Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quiosque da Joana

Quiosque da Joana

Pedro, bem-vindo à minha família!

21.06.18, Joana Marques
O dia do casamento passou a correr. Quase não dei conta. Tenho uma ideia que casei mas parece um sonho qualquer que tive durante a noite. Terminou, domingo, pelas duas e tal da manhã.   Foi à hora que eu e o Pedro saímos rumo a Lisboa. Ficámos em casa do Pedro. Daí a umas horas estávamos a apanhar o avião para Cabo-Verde.   Cabo-Verde é Cabo-Verde.  Joana e Pedro. Pedro e Joana. Fomos muito felizes em Cabo-Verde. Ponderámos ficar lá para sempre. Numa barraquinha na praia.  A (...)

o devorador de notícias...

11.05.18, Joana Marques
Ontem à noite, depois de jantar, o Pedro recebeu um email. Melhor dizendo. Tinha vários email's novos. Mas abriu só um. Recebe os resultados das análises dos doentes de forma digital e estava à espera destas em particular. De um doente operado na quarta-feira. Percebeu que os valores não estavam como deviam estar. E decidiu ir ao hospital. Chegou hoje. Pelas 6h da manhã. Eu já estava acordada. O cão já me tinha acordado. E já se tinha deitado outra vez. Tomei o pequeno almoço. (...)

tal pai. Tal filho...

28.04.18, Joana Marques
Fui acordada às 5h30. Pelo cão. Claro! O Pedro. Deve ter percebido. E para prevenir a minha fuga... Pôs um braço à volta da minha barriga e eu fiquei sem conseguir sair dali. Depois de várias tentativas. Lá fui à minha vida. Começo a sentir bicho carpinteiro e não consigo estar muito tempo sem fazer nada...   O cão aproveitou a folga na cama para se deitar. - Quem foi ao ar perdeu o lugar.... Assim é o lema deste cão.   Comi qualquer coisa. E ... ....disse ao Pedro. - Vou (...)

4 anos de Vasco! Terceira história...

27.04.18, Joana Marques
Já tinha feito um ano. Parece-me. E tinha um apetite voraz... Cheguei a casa pelas 17. Tinha saído pelas 6 horas da manhã. Andava com muito trabalho. E tinha tido reuniões o dia todo. Nem tinha tido tempo para almoçar. Estava esfomeada.   Mal cheguei a casa. Tentei leva-lo à rua. Para despachar o cão. E poder vestir uma roupa mais confortável. Não quis. Mantive a roupa  de trabalho. Um vestido de linho. Claro.   Vesti um avental. E comecei a preparar o jantar. Frango (...)

4 anos de Vasco. Segunda história...

27.04.18, Joana Marques
O Vasco ainda não tinha dois anos.   Uma amiga minha tem uma casa no Funchal e aproveitei para lá ir passar uns dias. Uns dias antes encontrei-me com ela em Lisboa. Entregou-me a chave. E eu preparei-me para uns dias de descanso absoluto. O Vasco foi comigo. Grande erro.   Aproveitei para caminhar. Subi ruas. Desci ruas. Às vezes com o Vasco. Outras vezes sozinha.   Um certo domingo. Num dos passeios. Passei à porta de uma igreja. Estava a decorrer a missa. Estava (...)

4 anos de Vasco. Primeira história...

27.04.18, Joana Marques
O melhor de ter um cão. Pensava eu. Nunca mais ia correr sozinha. E podia explorar sítios diferentes. Como a Serra de Sintra, por exemplo. Normalmente ia correr ou fazer caminhadas com o meu irmão e os amigos. Mas um dia decidi ir com o Vasco.   Devia ter pouco mais de um ano. Saímos por volta das 11h da manhã. Porque tive muita dificuldade em convence-lo a sair de casa. Casa. Cama. Comida. Boa vida. O que mais pode um cão querer. Alternativa. Vento. Frio da Serra. (...)

4 anos de Vasco!

27.04.18, Joana Marques
O Vasco faz hoje anos. 4 anos. Não vou voltar a contar a história de vida dele, porque já o fiz, o ano passado.   Este ano vai ser diferente. Para comemorar este dia especial. Ao longo do dia serão publicadas histórias sobre o Vasco. Nunca antes contadas... Até lá. Podem olhar para foto. Vá-la.... Façam o favor de se derreterem....   Eu não posso!  Posso... ....mas não devo.   Tant (...)

será que tem a ver? Claro que tem a ver!

13.04.18, Joana Marques
Vasco. Esse grande querido. Pede-me todos os dias comida. Primeiro com jeitinho. - Joana, dá-me esse bifinho de peru. Que tens aí no prato. Dá-lá! Dá-lá! Please, please.   Ignoro.   Continua. Mas... ...Vasco. Endurece o discurso. -Se não me dás esse bifinho de peru, vou fazer um escarcéu. Que se vai ouvir na lua. Ignoro.   Cumpre, o prometido. E inicia uma sessão de choro, uivo e descabelamento. - Vês. Vês! O que eu consigo fazer??? Dás ou não dás o bifinho de peru??   (...)

com o rei na barriga...

05.04.18, Joana Marques
Cheguei com o Pedro a Lisboa. Enviei uma mensagem ao meu pai a dizer que tinha chegado bem. Recebi a resposta: - Não precisas de vir já. A Alice está a dormir e o Vasco aguenta mais um tempo. Aproveita. Lembrei-me que o meu pai lê o blog. E por isso sabe de tudo. Deixei o Pedro em casa. E fiquei por lá mais uma hora. À despedida apeteceu-me começar aos gritos... - Arranquem-me o coração mas não me tirem o homem...   Deixei-me de coisas. E rumei até ao Estoril. Estava (...)

feita num oito. Ou num oitenta...

30.03.18, Joana Marques
Esta pausa. Começou mal. Tinha planeado seguir para o Alentejo depois do jantar da Alice. Com esperança que dormisse durante a viagem. Chegava. Pegava nela. E deitava-a na cama. E no dia seguinte. Sorri, Alice: estás no Alentejo.   Toda eu estava um tumulto. O Pedro. O Pedro. E o Pedro. E as saudades. E o Pedro. E mais o Pedro. Só o vou ver daqui a uma eternidade e meia. E tenho saudades. E o Pedro. Só que... ....eu tenho um cão. Que é protagonista na minha vida. E sempre que eu (...)

daqui não saio. Daqui ninguém me tira

29.03.18, Joana Marques
Cheguei a casa. E como de costume tinha alguém na minha cama. O Vasco. Ainda lá fui perguntar se queria ir à rua. Nem me respondeu. Nitidamente de mau humor por ter sido importunado. Virou-se para o outro lado. E tapou-se com a orelha.   Despachei isto e aquilo. Fui buscar a minha Alice. Esperei até ela acordar. Quando chegámos, o cão continuava a dormir. Dei o lanche à Alice. Arrumei as ultimas coisas. E comecei a pôr tudo dentro do carro. Bem chamei. - Vasco. Vasco. Nada. Conti (...)

nós. A conversar...

26.03.18, Joana Marques
A minha Carlota faz anos. É um dia especial para nós. Não só pelo aniversário. Mas sobretudo por estarmos todos juntos de novo. O meu irmão está a morar na Noruega. E vieram cá passar a Páscoa. O dia foi passado em casa dos meus pais. De manhã fiz o bolo de aniversário da Carlota. Chocolate. Por cima pasta de açúcar e gomas. Um dia não são dias. E só come quem quer. Eu, por exemplo vou abdicar da pasta de açúcar e das gomas. Só como o bolo. Bolo.   Depois do (...)

convidou-me para um café. Só que...

17.03.18, Joana Marques
Não sei se conhecem... ...a praia do Magoito em Sintra. Adoro. É uma das praias da minha vida. É a minha praia de Inverno. Quando tinha namorado era rara a semana que não passávamos por lá.  Exceto no verão que tinha e tem demasiada humanidade... Deixei de ter namorado. Mas passei a ter o Vasco. Continuei a visitar a praia. Não de forma tão frequente. Mas ainda assim, muitas vezes. Para chegarmos (...)

para que queres uma boca tão grande?

12.03.18, Joana Marques
Desde que sou gente que ouço a minha mãe dizer que não se fazem compras à segunda-feira. Não há nada. Foi tudo no fim de semana. E tudo o que se encontra são restos. Discordo. Antigamente, talvez. Atualmente, é só o melhor dia para fazer compras. E às 9h05m estava a entrar no Continente do Cascais Shopping. Ninguém. Ou quase ninguém.   Tinha deixado a Alice nos meus pais. O Vasco aproveitou a boleia. Mas não quis ficar. Deixei-o no carro enquanto fiz as compras. Sou muito (...)