Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quiosque da Joana

22.04.18

e o cão abandonou o quarto....

Joana Marques

Tínhamos combinado.

Passar o fim de semana no Alentejo.

Hoje jantávamos cedo. O Pedro voltava para Lisboa.

Amanhã, começa a trabalhar às 8h. Terça também. E sai às 16h.

Eu, a Alice e o Vasco. Ficávamos. Por aqui.

Ele voltava na terça à tarde. E ficávamos por cá o feriado.

 

Eu dei a ideia.

Ficava na casa dele em Lisboa. Escusava de ir para Cascais e tudo.

Porque tenho medo de andar a sufocar o homem. Uma pessoa ouve e vê tanta coisa.

Os homens que descompensam quando se fala num relacionamento sério.

Os homens que descompensam quando se fala em casamento.

Os homens que descompensam quando se fala em filhos.

Os homens que descompensam quando as namoradas apanham o bouquet.

Os homens que descompensam e começam a conviver demasiado nas redes sociais...

...enfim, podia continuar por aqui fora....

O Pedro descompensou no dia em que me viu semi-despida. E foi só....

Parece-me pouco...

.....achei que lhe devia dar espaço. E tempo.

 

Ele não gostou da ideia desde o principio.

- E ficas sozinha? E sem carro?

- Não te preocupes se eu precisar a Aurora e o Luís emprestam-me um carro.

A Aurora e o Luís são os meus vizinhos do lado, aqui no Alentejo.

O homem lá se convenceu.

Mas....

.....um dia em casa dos meus pais. Quis tirar tudo a limpo com o meu pai.

E o meu pai respondeu-lhe da mesma forma...

- Qualquer coisa que a Joana precise a Aurora e o Luís ajudam-na. Vai descansado.

 

Eu dei a ideia. Sim.

Mas.....

.....os dias foram passando. E comecei a achar, a ideia mais estúpida do mundo.

A pior ideia do mundo. Saiu da minha cabeça. Inacreditável.

 

Dois dias sem o homem....

Como é que eu.

Joana Marques. 37 anos.

Tive a pior ideia do mundo.

 

Como é que eu.

Joana Marques. 37 anos.

Tive a pior ideia do mundo.

E disse-a em voz alta. Ao Pedro.

 

Como é que eu.

Joana Marques. 37 anos.

Tive a pior ideia do mundo.

E disse-a em voz alta. Ao Pedro.

E agora estava sem coragem de dizer...ah! e tal...afinal voltamos todos para Cascais.

Não quero saber da tua liberdade para nada.

Sufoca aí, seu desgraçado.

Quero estar ao pé de ti e nunca mais te largar na vida....

Para uma mulher como eu é duro.....ou melhor, para a mulher que sempre fui mas que pelos vistos matei...seria duro.

 

 

Alentejo.

5h da manhã!

Não conseguia dormir. Porque a ideia do homem voltar para Lisboa sozinho. Estava-me a matar aos poucos.

 

Ouço:

- Estás acordada?

- Estou. E tu?

- Acabei de falar contigo....o que é que achas?

Começámos a rir.

Alguém nos mandou calar.

O cão. O meu despertador....

....ainda não tinha entrado ao serviço. E ninguém lhe paga horas extra.

 

-Tenho estado a pensar. Eu não quero voltar para a casa de Telheiras. Se concordares até a ponho à venda.

- Podes ir para Cascais.

- Se não voltares comigo para Cascais é a mesma coisa que voltar para Telheiras...

- Ah! Ainda bem que tocas nesse assunto. Não me apetece nada ficar cá sem ti.

Começámos a rir.

Fomos outra vez chamados à atenção pelo excesso de barulho.

É incrível como este cão nos consegue manipular...

O Pedro continuou baixinho.

- Porque é que não me disseste nada antes?

- Porque eu achei que te devia dar espaço. E tempo. Para te habituares a todas as mudanças...por seres homem e assim...e depois a meio do caminho deixei de me preocupar minimamente contigo e comecei  a pensar em mim....para logo a seguir pensar que já não me reconheço....a Joana controladora, já não controla nada...não sei se estás a acompanhar??

O homem riu-se.

Fico feliz por conseguir diverti-lo tanto...

 

O cão reclamou. Desta vez....chateado. Muito chateado.

Ficámos calados.

 

Há uns dias atrás tive a ideia mais estúpida do mundo.

Para hoje dizer a frase mais estúpida do mundo. Um mal nunca vem só......é o que se costuma dizer.

O silêncio foi interrompido. Por esta pérola...

- Pedro não te atrevas nunca a morrer.

E com o dedo indicador ameaçadoramente posicionado nas costelas do homem. Rematei.

- Se tu morreres, eu mato-te!

O homem chorou a rir....

 

...e o cão abandonou o quarto.

23 comentários

Comentar post

Joana Marques

foto do autor

Sigam-me

contador de acesso grátis

Links

Grupo no Facebook de Partilha handmade! 💝

As histórias do cão! 🐶

Tricot 🌺

Crochet 🌻

Receitas 🍳🥦🥧

Planear ⌚📅 📊

Comentários recentes

  • Filomena

    Parabéns pelo filhote que vem a caminho ,felicidad...

  • Filomena

    A tua familia é óptima . A minha é fabulosa ,quan...

  • Mamã Tranquila

    Tenho uma máfia parecida.... e sabe tão bem....É o...

  • Joana Marques

    Ele já sabe......mas ainda bem que me dizes...tenh...

  • Aurea

    Tu não lhe digas nada da mudança ou ele ainda cont...

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D