirador.

Tirei o depósito do aspirador.

Desci as escadas.

Sentia a osga arraçada de jacaré por parte do pai e de dinossauro por parte da mãe, a mexer.

Cheguei à rua, abri o compartimento e lá foi ela à sua vida.

Quando voltei a casa o terraço estava habitado novamente.....mas pelo Vasco.

 

 (o Quiosque está no instagram e no facebook)

 

arroz thai com açafrão

10.11.16, Joana Marques

Aprendi a fazer num workshop e fiquei fã.

Esta não é a receita original.

Esta é a minha receita.

Depois de experimentar várias combinações esta é a que mais gosto.

É excelente para levar na marmita para o trabalho.

Aguenta bem uns dias no frigorífico e não perde qualidades quando aquecida.

Tenho sempre uma caixinha no congelador para um dia de emergência...em que me apeteça comida reconfortante..

Tenho amigos que me pedem para a fazer quando vêm a minha casa, tenho outros que me dizem...faz comida normal!

A peste, mais conhecida por Rodrigo, também conhecido pelo meu sobrinho mais novo só come peixe desta forma..

 

Aqui fica:

 

Meia caneca de chá de leite de coco

Uma colher de sopa de óleo de coco

Uma colher de sopa de azeite

Uma cebola picada

Uma chávena de chá de arroz thai (ou outro à escolha!)

Dois lombos de peixe (usei pescada)

Camarões a gosto

Uma manga cortada aos cubos.

Sal a gosto

Açafrão a gosto

 

Juntar o leite de coco, óleo de coco, azeite a cebola picada e o sal.

Deixar até a cebola cozer.

Passar com a varinha mágica.

Acrescentar o açafrão. Acrescentar água.

Colocar o arroz a cozer.

Quando estiver quase cozido colocar o peixe e o camarão.

Quando estiver tudo cozido acrescentar a manga.

PB090038.JPG

 Acompanhar com salada de alface, rúcula e agrião.

 

E os camarões??

Onde estão os camarões?

 

Joana comeu camarões enquanto estava cozinhar.

Joana comeu camarões quando arrumou o arroz nas caixinhas.

Joana ainda abriu as caixinhas para roubar mais camarões.

Joana é uma ladra de camarões.

Joana não é de confiança quando está perto de camarões.

Joana está para os camarões como Donald Trump está para a reunião anual da tupperware..

Não façam como a Joana....protejam os camarões..

 

(o Quiosque está no instagram e no facebook)

 

Workshop...#2

09.11.16, Joana Marques

Enquanto fazia compras num supermercado em Barcelona descobri um placard.

Um placard maravilhoso.

Com todo o tipo de informação.

Workshops! Muitos!

E assim se dinamiza a economia!!

 

Vi um workshop que me interessou. Vários até. Um deles quis fazer logo.

Papel! Velho que vira novo!

Inscrevi-me.

O bom é que não tinha horas marcadas. Fiz em três dias diferentes. E a horas diferentes.

Não acabei a peça lá porque tinha um avião para apanhar. Terminei em casa.

 

Adorei!

Dá muito, muito trabalho!

 

Tudo começa com jornais velhos. Fazemos uma pasta com água e papel velho (neste caso jornais).

Depois de bem amassado passa-se por uma varinha mágica. Sim, a da sopa!

Depois deste processo coa-se a pasta. O meu formador usou uma meia. Diz ele que é o processo mais barato e que funciona melhor!

Acrescentamos cola e amassamos tudo.

E está pronto para modelar.

 

Escolhemos a figura a modelar.

Eu queria fazer um urso!!

Vejam o filme!!

Não foi um urso que saiu...

 

Depois da parte da modelação que para mim foi extremamente difícil, pintamos.

A parte da pintura fiz em casa.

 

O mais surpreendente...é que olhando para a peça ninguém diria que um dia foi um jornal!

 

 

...e já está marcado novo workshop....

 

(o Quiosque está no instagram e no facebook)

....Pavlov....tinha razão...

08.11.16, Joana Marques

Fui na terça-feira para Barcelona...

Regressei no Sábado...

Cheguei por volta das 14h mas não fui para casa, queria eu!

Fui trabalhar. As ausências em Barcelona fazem atrasar todo o meu trabalho por cá...

Se eu não o fizer, ninguém o faz.

 

Pelas 19h fui buscar o Vasco a casa da minha irmã. Já tolera um pouco melhor as minhas ausências mas ainda é difícil.

Fez uma grande festa quando me viu.

Comeu que se fartou e antes que corresse mal como da outra vez..andei com ele a passear, antes de entrar no carro.

Quando achei seguro entrámos os dois.

 

Fui até ao Oeiras Parque comprar jantar. Já não me apetecia cozinhar.

Passei pela Go Natural e comprei uma das caixinhas. A que tem massa e molho pesto. Adoro!

 

Chego a casa.

O Vasco come mais uma vez. Desalmadamente.

 

Comecei a despachar tarefas atrás de tarefas, para poder jantar e sentar-me finalmente.

Procuro o Vasco. Está no sofá do terraço. Ressona. Parece uma locomotiva velha.

Finalmente, vou jantar!

O Vasco ressona.

 

Alguém me liga. Falo com a pessoa.

O Vasco ressona.

 

Tenho o Ipod sem bateria. Assim como o tlm. Apetece-me ouvir música. Ligo a televisão num canal de música.  O som da televisão está alto porque estou na cozinha e tenho a televisão na sala.

O Vasco ressona.

 

Toca a campaínha. A minha vizinha Cândida trouxe-me coisas boas de Santarém. Falo com ela.

O Vasco ressona.

 

Finalmente vou jantar.

Tiro a caixinha do saco.

Abro a caixinha da comida que faz aquele tradicional barulho...e...

 

 (desculpem a qualidade do vídeo...mas ainda sou novata nestas coisas!)

 (o Quiosque está no instagram e no facebook)

 

Joana armada em....Mulher

05.11.16, Joana Marques

Gosto de estar na minha pele. Não trocava nada em mim. Eu sou assim e é assim que vou gostar de mim...

Se eu não gostar de mim, quem gostará...onde é que já ouvi isto?

 

Gosto de ter idade que tenho. Não queria nada andar para trás na idade.

Para mim o mais importante na vida é o saber, o conhecimento e a experiência e isso vai-se adquirindo com a idade...

Com a idade as pessoas tendem a ficar mais densas e mais interessantes. Pelo menos assim espero!

 

A diferença entre ter 20 anos (os meus 20 anos) e ter 35 é que agora sei exatamente do que preciso. E o que me fica bem. E aquilo que gosto.

 

Quando comecei a trabalhar com 17 anos mal sabia o que era maquilhagem, mas como assistente de bordo, vivia da imagem.E tinha de seguir algumas regras. Ou então não podia trabalhar..

A meu lado tinha colegas muito produzidas e com kg de maquilhagem...

Nessa altura as marcas começaram a dar-me amostras e muitas vezes os produtos propriamente ditos.

Foi uma fase em que experimentei tudo e mais alguma coisa.

Inscrevi-me em workshop's. Percebi o que gostava e comecei a escolher melhor os produtos que usava.

 

Nunca fui muito picuinhas em nada. Nem fundamentalista. Ainda hoje se vou para um hotel, nunca levo champô por exemplo, lavo o cabelo com o que têm e quem diz champô, diz tudo o resto..

 

Em casa e no dia a dia uso muito pouca coisa.

A maquilhagem pode transformar a cara de uma pessoa (para melhor!) mas é preciso saber utilizar bem os produtos. Conhecê-los bem é uma das condições para os saber aplicar. E para maximizar o efeito que podem ter em nós.

 

Para não ter de usar muita maquilhagem o truque é ter a pele em bom estado. Nasce connosco uma boa pele mas se não a cuidarmos não há genética que nos ajude....

Nunca me deito sem limpar bem a cara, por exemplo. Uso um bom creme hidratante.

De manhã uso sempre, o creme hidratante e sempre, sempre um bom protetor solar.

E a maioria das vezes uso um bb cream.

O toque final, a cereja no topo do bolo é isto...

Borrifar a cara antes de sair dá-me logo um ar espetacular.

Digo eu!

caudalie1.jpg

Tem um efeito mágico na minha pele.

Existem várias variantes...gosto de todas.

Costumo ter sempre na carteira um tamanho pequeno para ir refrescando a cara ao longo do dia.

Faz milagres! Isso e ser feliz, claro!

coracao-verde (1).jpg

 (o Quiosque está no instagram e no facebook)

aviso à navegação...

04.11.16, Joana Marques

- tristonho?

vasco2.jpg

 

- sentes que a vida é só trabalho?

vasco14.jpg

 

- sem tempo para sair à noite?

vasco4.jpg

 

- sem tempo para os amigos?

vasco8.jpg

 

- sem tempo para conhecer pessoas novas?

vasco1.jpg

 

- sem tempo de experimentar novos restaurantes e novas comidas?

vasco5.jpg

 

O quiosque tem o prazer de informar....que:

 

Amanhã é Sábado!

vasco11 (1).jpg

 

E logo a seguir Domingo!

vasco12.jpg

 

E como dizem que o tempo não vai ajudar...o melhor é vegetar...o mais possível!

vasco6.jpg

 Bom fim de semana!

coracao-verde (1).jpg

 (o Quiosque está no instagram e no facebook)

tio Nuno...

03.11.16, Joana Marques

De todas as pessoas da minha família existem duas que me fazem concorrência na loucura e destrambelhamento:

- o meu sobrinho Rodrigo, tem 6 anos e toda a gente tem esperança que seja uma fase...

- o meu tio Nuno.

 

É uma pessoa leve, de bem com a vida e com o mundo....

É casado com a minha tia Milita, o que ajuda muito.

A minha tia Milita é feita de sol! E o meu tio Nuno também!

Olho para eles e acho que não podiam ter casado com mais ninguém, só um com o outro porque ao mesmo tempo que são iguais também se completam...

 

Quando tinha 16 anos e era uma deslumbrada mimada e imprestável foi o meu tio Nuno que me disse: 

- Olha lá porque não tentas ser hospedeira? Tem tudo a ver contigo!

E eu, que queria ser um avião há vários anos, nunca me tinha lembrado de tal coisa.

Foi a partir daqui que tudo mudou na minha vida.

Comecei a bater a várias portas e acabei por começar a trabalhar uns 6 meses depois.

E fez-me bem, muito bem!

Fez-me ver que a vida nem sempre é fácil. Fez-me olhar para além do meu umbigo e fez-me sair de Campo de Ourique. Fez-me crescer.

Não se enganem, continuei a ser uma deslumbrada mimada e imprestável mas viajada...

 

O meu tio é arquitecto. Um bom arquitecto.

Tem uma cultura geral espantosa.

Apetece ficar a falar horas e horas com ele.

Nada nele é aborrecido!

Tem um jeito brutal para as artes.

Em Portugal viver de arte (salvo raras excepções) é o mesmo que passar fome e por isso é arquitecto.

Ás vezes olho para ele e acho que deve ter pena de não ter seguido o sonho.

Às vezes olho para ele e vejo-me a mim própria daqui a uns anos. 

 

Sempre que vai fora ou até cá dentro e vê alguma coisa relacionada com os meus múltiplos hobbies, lembra-se de mim.

Desta vez trouxe-me de Itália um aparo antigo que eu simplesmente adorei!

 

Faz hoje 75 anos!

Olho para ele e acho que é mentira...parece um puto de 20! 

Parabéns! 

É muito, muito especial para mim!

coracao-verde (1).jpg

 (o Quiosque está no instagram e no facebook)

old school...

02.11.16, Joana Marques

A minha casa é mais ou menos um armazém onde tudo é bem-vindo.

Onde se lê tudo..leia-se lixo!

Toda a gente da minha família e amigos sabem que antes de deitar alguma coisa fora falam primeiro comigo.

Estão instruídos a isso e são muito bem mandados.

Normalmente eu fico com o objeto indesejado.

Pego nele e ponho-o na arrecadação que graças a Deus é muito grande!

 

Como ainda tenho pouco lixo em casa, eu própria, por minha iniciativa e com o meu dinheiro compro ainda mais lixo.

Adoro feiras de velharias.

Os meus olhinhos brilham mais do que os do Vasco em frente à prateleira de bollycaos do Continente.

Numa das muitas incursões por uma feira de velharias comprei um gira-discos.

 

O gira-disco é algo que associo à felicidade.

Tínhamos um, na sala, quando era pequena.

Ouvi todo o universo de músicas infantis nele.

Eu e o meu irmão chamávamos amigos lá para casa e fazíamos de conta que estávamos no festival da canção.

Quando o meu tio Luís ofereceu  um LP dos Wham, ao meu irmão, quando fez anos, foi a loucura...a dele e a minha......eram os anos 80.

 

Quando fiz 10 anos e a minha tia Milita me perguntou o que queres receber nos anos, respondi que queria o LP do Brian Adams..

Ouvi o disco tantas vezes que ficou irremedíavelmente perdido mas até isso acontecer, fui feliz todos os minutos!

 

Foi no gira-discos que ouvi pela primeira vez os Beatles, Bob Dylan, Zeca Afonso e que gostei deles pela primeira vez..

Como sou uma usurpadora...comecei a tirar sorrateiramente o gira-discos para o meu quarto, os meus irmãos reclamavam mas eu estava-me nas tintas. Era a mais nova, tinha de ter algum privilégio dentro daquela casa!

Já um pouco mais velha, passava horas e horas fechada no quarto a ouvir guns n' roses...

 

Lá em casa, acabaram por se esquecer da existência dele e deixaram-me em paz!

A cassete apareceu e destronou um pouco o vinil.

E mais tarde apareceram os cd's.

 

Quando um dia fui a casa dos meus pais e a minha mãe me perguntou se queria o conteúdo de uma caixa, nem queria acreditar todos os discos do meu pai e da minha mãe. Verdadeiras relíquias. Preciosidades!!

- Temos tudo o que gostamos em CD. Queres ficar com eles ou deito fora?

- Quero todos!

 

Não tinha gira-discos.

A verdade é que nem me lembrava muito deles.

Estavam quietinhos na arrecadação.

Às vezes deitava um olho na Fnac ou na Worten, aos gira-discos, mas achava-os caros.

Tanto dinheiro por um capricho, não!

 

Até que um dia estava a passear pela feira de velharias em Algés.

E vi o gira-discos. O meu gira-discos.

Custou-me 6,5€.

Fui avisada, a agulha está danificada.

Nada toca.

Comprei na mesma.

Corri tudo, telefonei para vários sítios, enviei mail's.

Nada!

Ninguém tinha agulhas para o meu gira-discos.

Foi parar à arrecadação.

 

Estava de conversa com um colega espanhol e a contar-lhe a história do gira- discos.

E ele disse-me que conhecia uma oficina de gira-discos.

Fui lá.

Perguntaram-me a marca.

Não fazia ideia.

 

Voltei para Portugal e tirei uma foto do bichinho.

Virei-o pelo avesso mas não descobri marca nenhuma.

Voltei a Barcelona com a foto. Pedi uma agulha. Já tinha trocado agulhas no antigo dos meus pais.

Disseram-me que eram extremamente difíceis de trocar que lá voltasse com o dito.

Não me apetecia andar a passear com o gira-discos. Insisti.

O senhor lá me vendeu a agulha. Custou 17€.

Voltei para Portugal.

Estive umas 5 horas a tentar mudar a agulha e nada.

Eram três da manhã e achei que se calhar eram horas de dormir...mas....

...desistir é uma palavra que está no meu dicionário mas ao de leve...às cinco da manhã já estava acordada e pronta para lutar contra o gira-discos...

 

O som não é o melhor...parece a minha voz depois de um jogo do Sporting!

.....mas vejam só...

EU TENHO UM GIRA-DISCOS!

 

E isso é verdadeiramente espetacular!!

o beija-flor...

01.11.16, Joana Marques


"Os beija-flores são aves de pequeno porte, que medem em média de seis a doze centímetros de comprimento e pesam de dois a seis gramas. O bico é normalmente longo, mas o formato preciso varia bastante com a espécie e está adaptado ao formato da flor que constitui a base da alimentação de cada tipo de beija-flor. Uma característica comum é a língua bifurcada e extensível, usada para extrair o néctar das flores."

 

(saber mais sobre o beija-flor aqui)

 

A ideia surgiu com este comentário da Isa neste post.

beijaflor.jpg

Obrigada, Isa...sempre que o leio fico sem palavras!

A todos os que visitam o "Quiosque" ......

10 (1).JPG

 a todos os que já comentaram pelo menos uma vez....

10 (29).JPG

 

 a todos os sportinguistas!!

10 (6).JPG

 votos de um bom feriado!

10 (10).JPG

 

Para a Isa!

234.JPG

 

Pág. 2/2