Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quiosque da Joana

Quiosque da Joana

as rotinas da Mariana..

16.03.19, Joana Marques

A Mariana chegou e todos nós nos tivemos de adaptar.

Tem sido fácil até ao momento. 

Fomos contemplados com uma Mariana (até agora) pachorrenta, dorminhoca, tranquila e comilona. Parece-me que ela ainda não percebeu que já nasceu. E tem feito do mundo um spa.

A miúda dorme no quarto dela.

E eu e o Pedro ficamos à vez mas não nos tem dado muito trabalho de noite.

Come a última refeição do dia pelas 23h30 e acorda pelas 4h. Não chora. Antes disso nós já lhe estamos a dar a refeição. Eu pela via natural. O Pedro pela via artificial (mas com leite meu...)

Depois dorme tranquilamente até às 7h.

 

Quando nós acordamos para a vida. Eu, o Pedro e a Alice. 

A Mariana desce connosco.

Não fica a dormir no quarto.

Vem cá para baixo para estar sujeita à luz natural e aos barulhos.

A irmã a rir e a falar.

A Gabi aparvalhada a ladrar.

O Vasco autoritário e a mandar calar a Gabi.

O Pedro a repreender o Vasco porque rosnou à Gabi e assustou-o.

A Alice a atirar comida ao Vasco.

O Pedro a rosnar à Alice. E por aí fora. A nossa casa vista de fora deve parecer...nem quero pensar o que parece.

 

A Mariana, quando estava na barriga estava habituada a estas rotinas e a estes barulhos.

A minha intuição diz-me que deve continuar.

Quando se começa a mexer. É contemplada com uma refeição.

É despachada que só ela. Mas tem aumentado de peso e por isso está a resultar.

Volta a dormir e costuma ficar ao meu colo ou ao do Pedro um bom bocado.

É tão dorminhoca que nem acorda quando lhe mudamos a fralda.

Faz cocó a dormir. Pelo menos muitas vezes não se digna a abrir os olhos.

Faz cocó muitas vezes. Muitas mesmo...

Não sei se não terá uma colicazita ou outra porque às vezes resmunga qualquer coisa. Sem nunca abrir muito os olhos e para logo de seguida se ficar...a dormir.

 

A desgraceira só aparece quando lhe temos de dar banho.

Despida. A miúda acorda.

Como lhe interrompemos o sono de beleza a miúda chora como gente grande.

É nessas alturas. Em que a miúda está prestes a largar um dos pulmões que a Alice aparece.

Abana a cabeça e diz...

- Ai, Maiiiiiiana! Maiiiiiana...

 

12 comentários

Comentar post

Pág. 1/2