Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quiosque da Joana

Quiosque da Joana

esta vida de fotógrafa está a dar cabo de mim...#2

25.01.18, Joana Marques

Andava eu a tentar perceber melhor o mundo em que me meti..

....reparei em algo que me fez confusão.

#15aoburro.

Muitas publicações no instagram têm esta tag. E eu não percebia porquê...

Ainda pensei numa coisa que se dizia na minha escola quando queríamos ofender alguém...

- És burro ao quadrado.

Ou pior.

- És burro ao cubo.

Achei que quem usava esta tag, se tinha enganado. E queria chamar alguém burro elevado a 15.

 

Não uso nada que não perceba. Nem gosto muito de seguir multidões. A não ser que faça sentido. E poucas vezes faz...

Resolvi pesquisar.

Google, com a Joana.

Escrevi.

- Quinze ao burro. (também podem experimentar)

E apareceu-me várias notícias sobre 15 pessoas que tinham violado um burro.

Liguei uma coisa a outra. E coloquei a hipótese de quem utilizava a tag ter participado nesta orgia...

 

Só que depois. Percebi que não é #quinzeaoburro, é #15aoburro.

E pesquisei outra vez.

- 15 ao burro.

E fui parar a uma página de facebook.

O Google ainda me direcionou para um associação que acolhe burros e fez 15 anos.

Várias imagens de burros. Fofinhos. Os burros.

 

Entrei na página de facebook.

Parei com as especulações e enviei uma mensagem aos senhores do  #15aoburro.

Responderam-me.

São 15 pessoas de volta do projeto e chamam burro ao projeto.

Faz mais sentido, agora! Muito mais sentido...

15aoburro.jpg

Podem ver o instagram deles. Vale a pena.

Dão a conhecer fotógrafos. Daqueles bons e verdadeiros.

E eu. Não os vou maçar com as minhas fotos amadoras.

Olhando para o trabalho deles, não faz sentido usar a tag #15aoburro numa foto de uma porta, de uma suculenta...ou de uma beldroega...

 

 

vou mas é viver...

25.01.18, Joana Marques

Já que este blog entrou na moda dos passatempos.

Estou a pensar sortear a minha perna.

 

No início tinha dores horríveis. Mas tinha desculpa. Duas fraturas numa só...enfim, uma pessoa tolera a dor. Que remédio.

Depois as dores passaram. Já conseguia ir a Fátima a pé. Mas tinha o gesso. E ter gesso é super desconfortável.

Apanhei varicela. Pior ainda. As borbulhas dentro do gesso, onde a mão não chegava...indescritível.

Foi a pior semana da minha vida.

Faz amanhã um mês que tirei o gesso. E saí de lá com a sensação que podia partir a perna a qualquer momento.

Comecei novamente a ter dores.

O médico diz que é normal.

Comecei a fazer fisioterapia.

Ó diabo. Ó diabo. O que raio fui fazer...

Dores. Dores e dores.

Mas....

....ao longo do mês senti melhoras.

 

Ainda não posso correr. O que me deixa num estado de ursa para cima.

Tentei caminhar. A minha fisioterapeuta diz para experimentar mas nunca forçar.

Quando caminho, a perna fica inchada.

Quando não caminho, a perna também fica inchada.

Quando vou à fisioterapia, a perna fica inchada.

E ontem, depois do jogo. A perna ficou inchada. Muito inchada!

Quem me mandou comemorar como uma sportinguista??

 

Se fica inchada por tudo e por nada.

Que se lixe a perna.

Vou mas é viver.....