Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quiosque da Joana

Quiosque da Joana

um friozinho na barriga....

12.07.18, Joana Marques

 

veg.jpg

(imagem)

 

 

A verdade é que durante a minha vida toda ter filhos nunca me entusiasmou.

Aliás se há um ano alguém me falasse em ter filhos a resposta seria a mesma que dei durante a minha vida toda: 

- Talvez um dia, se fizer sentido.

O irónico é que sempre fui muito maternal com toda a gente. Mas ter filhos é outra coisa. Não basta ser maternal e já está. É preciso muito mais...

A Alice apareceu de repente. Sem eu ter feito grande coisa.

Mas no dia em percebi que existia, 14 de Dezembro de 2017, sentia-a minha. E se for preciso dou a vida por ela.

 

Depois conheci o Pedro. 

No meio da paixão fulminante ainda tive o discernimento de pensar:

- E se, as coisas correrem mal com a Alice? E se o Pedro não aceitar a Alice? E se não for um verdadeiro pai?

A verdade é que da Alice para o Pedro não foi amor à primeira vista. A miúda é simpática mas é um bocado difícil com estranhos. E o Pedro era um estranho.

Foi preciso ser muito perseverante para conquistar o coração da miúda. E o Pedro nunca desistiu.

Atualmente e passados estes meses a Alice em alturas de muita aflição continua a chamar por mim, eu sou o 112. Mas em alturas de parvoíce chama muitas vezes o Pedro. 

Quando o Pedro faz noite passa a vida a olhar para a porta a ver quando chega.

E quando ele chega de manhã.

Recebe-o com mil sorrisos.

 

Ter mais filhos foi ponto assente. Entre mim e o Pedro.

O que eu respondia às pessoas há um ano atrás, continua a ser válido. 

- Um dia se fizer sentido. Hoje já faz sentido..

Não o fiz para agradar ao Pedro. E tenho a certeza que da parte dele também não aconteceu. É um assunto demasiado sério para cedermos.

Fez sentido para os dois.

Os impedimentos que fazem adiar a maternidade, nós não temos, até porque já não temos 20 anos...

Profissionalmente temos uma profissão estável. A casa tem quartos disponíveis. E o tempo vai esticando.

A urgência prende-se com o facto de eu já ter 37 anos. Não podíamos esperar muito mais.

 

No sábado o Pedro fazia anos.

E eu achei por graça fazer um teste de gravidez.

Pensei:

- Ainda não devo estar grávida mas se estivesse era mesmo uma prenda gira....

Fiz.

E deu positivo.

Não acreditei.

Fiz outro de uma marca diferente. E deu o mesmo resultado.

Queria tanto surpreender o Pedro. Acabei por ser eu a surpreendida....

Ofereci-lhe o teste dentro de uma caixinha.

Com mil Slimanis. Ficámos abraçados durante o tempo que conseguimos.

Vasco, o filho mais velho achou a determinada altura que o Pedro estava a abusar.

 

Tivemos sorte.

Sabemos que há um longo caminho a percorrer.

Um dia de cada vez. Tantos imponderáveis e um homem que sabe todas as percentagens do que pode acontecer.....

...vamos devagarinho palmilhar os próximos nove meses.

 

Ainda não tenho qualquer sintoma....

....apenas um friozinho na barriga..

....... diz que está lá mais qualquer coisa...uma sementinha pequenina...

....um João ou uma Mariana...

 

 

Há um ano no Quiosque!

Um dia destes. Quem sabe!

 

Instagram

Facebook

handmade life

agradecimento

08.07.18, Joana Marques

Cada vez mais entendo a vontade da Joana querer continuar a escrever no blog.

É muito mais do que um blog para ela.

 

Agradeço a todos os que ontem perderam um pouco de tempo e me felicitaram pelo meu aniversário.

Aqui no blog, no facebook e no instagram da Joana.

Como não tenho facebook nem instagram, a Joana fará as honras da casa.

 

Agradecimentos especiais:

 

- Joana, tão bem retratou a história dos meus pais e também a minha.

Por ter tornado o dia de ontem tão especial.

Assim como todos os meus dias. 

 

-Alice, pelo presente que fez com a ajuda da mãe.

Ainda que o Vasco o tivesse comido , contou a intenção.

 

Foi, sem dúvida o melhor aniversário que já tive!

 

Obrigado.

Pedro

 

 

Instagram

Facebook

handmade life

 

hoje é dia de festa...

07.07.18, Joana Marques

1945, Baixo Alentejo

Nasceu Manuel.

 

1947, Alto Alentejo

Nasceu Ana.

 

Lisboa, Janeiro, 1967

Manuel e Ana conheceram-se em casa de uns amigos.

Manuel estudava economia e Ana estava a estudar para ser professora primária.

Gostaram logo um do outro e começaram a namorar.

Num tempo diferente, as más línguas começaram logo a funcionar e Ana esteve grávida pelo menos umas 20 vezes nos primeiros 6 meses de namoro.

Estas insinuações tanto em Lisboa como na sua terra faziam-na sofrer pelo que começou a evitar Manuel.

Manuel, achou que havia risco de fuga! Por parte da Ana.

E não querendo arriscar.

Pediu-a em casamento.

Estávamos em Maio.

O ano letivo estava quase a terminar.

Manuel decidiu continuar a estudar à noite e trabalhar de dia para poder casar e ter uma vida independente dos pais.

Arranjou trabalho num banco. Trabalhou nesse banco até ao dia em que se reformou.

Ana aceitou.

Falou com os pais. Convenceu-os. Garantiu-lhe que ia continuar a estudar.

Casaram em Agosto.

Foram morar para Odivelas. Numa casa alugada.

Todos os dias acordavam muito cedo. 

Ana ia para o magistério. E Manuel para o banco.

Ana regressava a casa ao fim do dia. Manuel saía do banco, na baixa de Lisboa, ia para a faculdade e regressava a casa quase de madrugada.

Ana estudava, mantinha a casa em ordem, fazia as compras.

Manuel trabalhava no banco. Estudava. Chegava a casa e entrava em coma...

Aos fins de semana organizavam os estudos.

Decidiram, não ter filhos tão cedo.

Em primeiro lugar estavam os estudos e a organização da vida deles.

Eram novos. Tinham tempo.

Terminaram os cursos.

Manuel continuou no banco.

Ana foi colocada numa escola na margem sul.

Não tinham carro. Nessa altura, o carro era um artigo de luxo.

Mas com dois ordenados a vida ficou um pouco mais fácil.

Passados poucos anos, Ana acabou por ficar numa escola perto do Montijo.

E Manuel pediu transferência para lá.

Saíram de Odivelas e foram morar para o Montijo. Alugaram uma casa.

E começaram a pensar em ter um filho.

Estávamos em 1972.

Esperaram um ano. Nada.

Dois anos. Nada.

Três anos....

Já com muita ansiedade à mistura, Ana descobriu que estava grávida em 1975

A gravidez correu bem.

Era um filho muito desejado por todos. Ou melhor, uma filha muito desejada por todos.

A melhor amiga da Ana, chamada Mariana tinha morrido de cancro uns anos antes.

Ana tinha dito  à amiga, doente, que chamaria Mariana, se alguma vez tivesse uma filha.

Brincavam sempre uma com a outra por causa dos nomes.

Mariana e Ana Maria. 

- Tínhamos de ser as melhores amigas, diziam elas.

E eram.

Num tempo sem ecografias. Ana estava convencida que ia ter uma rapariga.

A mãe dizia-lhe que pelo formato da barriga era uma menina que lá vinha.

No teste do alfinete que as amigas lhe faziam, era sem dúvida uma menina.

E em todas aquelas coisas que se diziam, a cara da mãe, os enjoos e todas as crenças que existiam e ainda persistem, era uma menina. E não havia margem nenhuma para enganos.

 

1976, 7 de Julho

Rebentaram as águas.

Ana foi para o hospital acompanhada pelo marido.

Nasceu!

Um rapaz! 

3,350 kg!

É claro que quando o recebeu nos braços já se tinha esquecido da menina.

Já no quarto.

Ana. Manuel. E a criança sem nome.

Ana e Manuel olhavam um para o outro.

- Tem de ter um nome..

- Pois tem, mas eu só pensei em Mariana.

Entrou a médica que tinha acompanhado Ana durante o parto. Visivelmente feliz..

Disse para a enfermeira:

- Era o meu filho. A partir de hoje é médico.

Os olhos brilhavam enquanto falava para a enfermeira.

A enfermeira. Manuel. E Ana. Deram os parabéns à médica. E Manuel perguntou?

- Como se chama o seu filho?

- Pedro.

Olharam um para o outro. Ana e Manuel.

- E se fosse Pedro?

- Fica Pedro! Pode ser que um dia seja médico como o filho da Doutora.

E assim foi.

 

O tempo passou. E Pedro.

Fez-se menino. Fez-se adolescente. E homem.

Sempre discreto.

Responsável nos estudos. E na vida.

O menino fez-se homem. E o homem fez-se médico.

 

O pai e a mãe sempre o orientaram nas escolhas.

Mas a última palavra era dele.

Até porque do que conheço dele é pouco dado a influências. 

Tem a opinião dele e fundamenta-a.

Se tiver de mudar, muda.

Mas só se perceber que não estava bem.

Esta característica despertou-me a atenção.

Detesto o lambebotismo.

Detesto...mesmo. Blhec.

 

É coerente no que diz.

E no que faz.

Tão importante para mim, também.

 

É um profissional excecional.

Muito empenhado.

E preocupado.

Os doentes dele estão em muito boas mãos.

 

É uma pessoa muito generosa.

A adoção da Alice é prova disso.

E a forma como a trata.

 

É muito humano.

Muito terno.

E carinhoso. 

 

Tem um sentido de humor extraordinário.

Que aparece quando menos se espera.

E faz-me doer a barriga de tanto rir.

 

Muito esforçado.

Somos uma verdadeira equipa.

No que toca a assuntos domésticos.

 

Todos os dias me sinto muito protegida ao lado dele.

E feliz.

Muito feliz.

 

Gosta de meias azuis escuras.

Não gosta de gravatas.

E gosta muito de pipocas e bolo de chocolate. 

 

É do Sporting.

Não gosta de futebol.

Não sabe quem é Slimani. 

Mas conhece o Nani, o Patrício e acha que já ouviu falar do Jonas..

Com mil Slimanis, ó pá! Esse é da concorrência...

 

Gosta de legos.

E outras bichezas abonecadas que eu não sei o nome.

Adora dinossauros.

Comprou uns dinossauros para a Alice brincar.

E ela usa-os dentro da frigideira da cozinha dela, a fingir que é comida.

 

Vieram-lhe as lágrimas ao olhos quando me viu vestida de noiva.

E várias vezes durante a cerimónia.

E quando foi chamado de papá a primeira vez.

Ainda que tenha sido de uma forma interesseira.

 

Não sabe usar o ferro de engomar.

Mas é muito eficiente com o micro-ondas.

 

Adora dormir.

Levantar-se tarde.

Mas desde que mora comigo não consegue.

Eu acordo cedo.

O Vasco junta-se a ele na cama e muitas vezes aparece no quarto, a Alice, a convida-lo para brincar.

E ele não resiste...

É um coração mole para o Vasco e para a Alice. 

 

Adora carros.

Desde que descobriu as miniaturas do meu pai, tem passado algumas horas na oficina do meu pai a discutir pormenores que não interessam nem ao menino Jesus, nem a Slimani e muito menos à Joana.

 

Não é homem de ficar a olhar para o dia de ontem.

É um lutador.

Tem iniciativa.

E não está à espera de ver o barco passar para se lamentar e dizer que o barco passou....

 

Pensou em pedir-me em casamento mas aconselhou-se primeiro com o pai.

Ao que este lhe disse..

- Quando encontrares a mulher da tua vida, faz tudo o que puderes e o que não puderes para ficar com ela. Se é ela não a deixes fugir. Não te contentes com segundas escolhas. Nem com prémios de consolação. Se achares que é ela, mesmo ela, pede-a em casamento. Não tenhas medo. Assume. Mas não penses que é fácil. Um casamento nunca é fácil. Terás momentos que quererás desistir mas se se amarem ultrapassarão esses momentos. Não deixes de arriscar só porque tens medo da resposta. 

 

Foi por isso que  fui pedida em casamento quando não estava à espera.

E casámos à velocidade da luz.

Tal como o pai (em 1967), Pedro achou que havia risco de fuga...da minha parte.

Estava enganado. Nunca houve!

 

 

Abraça-me. Quando chega do trabalho.

Fala-me ao ouvido. Ou não. Às vezes é só um abraço. E um beijo.

Falamos do futuro. Do que vem aí. 

Conversamos horas e horas. 

Estar com o Pedro. É ter a certeza. De que.

Venha o que vier. Aconteça o que acontecer.

Será sempre bom. Porque ele vai-me abraçar. Falar ao ouvido. E dar um beijo.

E perguntar-me:

- Queres casar comigo outra vez?

E eu vou pensar para mim todos os dias.

A sorte que eu tive. A sorte que eu tive.

 

Parabéns, Pedro! 

Que a vida te sorria sempre.

E que eu e os nossos. Façam parte desse sorriso. 

 

 

 

Há um ano no quiosque!

Instagram

Facebook

Papá!

06.07.18, Joana Marques

-Papapapápapapápa...

Uma pessoa bem anda o dia todo a dizer à miúda...

- Quem é este? É o papá. Diz lá papá...

- Papapapaáaaapapa

- Não, Alice. Pa-pá...

- Paaapaaapapapapá...

- Quem sou eu?

- Mamã.

- E ele é o papá.

- Paaaaaaaaaaaaaaaaaaapaaaaaaaaapá...

 

Passados 5 minutos.

- Quem é? Quem é?

- Paaaaaaaaaaaaaaaaaaapaaaaaaaaaaaapápápápá.

- Não. É o papá!

- Paaaaaaaapapapapapapapápapapapa.

 

Dia seguinte.

- Olha Alice! Quem chegou!

Grande sorriso. Grande festa.

- Paaaaaaaaaaaaaaaaaaaapaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaapapapa..

- Papá!

-Paaaaaaaaapaapapapapaapa....

 

Deitei-a para a sesta.

E arrumei o pianinho numa prateleira alta da estante.

Coloquei duas bonecas em sítios estratégicos.

O carrinho das bonecas mesmo à mão de semear.

E mais dois ou três brinquedos que ela simpatiza.

Alice acordou.

Fresca e fofa.

Sorridente.

Deu-me os braços. 

Abracei-a. 

Mudei-lhe a fralda.

Enquanto lhe mudava a fralda aqueles olhos olhavam para tudo.

Como se estivessem a ver tudo pela primeira vez.

E de repente o olhar parou. E eu percebi que tinha o olhar pousado no pianinho.

Fralda mudada.

Alice no chão.

E a apontar para o pianinho.

- Ah! Olha aqui uma boneca linda, maravilhosa e silenciosa!

Não ligou nenhuma.

- E o carrinho, gostas tanto de brincar com o carrinho! 

Não ligou nenhuma. E deu sinais de estar a perder a paciência.

Chamei a artilharia pesada.

- Vaaaaaaaaaaasco!

Não lhe ligou nenhuma.

E fez saber que não estava ali, para aguentar mais tretas.

Queria o pianinho. Ponto.

 

- Ah! Queres brincar com o pianinho?

Fiz o ar mais surpreendido desta vida!

Estiquei-me. E não consegui lá chegar!

Claro que não consegui. Tive de subir a uma cadeira par ao pôr na estante.

- Alice, querida, não chego lá acima....

 

E a miúda.

Exaurida. Grita.

- Papá! PAPÁ!

 

Problema resolvido.

 

 

Há um ano no quiosque!

Instagram

Facebook

 

ó euromilhões faz de mim uma mulher rica!

05.07.18, Joana Marques

No ano passado mais ou menos por esta altura.

Andava eu a vaguear pela dieta Paleo.

Li tudo o que havia para ler. Paleo ou não.

Pertenci a um grupo no facebook. "Paleo Descomplicado". Aprendi muito com eles. 

Um dos livros que li, não tinha propriamente a ver com a dieta Paleo, falava sobretudo da alimentação sem glúten.

Escrevi sobre ele neste post. É o primeiro.

Gostei muito de ler o livro.

É simples de ler. 

É simples de perceber.

Fala-nos um bocadinho do trigo e do milho.

O que diz é que o trigo e o milho não nos faziam mal nenhum nos primórdios destas culturas, mas ao longo do tempo têm sido modificados.

Para sobreviver às pragas.

Para se produzir em grande escala.

E este trigo. E este milho. É que fazem mal.

O trigo não faz parte da dieta Paleo porque tem glúten. O milho penso que também não. 

Alguns alimentos fazem parte da chamada zona cinzenta, não sei se o milho estará nesta zona cinzenta ou se está mesmo proibido.

Eu que fazia o melhor bacalhau com broa do mundo. Nunca mais fiz.

Eliminei o milho da minha vida.

 

Até que...

...a 15 de Março conheci o Pedro.

E passados uns dias, no nosso almoço na praia, rodeados de comida saudável por todos os lados, perguntei-lhe:

- Qual é a tua comida preferida?

- Gosto muito de pipocas...

 

Pipocas! Minha gente! Pipocas!

Tanta comida por esse planeta fora. E o homem respondeu pipocas.

- Pipocas? Tens a certeza?

- Não sou muito esquisito com a comida. Adoro chegar a casa depois de um turno, pôr um saquinho de milho no micro-ondas e sentar-me no sofá a comer calmamente as pipocas.

- Hein?

- Já tenho chegado de madrugada, depois de trabalhar 24 horas e antes de ir dormir é o que faço.

 

Confirmei. Palavra por palavra. No dia em que estive em casa do Pedro a ajuda-lo com as mudanças.

A despensa do Pedro era o paraíso da pipoca perdida.

A despensa do Pedro tinha mais caixas de pipocas de micro-ondas do que os supermercados TODOS da zona de Lisboa. Pronto! De Portugal Continental....que se lixe acrescentem também Açores e Madeira.....

Nunca se sabe quando é que as fábricas das pipocas abrem falência, TODAS ao mesmo tempo.

E um homem prevenido vale por dois. Ou três. 

 

No dia em que me deparei com a pipocagem nas prateleiras da despensa, o Pedro já me tinha pedido em casamento, pelo que tive cuidado em abordar o assunto.

MENTIRA! Claro que não...

- Posso deitar isto tudo fora??

- NÃO!

 

Depois lá conversámos um bocado sobre o assunto.

Lá argumentei que o milho andava modificado e pouco saudável e que considerava as pipocas de micro-ondas ainda pior porque têm um composto qualquer chamado diacetil que é muito perigoso para a saúde.

O homem também argumentou, o milho tem antioxidantes importantes para a saúde, ajuda a saciar,  dá-nos energia, protege o nosso sistema imunitário, ajuda a controlar o açúcar no sangue e contém fibra. E rematou com, podemos comer tudo desde que seja com moderação.

 

- Pelo aspeto da tua despensa, parece-me que moderação não é a palavra certa.

O homem riu-se.

 

Chegámos a um acordo. 

Eu ia procurar o milho perfeito. Biológico. Embora sem qualquer garantia de ser modificado ou não.

E ia conseguir fazer as pipocas perfeitas.

O homem ia moderar o consumo de pipocas.

Assim foi.

 

Cheguei a esta receita!

80/85 g de milho.

Parece pouco mas acreditem....dá pipocas que nunca mais acabam (a não ser que convidem o Pedro aí para casa....)

Duas colheres de óleo de coco.

Colocar o milho e o óleo de coco, dentro de um recipiente, com tampa, que possa ir ao lume.

Passados uns minutos o milho começa a explodir. Parece a passagem do ano.

Temos de ir virando o milho sem tirar a tampa.

Não quero ver nenhum quiosquiano com uma pipoca incrustada no nariz ou nos olhos.

Quando nada mais explodir. Tirar do lume. E espalhar as pipocas num tabuleiro. Convém cobrir o tabuleiro com papel vegetal para que o caramelo não suje muito o tabuleiro.

Num recipiente que possa ir ao lume colocar 3 colheres de sopa de geleia de coco e uma colher de óleo de coco.

Ir mexendo. Deixar ferver um a dois minutos. Não mais do que isso.

E colocar este preparado por cima das pipocas.

Para nós aqui em casa chega. Se acharem que precisam de mais é só duplicar a receita do caramelo.

Não experimentei com outro tipo de adoçante mas tenho ideia que com mel, geleia de arroz, agave, etc, também deve dar.

Deixar secar o caramelo. Uns minutos apenas.

E já está. É comer.

 

Aqui em casa estamos fãs.

Sabem aquelas tardes? De folga. De férias. Ou de licença de casamento.

A ver um filme ou uma série. No sofá.

E a comer pipocas.

Ó vida boa!

Ó euromilhões faz de mim uma mulher rica!

1p (16).JPG

Comemos sempre as pipocas com frutos vermelhos.

 

Um minuto de silêncio pelas pipocas de micro-ondas.

Paz à sua alma!

a vingança do Senhor Ludovino..

04.07.18, Joana Marques

Para perceberem a dimensão do acontecimento, devem ler primeiro este post!

 

Devíamos ter chegado no Sábado mas está-se tão bem no Alentejo que prolongámos a estadia até não mais poder.

Chegámos no Domingo, depois de almoçar em casa dos pais do Pedro.

Senhor Ludovino que já não nos via desde o dia nosso casamento saudou-nos efusivamente.

Depois de todos os cumprimentos, olhou para a Alice e disse:

- É mesmo bonita esta menina...

E mandou-nos esperar.

Voltou.

E entregou à Alice um saco com um presente.

Ajudei-a a rasgar o papel.

E...

......com um milhão de Slimanis. Era um pianinho.

Eu e o Pedro enfartámos ao mesmo tempo.

Diz-me o Pedro...

- Chamamos o Onofre, outra vez?

E o senhor Ludovino meteu-se na conversa..

- Ah! Vocês conhecem o meu amigo Onofre, aquele que tem diabetes. Coitado! Já lhe cortaram um dedo do pé e tudo..

- Ó senhor Ludovino esse não se chama Gilberto?

- Ai, Joana! Estou tão velho que até já troco o nome dos meus amigos. Esse é o Gilberto é...o Onofre é o aquele que trabalhava no forno crematório do Alto de São João, coitado está quase cego...

- Diabetes? Perguntou o Pedro.

- Não, não, acho que foi por causa dos gazes...

 

- Estejam descansados quanto às pilhas!

- As pilhas?

- Sim, do brinquedo! Deitei as originais fora e comprei da marca durex.

- Duracel?

- Talvez..mas tenho quase a certeza que comprei durex...

 

A conversa ficou por aqui.

A Alice brincou com o pianinho o resto do Domingo.

Não é tão irritante como a corneta. Mas...

....estou a dar em maluca.

Não voltei a chamar o Onofre porque...

...não tive coragem. Mas ando a pensar numa maneira qualquer de desviar o pianinho...

 

Boomerang.

A lei do retorno.

Cá se fazem, cá se pagam.

A vingança serve-se fria.

Onofre, o burrinho alentejano...foi vingado, pelo senhor Ludovino!

 

completando frases....

03.07.18, Joana Marques

Fui nomeada pela Anita.

E depois pela Marta.

Obrigada. Obrigada.

Que sejam recompensadas com todos os Slimanis a que têm direito.

 

Sou muito...

....não sei como lhe chamar.

É um defeito que eu tenho.

Tenho tentado contornar e acreditem, já evolui muito.

Aos vinte era muito pior.

Aos 30 já tolerava mais.

Aos 60, serei um doce!

Não tenho grande tolerância para com os outros em determinadas situações.

Em muitas situações da minha vida (a maioria delas) sou uma linha reta.

Não permito à minha pessoa muitas curvas.

Planeio. E cumpro. Sempre!

Sou extremamente focada e se é para fazer, está feito.

Muita gente não é assim.

Mesmo em assuntos que não me dizem respeito. Sou implacável.

Já fui mais. Já fui mais. E todos os dias aprendo a ser mais tolerante...

 

Não suporto ....

.... gente bananosa.

Aquelas pessoas molinhas como a banana.

Ora tanto concordam contigo. 

Como concordam comigo.

Sabendo que tu e eu não estamos de acordo num determinado assunto.

É aquele tipo de pessoas que não tem bem opinião e que gosta de estar bem com Deus e com o Diabo.

Também não consigo simpatizar com pessoas que simpatizam com essas pessoas.

Não dá. Não dá.

 

Eu nunca...

....desisti de querer ser um avião.

Cuidado com a ferrugem, Joana!

Cuidado com a ferrugem!!

 

Eu já....

tive o coração parado. Paradinho.

Uma reação alérgica grave.

Em 2014.

São Pedro devolveu-me. Não me quis.

Passados uns meses encontrei o Vasco e percebi que afinal até causei boa impressão.

Como explicar tão bom presente, se não dessa forma?

 

Quando era criança...

....tenho mesmo de falar nisto?

Campo de Ourique nunca mais foi o mesmo.

 

 

Neste exato momento.....

.....estou a comer pipocas com caramelo.

Feitas por mim.

E batizadas por mim como uma das maravilhas mais maravilhadas à face da terra.

Se alguém estiver interessado na receita deixe nos comentários.

Estas são caseiras. Fazem-se um 5 minutos. 

Todos os benefícios do milho. Sem aditivos e sem químicos.

Então já vos convenci?? Não?

1 (14) (5).JPG

E agora? 

  

 

Eu morro de medo...

... da morte.

Não propriamente da minha...

... dos outros.

É um assunto praticamente tabu, na minha vida.

Não consigo gerir.

E ando em sobressalto contínuo.

 

Eu sempre gostei....

...... de bicharocos.

Cães. Gatos. Pássaros.

Porcos. Vacas. Cabras. Grilos.

Osgas. Lagartixas. Formigas. Caracóis.

Enfim.

Podia estar aqui o dia todo a dizer nomes...

....de animais.

Tenho a certeza que em determinada altura da minha vida tive alguma afinidade com o bichinho.

É óbvio que a minha preferência recai a favor do bicho cujo nome começa por V.

Termina em O.

E está neste momento a roubar-me as pipocas todas.

 

 

Se eu pudesse.....

 ......marcar golos pelo Sporting!

Com mil Slimanis.

Isso é que era!

 

 

 

Fico feliz.....

...de ter à mesma mesa os meus.

Uma mesa grande com a família reunida. É o melhor do mundo.

E deixa-me mesmo feliz.

A semana passada no Alentejo dei um almoço para os meus pais, sogros, para o meu irmão e família.

Estava o Pedro, claro! E a Alice...e também o roubador oficial dos Marques.

Foi com grande orgulho que olhei para todos e vi que não estava ninguém com telemóvel.

Senti-me mesmo feliz e realizada.

Tudo graças às iguarias da minha horta, claro!

E...à mão da cozinheira...

 

Se pudesse voltar no tempo....

....não voltava!

Ficava onde estou.

Para quê?

Um tempo sem Pedro?

Um tempo sem Alice?

Um tempo sem Vasco?

Qual era a graça??

Não que tenha feito tudo bem. Claro que não fiz.

Mas voltar atrás....

....não, obrigada.

O que está feito. Está feito. E remediado.

 

Adoro...

.....estar por terras alentejanas.

Adoro as tardes passadas cá fora a ver um bom filme com o Pedro.

A Alice e o Vasco a dormirem ao nosso colo.

Uma vida em família que eu não conhecia.

E que ainda estou a descobrir.

Sinto-me um peixinho no aquário certo, com o caranguejo certo! 

Joana encontrou a sua casa!

Finalmente!

 

Quero muito ir....

....a Zanzibar. E está quase, quase...

Eu, o Pedro e a Alice.

Os três à descoberta de Zanzibar.

Uma semana inteirinha a 3!

Não vejo a hora....

 

Eu preciso....

....de continuar a escrever no Quiosque.

Nem que seja só para mim.

O Quiosque não pode acabar.

Faz-me falta. Sinto saudades.

Se for preciso dou um rim e hipoteco o outro.

E o Quiosque não acaba...

 

 

Não gosto de ir ...

...muito depressa.

Sou hiperativa.

Durmo pouco.

Faço muitas coisas.

Mas gosto do meu ritmo.

Não gosto muito de pressão. Nem de stress.

Gosto da leveza da vida.

 

Vou nomear a Mariana, a minha sócia virtuala outra e  a C.S., anda desaparecida e faz cá falta....

Alguém que queira participar no desafio e não se chame Mariana, nem responda pelo nome "a outra", nem seja minha sócia virtual, nem ande desaparecida... é só deixar nos comentários...

....eu atualizo o post e nomeio-vos!

 

 

Sporting. Parabéns!

01.07.18, Joana Marques

Histórias.

Curiosidades.

Argumentos.

E Sporting. Muito Sporting!

Só Sporting!

 

 

 

1. A maior goleada no Campeonato Nacional pertence ao Sporting.

14-0

Ao Leça.

 

2. Aurélio Pereira.

O maior descobridor de talentos portugueses de todos os tempos.

 

3. Honestos. Pacatos. Pacientes. Pacíficos.

Não confundir com "não gostar de ganhar" ou ser "totó".

Mas não nos interessa ganhar a qualquer custo.

Os nossos adeptos são assim. Os melhores do mundo.

 

4. Ganhámos a taça das taças.

1963/64.

O cantinho do Morais!

É o único clube português que a tem no seu museu.

 

5. Peyroteo.

O melhor goleador de todos os tempos.

542 golos. 334 golos.

Quem dá mais?

 

6. José Travassos, jogador do Sporting.

Foi o primeiro português a ser chamado a uma seleção europeia.

 

7. A maior goleada europeia, fora de casa, é nossa.

1986/87.

Akranes 0 - Sporting 9

Sorry!

 

8. O Sporting é o clube mais eclético de Portugal.

Porque não só de futebol vive o homem!

Jorge Theriaga é considerado o melhor bilharista português de sempre!

Para além de jogar bilhar. Jorge Theriaga ganhou também uma Taça do Mundo de Triatlo.

Só no Sporting!

 

9.  O Sporting é o clube mais eclético de Portugal.

Nas modalidades ditas amadoras, mas que de amadoras têm muito pouco, somos o clube português com mais títulos internacionais.

Só podia!

 

10. O nosso Estádio José de Alvalade. O antigo!

Foi pioneiro no que diz respeito a concertos.

Este recinto recebeu as melhores bandas a nível mundial durante uma década.

Ainda me lembro de ter ido ver Brian Adams a Alvalade. Os meus pais só me deixaram ir porque tive 100% no teste de Matemática e claro, era em nossa casa!

 

11. O Sporting foi o primeiro clube português a participar na Taça dos Campeões Europeus. 

1955.

A convite da Uefa.

 

12. O Sporting Clube de Portugal é o clube com mais medalhas olímpicas.

Nem era preciso escrever isto. TODA A GENTE SABE!

(foi só para recordar....)

 

13. Rapaziada oiçam bem o que eu lhes digo
E gritem todos comigo!

Viva ao Sporting!

A nossa marcha é linda!

A Maria José Valério tem uma madeixa verde no cabelo! 

E está tudo dito!

 

14. 

Todo o estádio a cantar

Força Sporting alez lá lá lá lá lá

 
E este cântico?
É lindo.
Dá vontade de cantar!
E adivinhem..é nosso.
 
Todos os dias. A Alice ouve esta música.
Canta. Dança.
E é feliz....
Tal filha, tal mãe. É uma das músicas da minha vida!
Já disse que é nossa??!
 
15. O Sporting Clube de Portugal é o clube em TODO O MUNDO com mais campeões europeus. Formados pelo Sporting!
Um orgulho.
No clube! Na formação! Nos formadores!
Parabéns!
Enfim.....se soubermos o que é o Sporting não é bem uma surpresa...é só uma constatação óbvia de que somos ENORMES!
 
 
16. O Sporting Clube de Portugal foi o primeiro clube em Portugal e na Europa a ter um jornal próprio.
Sportinguistas, já recebem o vosso jornal??
Todas as novidades....onde devem ser lidas!
 
 
17. 1912.
O ciclismo do Sporting tinha nascido em 1911.
O ciclista Laranjeira Guerra, do Sporting participou numa prova de ciclismo.
Com as ruas enlameadas o ciclista caiu e partiu o guiador. 
Com uma bicicleta emprestada continuou a prova.
Laranjeira Guerra tentava ganhar a todo o custo a prova e com a bicicleta emprestada embateu num comboio.
Partiu a bicicleta.
Mas.....
.....um leão nunca desiste.
Teve a sorte de encontrar um Sportinguista que lhe emprestou outra bicicleta.
Fez a prova em 13h e 49 minutos.
Ganhou a prova.
Assim, se vê quem é Leão.
 
18. O Sporting tem o maior resultado de sempre, na taça de Portugal.
21-0
Mindelense. Sorry....
 
 
19. Atletismo.
O Sporting Clube de Portugal é uma potência a nível mundial nesta modalidade.
A nível Europeu somos o número dois, só ultrapassados pelo Barcelona.
E tudo começou com os Stromp.
António e Francisco.
Francisco e António.
Fundadores e atletas. 
Raça dos homens....só pode ter sido dos croquetes!
 
 
20.
1973/1974
Yazalde. Jogador do Sporting Clube de Portugal.
Melhor marcador de sempre nos campeonatos portugueses.
Aparentemente sem piscinas...Yasalde Piscinas...nunca ouvi falar e vocês? Também não!
 
21. O nosso emblema é lindo.
Foi várias vezes alterado mas nunca perdeu a identidade.
O primeiro símbolo teve origem em conversas entre alguns fundadores.
José de Alvalade pediu autorização a Fernando Castelo Branco para usar o símbolo do seu Brasão, um leão.
Fernando Castelo Branco disse que sim com uma condição. O fundo do Brasão era azul e ele não queria o fundo do símbolo em azul.
Escolheram verde.
Boa escolha!! É mesmo essa a cor....das cores!
Ai, estes Viscondes. Que chatos. Decidem cores. Têm brasão. Nem vou falar dos croquetes.....
 
 
22. O leão. O da selva. O verdadeiro.
Tem o pelo da cor do Vasco. E isso, quer dizer muito....
...
 
23. Moniz Pereira.
O melhor treinador de atletismo de todos os tempos.
Sobre este assunto. Não tenho mais nada a dizer. 
 
 
24. No final dos anos 70, princípios dos anos 80.
Que altura magnifica para o clube!
Nascia em 1981 a sócia Joana Marques.
E...
....o Sporting Clube de Portugal tinha a melhor equipa de Hóquei em Patins a nível mundial!
Ganhando muitos títulos internacionais. Incluindo em 1981! 
A nível nacional ainda ninguém conseguiu igualar tal proeza.
Podem tentar....mas.....croquete power, meus amigos, croquete power!
 
25. Porque um clube é grande por muitos motivos.
O Sporting foi o primeiro clube a ter uma associação de solidariedade nacional.
0,5% do meu IRS vai sempre para eles.
Donativos são sempre bem vindos. Não vivem do ar....
IBAN PT50 0007 000010223500174 23
 
26. O Sporting Clube de Portugal teve a primeira claque organizada do país.
Juventude Leonina.
Andam nas bocas do mundo pelas piores razões. 
Os Sportinguistas verdadeiros não faziam aquela monstruosidade. 
A claque, claque tem nos dado muitas alegrias ao longo dos tempos.
O ambiente dos jogos é maravilhoso.
O apoio à equipa tem sido superior.
O resto é apurar as responsabilidades, culpados e façam-nos pagar pelo que fizeram. (estou a falar dos tribunais)
Eu, como Sportinguista tenho orgulho na claque. Na verdadeira. Naquela que tem Sportinguistas a sério....
 
27. Peyroteo.
Mais uma vez. Peyroteo.
Marcou 9 golos num só jogo. Um triplo hat-trick.
Até hoje ninguém o conseguiu igualar...
Ah! Diz quem viu...que naquele dia e nos outros foi sem piscinas....incrível!
 
 
28. A diferença entre um Sportinguista e um adepto de outro clube é que à pergunta:
- Quem é o melhor jogador do mundo, de todos os tempos?
O Sportinguista responde, sem dúvida nenhuma...
- Cristiano Ronaldo.
Os adeptos de outro clube...acham que pode ser o Messi...
 
29. Cristiano Ronaldo é nosso. E é o melhor jogador de futebol de todos os tempos!
 
30. Os nossos atletas. 
Bateram por 7 vezes recordes da Europa. Um deles em 1981! O ano maravilha.
3 vezes recordes mundiais.
Estou a falar de atletismo.
 
 
31. O Sporting foi a primeira equipa portuguesa a criar uma página na Internet.
Conhecem a nossa página?
 
32. O primeiro clube português a formar uma SAD fomos nós.
Pela mão de José Roquette.
 
 
33. O Sporting tem um contrato televisivo de 515 milhões. 
Com a NOS.
Nós à frente da concorrência.
 
 
34. Sporting 16 - Apoel 1.
Mascarenhas estava inspirado e marcou seis golos.
Ainda hoje detém o recorde com um outro jogador Alemão.
Piscinas, piscinas...não constam na ficha técnica do jogo.
 
 
35. Está tão longo.
Já ninguém está a ler. Paciência....
Não me  vou embora sem falar no melhor ciclista de sempre.
Joaquim Agostinho.
Limpinho. Limpinho. 
(Esta é em tua honra JJ)
 
36. Reinava a calma em casa dos Marques.
Mas...
....a filha mais nova de João e Mariana. Fazia uma birra épica, esticadinha no tapete do corredor.
Queria ir ver o Sporting-Benfica a Alvalade.
Algum santo estava de bom humor e consegui ir.
Tinha 5 anos. E vi o Sporting ganhar 7 a 1 ao clube rival.
Foi um super dia.
Ganhámos. E eu percebi que as birras épicas às vezes compensam e resultam....
(não digam nada aos meus pais.....nem à minha filha....) 
 
37. O nosso estádio é lindo.
Existem aquelas bocas de ser um WC...
...enfim. Já lá entraram?
Temos o estádio acabado e pintado. O que é bom.
E lindo. Como é possível não gostar??
 
38. Maior e melhor campeão português de Futsal.
Ainda ontem. Épico. Merecido. E ganhámos...
...
 
39. Somos o clube dos 5 violinos.
E os cinco violinos fazem parte da história. Da nossa e da dos outros.
 
 
40. A primeira vez que o hino português se ouviu num estádio olímpico foi quando um atleta do Sporting ganhou pela primeira vez uma medalha de ouro.
Carlos Lopes.
 
 
 
Com mil Slimanis, tanto que eu escrevi! Com mil comissões de gestão. Com mil Cascaveis....
E ainda nem falei de Bas Dost, Rui Patrício, Damas, Balakov, João Rocha, Jordão, Jardel, Livramento, Jesus Correia e tantos, tantos outros....
 
Vou terminar por aqui.
Não porque esgotei os factos ou as histórias.
Meus amigos. TESTEM-ME!
Eu sei tudo sobre o Sporting!
Joana, filha de Sportinguistas. Neta de Sportinguistas. Bisneta de Sportinguistas.
Joana, orgulhosamente Sportinguista. Sempre e para sempre.
 
Parabéns! Sporting!
 
 
 

Pág. 2/2