Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quiosque da Joana

Quiosque da Joana

depois do pôr do sol....

13.03.18, Joana Marques

Esta noite. No meio do meu sono. Pensei. E pensei.

O que é o melhor do mundo?

 

E no meu sono fui respondendo às questões que ia colocando.

O melhor do mundo são as pessoas que gostamos.

O melhor do mundo é estarmos vivos. E com saúde. E as pessoas que gostamos estarem vivas e com saúde.

 

Continuei a dormir. E a pensar.

O melhor do mundo é isso mesmo. Acordar todos os dias. E estar com os nossos.

Mas para ser perfeito, precisamos de uma faísca. De um fogo de artifício.

E no meio do meu sono. E do meu sonho. Ou pesadelo. Apareceu a imagem do Vasco.

Queres melhor faísca que esta??

 

Os pensamentos não pararam.

As nossas pessoas. Acordar vivinho da Silva todos os dias. E um pouco de fogo de artifício.

Perfeito.

É o melhor do mundo.

E a cereja no topo do bolo?

Aquilo que faz mudar o dia. Para melhor. O que é que pode ser? O que é que eu posso fazer?

Posso ir ver nascer o Sol. Com a Alice. E com o fogo de artifício atrás. Ou à frente...conforme os dias.

 

5h30.

Acordada. Pelo fogo de artifício.

Arrumo tudo dentro de um saco. Daqueles grandes. Do continente.

 

Hoje. Vou ter um dia diferente. Hoje vai ser o melhor dia do mundo.

Quando pressenti a Alice a acordar.

Preparei-a. Dei-lhe o pequeno almoço.

Saímos de casa. E perto das 7h. Nasceu o sol. Estava a passar na Parede.

Saímos do carro. Para ver tamanho espetáculo.

Mas o melhor dia do mundo não podia terminar logo às 7h da manhã.

E por isso. Continuei a conduzir. O destino era o Alentejo.

Ainda o sol estava fresquinho, acabado de aparecer. Íamos nós. Felizes da vida.

A cantar. E a ver o mundo com olhos de gente que acabou de ver nascer o sol. Gente feliz, portanto.

 

O melhor do mundo.

São as nossas pessoas.

Estar vivo.

Um pouco de fogo de artifício.

Ver o sol nascer. E rumar a um dia diferente.

 

...Voltamos ainda hoje. Depois do pôr do sol.

 

 

22 comentários

Comentar post