Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quiosque da Joana

Quiosque da Joana

é de pequenino que....

03.01.19, Joana Marques

Desde que sou gente que me lembro de sermos incitados principalmente pela minha mãe a fazer pequenos trabalhos domésticos lá em casa.

Dependia da idade, claro!

A partir dos 7 anos fazíamos a cama todos os dias mas não a mudávamos.

Limpávamos as casas de banho uma vez por semana. Tínhamos um esquema rotativo. Tal como para a loiça. A loiça do jantar era por nossa conta, um lavava, outro limpava e o terceiro arrumava. Mas rapidamente combinámos entre nós que a cada dia um fazia tudo e assim os outros dois ficavam na boa vida.

Regávamos as plantas.

Púnhamos a mesa.

Tirávamos a mesa. Isto de forma rotativa.

A partir de uma certa idade confiavam em nós o dinheiro da mercearia e nós lá íamos. 

E se tivéssemos testes?

Tínhamos de saber gerir.

A minha irmã lá trocava comigo o dia de lavar a loiça quando tinha aquele teste e precisava de estudar.

O meu irmão ria-se e gozava comigo porque tinha teste e ainda tinha de fazer tarefas domésticas e ele esticadinho no sofá...homens!!

É claro que na altura eu achava horrível.

Não gostava.

Em alguns dias fazia as tarefas com má vontade. Fez-me bem....

...não me caiu nenhuma mãozinha por ter feito estas tarefas domésticas e sem dúvida que dei mais valor ao trabalho dos outros.

 

Com as minhas filhas quero incutir-lhes o mesmo sentido de dever.

É importante que comecem a dar valor ao trabalho.

E que percebam, quando tiverem idade para isso, que nada cai do céu.

Se queremos ter uma refeição boa temos de a fazer.

Se queremos ter uma casa habitável temos de pôr mãos à obra e por aí fora.

 

A Alice ainda não tem dois anos mas já faz algumas coisas. Poucas, claro!

Assim, como quem não quer a coisa e meio a brincar a miúda vai adquirindo hábitos que serão uma mais valia para a vida dela. Dá-me muito mais trabalho e gasto muito mais tempo mas parece-me que a longo prazo este investimento valerá muito a pena.

 

O que é que ela já faz!

- Todos os dias quando acaba de jantar e almoçar (nos dias de semana não, porque almoça em casa dos meus pais) desço-a da cadeirinha e dou-lhe o prato dela. Abro a máquina de lavar loiça e ela põe o prato dentro da máquina. Depois dou-lhe os talheres e ela arruma-os também dentro da máquina.

Adora!

Fica tão contente por fazer isto. É claro que eu elogio a miúda até ela ficar inchada...

 

- Tenho uma caixa de brinquedos na sala. Porque não vale a pena estarem no quarto, todos os dias vão parar à sala.

Ela desarruma tudo todos os dias.

Depois ajudo-a a arrumar tudo na caixa.

Eu arrumo um brinquedo.

Ela arruma outro.

Eu arrumo mais um.

E ela escolhe outro.

Às vezes quer o meu e fica chateada de eu o arrumar.

Costuma ir à caixa, tirar o brinquedo arrumado. Põe o brinquedo no chão. Pega no brinquedo e arruma-o na caixa outra vez. No final de tal empreitada comemoramos com uma música gira.

 

- Corta a fruta do lanche.

Arranjei-lhe uma faca de plástico que não aleija.

Eu corto fruta com uma faca a sério e ela corta fruta com a faca a brincar.

Eu ponho a fruta cortada dentro de uma taça.

Ela conforme corta a fruta come-a.

Estamos a trabalhar esta parte.

Ainda não consegui que ela a ponha no sitio certo. Ou então já. A fruta é mesmo para ela comer. E dentro da sua boca é que está bem arrumada. 

A Alice adora esta tarefa.

No final comemos as duas a fruta cortada por mim...

...a dela já está a milhas.

alice31.jpg

Digam lá se não tem jeitinho??

É uma aposta ganha, parece-me...

 

- Quando lhe tiro a roupa antes de tomar banho, dou-lhe uma peça de roupa de cada vez, ou várias e ela vai arrumar no cesto da roupa suja. É claro que isto demora 3 séculos e meio mas é divertido. Trabalho com ela o conceito de número e as peças de vestuário. Um casaco. Duas meias. Três peças de roupa. E lá vai a Alice...

Faz isto muito depressa sem se enganar. Porque adora tomar banho e quer entrar na banheira o mais rápido possível!

 

Por enquanto é só isto.

Com o tempo vou pensar mais formas de ela participar aqui em casa.

É claro que agora adora estas pequenas tarefas porque fazemos em conjunto e é uma brincadeira. Quando for para a frente a motivação vai estar pelas ruas da amargura. Bem me lembro quando foi comigo.

 

Há dois anos no Quiosque!

Um post que escrevi quando era solteira e boa

rapariga mas com uma vontade louca

de encontrar o homem da minha vida!

 

Há um ano no Quiosque!

Post 1:

A Nélia! Aaaaah!

Post 2:

Querem rir!

Leiam..e rezem pela minha alminha, SFF!

 

Já seguem o Quiosque?

Instagram

Facebook

handmade life

Bloglovin

19 comentários

Comentar post