Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quiosque da Joana

02.03.18

caderneta de cromos #1

Joana Marques

Sempre dormi pouco.

A verdade é que não preciso dormir mais. Sempre me senti bem assim.

Hiperativa assumida. Muito tempo deitada começa a enervar-me.

Um mundo para viver. Tanta coisa para fazer.

 

Quando era pequena. Bebé.

Dizem os meus pais, sempre que olhavam para dentro do berço eu estava acordada.

Aqueles olhos grandes verdes azulados. Azuis esverdeados. A olhar para eles.

A minha mãe nunca me disse. Mas deve ter pensado que eu era no mínimo o anticristo.

Já tinha criado dois filhos. Normais. E apareci eu para lhe trocar as voltas.

Dormia de noite. Dormia bem. Umas 5 horas.

De dia, nem pensar.

 

Quando tinha uns 8, 9 anos acordava cedíssimo ao fim de semana.

Ia para a cozinha. E preparava o pequeno almoço para a minha família toda.

Às vezes fazia panquecas. Outras vezes, preparava os cereais do meu irmão e da minha irmã.

Fazia café para os meus pais.

E torradas.

Em momentos mais inspirados fazia bolos. Numa altura em que as crianças não eram de cristal e podiam andar alegremente soltas em casa.

Batia o bolo à mão porque a batedeira ia acordar a casa inteira.

E depois. Esperava. Que toda a casa acordasse.

Esperava...

Esperava..

Tipo 5 minutos...

Depois a impaciência tomava conta de mim...e ia acordar toda a gente.

Durante muitos anos tive a vida por um fio. Vivi no limite.

Os meus irmãos não me deram uma facada por acaso.

Ainda hoje. O bolo mais odiado lá de casa. É o bolo mármore.

Lembra-lhes. Todas as horas de sono perdidas....e nunca recuperadas...

 

Este é um dos cromos. Da minha caderneta.

É uma nova rubrica aqui no Quiosque. Descrever características minhas. Somadas dão a Joana.

 

Cada um de nós é um ser único e especial. É isso que nos dá graça.

É por isso que nos apaixonamos perdidamente por algumas pessoas. E abominamos outras.

É por isso. Por esse je ne c'est quoi, inexplicável que se apaixonam por nós. E não pela vizinha do lado.

Cada particularidade nossa é um cromo. Colado numa grande caderneta. Que é cada pessoa.

Também vocês com um blog deverão ter características engraçadas que queiram partilhar.

Sintam-se à vontade. E desvendem também a vossa caderneta de cromos.

 

Este é o meu primeiro cromo.

Algum para a troca?

 

 

 

21 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Joana Marques

foto do autor

Sigam-me

contador de acesso grátis

Links

Grupo no Facebook de Partilha handmade! 💝

As histórias do cão! 🐶

Tricot 🌺

Crochet 🌻

Receitas 🍳🥦🥧

Planear ⌚📅 📊

Comentários recentes

  • Anónimo

    Eu também acho que o raspanete foi esse mesmo, eh,...

  • Anónimo

    Ai, o que me ri a imaginar a cena..... Realmente ...

  • Charneca em flor

    Oh, que doçura . E a imagem da Alice como senhora ...

  • HM

  • cloudberries

    Muitas Felicidades! Que bom que é voltar a ler est...

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D