Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quiosque da Joana

Quiosque da Joana

à mercê do destino. E do senhor Ludovino.

11.12.18, Joana Marques

Deixámos Carcavelos para trás.

Assim de repente, nem sinto a falta. Parece que moro nesta casa há uma eternidade e meia.

Esta é mesmo a minha casa. Com as minhas pessoas.

Ainda tenho coisas para organizar. Caixas para abrir mas de coisas que não nos fazem falta.

 

Deixei o senhor Ludovino.

Assim de repente, sinto a falta.

Falamos todos os dias ao telefone. E todos os dias! Todos. Me diz mal dos ingleses que foram viver para minha casa.

- Ai Joana! Têm um cão....nem imaginas o que é ter um cão no prédio...

- Eu também tenho um cão! O cão dos cães!!

- Ai Joana! Têm um filho pequeno. Nem imaginas o que é ter uma criança tão pequena no prédio...

- Eu também tenho uma criança pequena e daqui a pouco tenho outra.

- Ai Joana! Acordam cedo...fazem barulho...

.......................

 

Combinei com ele e com a dona Helena um almoço.

Passámos por Carcavelos no Sábado. Eu, o Pedro e a Alice.

Almoçámos num restaurante Cantonês aqui para os nossos lados.

O senhor Ludovino entrou no nosso carro. E o carro ficou empestado de mentol.

- Credo homem! Que cheiro!

Disse eu. A desbocada.

- É vick (vaporub). Ando cheio de tosse.

 

Chegámos ao restaurante.

A empregada passou-nos a carta para escolhermos.

A rapariga (oriental) não falava muito bem português e tinha alguma dificuldade em perceber. Pelo que optámos por dizer o número dos pratos e não o nome.

O Senhor Ludovino ao perceber que a rapariga não percebia nada do que ele dizia começou a falar cada vez mais alto.

E eu dava-lhe cotoveladas. E dizia-lhe:

- Diga o número. Diga o número.

Chegaram os pratos. Muito bem servidos.

A Alice portou-se tal e qual uma princesa.

Lá foi comendo no ritmo dela sem grandes questões.

 

Lá fomos falando todos. Contando as novidades.

O senhor Ludovino a fazer queixas dos ingleses. A dona Helena a dizer que não era nada assim. Eram simpáticos e prestativos. 

 

Chegámos à parte das sobremesas.

Olhámos para a carta das sobremesas.

O senhor Ludovino chamou a empregada.

E diz-lhe muito alto, com uma pronúncia que eu não conhecia. Será chinesa??

- Ó menina! PUUUUUUUANNNNNNN CAAAAANTONNNNNEÉEEEE COM OOOOOOOVOOOOOO.

A empregada olhava para ele e nada.

O senhor Ludovino insistiu.

- PUUUUUUUUUUAN CAAAAAAAAAAAANTONNNNNE COM OOOOOOOVOO!

E a empregada com um olhar perdido.

- PUUUUUUUUAN de pão. CAAAAAAAAAANTONNNNNE de CANTÃO. COM OOOOOOOVOOOO de ovo. Percebeu???

 

O Pedro olhava para todos os lados para disfarçar.

Eu ria. Porque já não dava para disfarçar nada.

As lágrimas corriam cara abaixo. Eu bem queria ajudar mas não conseguia falar....

Um empregado trouxe-me a sobremesa e eu nem consegui agradecer. Porque ria. Ria. Ria.

O pão cantão com ovo chegou finalmente à mesa.

O Senhor Ludovino trincou.

- Ó menina, ó menina.

A empregada voltou.

- Leve lá isto. Eu lá posso comer isto! Agarra-se na placa.

A empregada completamente perdida.

- Na placa!! Na placa!! Plaaaacccca!

 

Nesta altura. Fugi para a casa de banho.

E deixei o meu marido e a minha filha à mercê do destino. E do senhor Ludovino.

 

Há dois anos no Quiosque!

 

Há um ano no Quiosque!

 

Já seguem o Quiosque?

Instagram

Facebook

handmade life

Bloglovin

 

2018. Vamos lá acertar contas! #2

11.12.18, Joana Marques

As resoluções foram feitas no ano passado.

Chegámos ao momento de ver se foi tudo superado ou fiquei a meio do caminho.

 

Resolução número 2. Blog.

frog2.jpg

Esta resolução foi mais do que superada. Mas porque..

....fui demasiado conservadora quando a escrevi.

50 posts. É óbvio que ia conseguir.

Mas...

...quando a escrevi foi exatamente na altura que a Alice invadiu a minha vida.

E eu não sabia muito bem como seria o meu tempo a partir daí.

A verdade é que muitas vezes penso que tenho mesmo, mesmo de deixar escrever no blog.

Para logo a seguir perceber que gosto demasiado dele para terminar.

No próximo ano chega a Mariana. Com duas filhas deve ser muito mais complicado. 

Até porque a Mariana tem os meus genes. E isso quer dizer muita coisa.

Vamos ver se para o ano estarei por cá ainda. Assuntos não me vão faltar.

Tempo. É que já é muito mais difícil.

 

Esta resolução está mais do que cumprida.

Foi cumprida logo em Janeiro. Tal foi a minha produtividade!

 

Primeira resolução de 2018.

Cumprida. Ou não cumprida?

 

Há dois anos no Quiosque!

 

Há um ano no Quiosque!

 

Já seguem o Quiosque?

Instagram

Facebook

handmade life

Bloglovin