Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quiosque da Joana

Quiosque da Joana

entre 14h e as 18h....

09.09.19, Joana Marques

No mês passado passámos uns dias no Alentejo.

O tempo foi passado sobretudo em casa com umas descidas aqui e ali.

Uns passeios. Umas saídas. 

Um dia descemos até à civilização e encontrei uma amiga de infância. A Alda.

Apresentei a Alda ao Pedro. E apresentei o Pedro, a Alice e a Mariana à Alda.

A Alda é um pouco mais velha que eu. Alentejana. Nascida e criada.

Já não a via...

...nem sei.

 

Fiquei estupefacta! Esta é a expressão certa! Quando me disse que a filha ia casar...

- Casar?? Como assim! Mas que idade é que ela tem??

- 25 anos.

- 25???

- Sim, 25 anos feitos em Maio. Já trabalha. Namora com um moço que conheceu na faculdade. Já moram juntos e tudo! Moram perto de Almada.

Olhei para as minhas filhas. E suspirei. 

 

Nesse dia à noite. A Alda ligou-me. A convidar para ir ao casamento.

O casamento ia ser perto de Almada. Disse-lhe que depois lhe dizia qualquer coisa, porque o Pedro já estaria a trabalhar e tinha a questão das miúdas.

A verdade é que não conheço propriamente a filha da Alda. Já a vi....

...em miúda. Para aí umas 3 ou 4 vezes...nada mais do que isso.

 

O casamento foi no sábado.

O Pedro não trabalhava no sábado. Mas domingo começava a trabalhar às 8h e ia fazer dois turnos. Não lhe apetecia estar um sábado inteiro no casamento de alguém que não conhecia de lado nenhum. 

Depois de muita insistência da Alda lá convenci o Pedro a ir apenas à parte da igreja. 

Pegámos em mim. No Pedro. Na Alice. Na Mariana. E em toda a traquitana que transportamos cada vez que saímos de casa....

- A que horas é, perguntou o Pedro?

Eu que estou grávida e ainda mais desmiolada que o costume disse-lhe:

- É pelas 12...

Saímos de casa atempadamente.

Direitinhos à ponte 25 de Abril.

Chegámos à igreja. Direitinhos e certinhos.

Estacionou-se o carro. Eram 11h55. A tempo....

Saiu a Alice. Saiu a Mariana. Saiu o carrinho da Mariana. Saiu a traquitana toda. Arrumámos a traquitana na parte de baixo do carro da Mariana.

E...

...direitinhos para a igreja.

Muita gente cá fora na igreja. Entrámos.

E sentámos-nos. E eu disse ao Pedro...

- Olha, vês ali de cor-de-rosa?? É a Alda...credo! O marido dela está tão velhote....

Ainda pensei ir cumprimenta-la. Mas não o fiz...

....tinha a Mariana que não queria estar no carrinho e estava ao colo do Pedro. Tinha a Alice que ameaçava começar a correr igreja fora. Achei melhor ficar a controlar a minha família.

Nisto....

....a noiva estava à porta.

Uma noiva pontual. Eu também fui uma noiva pontual e por isso tudo normal!

Decorreu o casamento. Uma hora e meia de:

Mariana chateada. Alice aborrecida. O que é normal....uma hora e meia é muito tempo.

 

Finalmente acabou!

Eu e o Pedro respirámos de alivio. Mas...

....fomos informados que as tradicionais fotos iriam ser tiradas no jardim da igreja.

O Pedro já não queria tirar foto nenhuma mas...

...lá o convenci.

- Estamos tão giros, tão bem vestidos. Até é pecado não tirarmos uma foto...

O argumento não foi o melhor. Mas o homem cedeu...

 

A Mariana ameaçava explodir.

A Alice ameaçava atirar-se para o chão.

Pedi a um. Pedi a outro.

E conseguimos ser os primeiros a tirar a foto com os noivos.

Tínhamos crianças. Toda a gente percebeu. Toda a gente concordou.

 

Já nem vi a Alda. Até me esqueci dela. Queria era despachar aquilo....

Tirámos as fotos. 3 fotos.

Disse ao fotografo que não íamos ver o resultado.

Pagámos as fotos. Deixamos o contacto.

O fotografo ainda nos disse que punha o cartão da máquina no computador para vermos o resultado. Dissemos que não valia a pena.

O fotógrafo disse-nos que nos enviava uma mensagem quando a transportadora contratada por eles nos entregasse as fotos.

Tudo certo!

 

Hoje. Pelas nove da noite. Com as miúdas a dormir como pedras.

Estava com o Pedro sentada no chão da sala. Com umas almofadas a amparar as costas.

O Vasco no sofá.

Recebi uma mensagem.

saraerui.jpg

- Enganaram-se.

Disse eu ao Pedro. 

- A filha da Alda não se chama Sara, chama-se Paula.

- Não. Chama-se Sara, chama!

Disse o Pedro.

- Não! Achas que não sei o nome da filha da Alda!!! Chama-se Paula tenho a certeza!

Insisti eu.

- Sara e Rui. O padre fartou-se de falar em Sara e Rui. Não estavas lá???

Estar estava. Mas estou grávida e um pouco mais desmiolada que o costume...

Liguei à Alda.

Só para confirmar o que mais temia.

 

Estivemos no casamento errado. Tirámos fotografias com as pessoas erradas.

E amanhã vamos receber fotografias nossas com dois estranhos.

Entre as 14h e as 18h.

 

Estou a imaginar a cara dos noivos quando receberem o álbum de casamento.

E perceberem...

.....que. Enfim....

 

52 comentários

Comentar post

Pág. 1/3