Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quiosque da Joana

Quiosque da Joana

Equipa que ganha não se mexe!

30.03.19, Joana Marques

A minha amiga Maria que acredita em cenas estranhas diz que somos almas velhas e que temos estado juntos desde sempre.

Reencarnações atrás de reencarnações.

Diz que não pode ter um ano esta relação.

Eu não acredito.

Acredito sim, que tive uma sorte incrível de o ter encontrado.

Algumas pessoas ganham o Euromilhões. Eu tive sempre um azar terrível ao jogo.

Ainda bem!

 

Faz hoje um ano.

Faz um ano que começámos a namorar.

O Pedro acha que foi aqui. Eu acho que faz hoje um ano.

Não interessa muito a data. Para mim aconteceu tudo no primeiro olhar.

 

Faz hoje um ano. 

O dia foi tão difícil para mim. O dia anterior também já tinha sido.

Tinha os nervos em franja.

Estava no Alentejo. A viagem tinha sido atribulada. Tinha dormido miseravelmente mal.

Liguei-lhe. Para combinar encontrar-me com ele.

E acabei por não combinar nada. Achei que ele ia pôr um ponto final naquilo que tínhamos que ainda não era nada. A consciência pesava-me um bocado. Não lhe tinha contado sobre este blog. Mas já tinha escrito muito sobre ele, Pedro. E tinha-lhe chamado médico das miudezas urinárias.

Fiz-me à estrada para ouvir da boca dele.

A pior notícia.

Fui, tal e qual, Maria Antonieta à espera da decapitação. 

O que eu não sabia é que ele tinha pensado exactamente o mesmo de mim e tinha-se feito à estrada também.

Depois de idas e voltas.

Lá me encontrei com ele.

Em Estremoz.

Todos os receios passaram. Com o abraço. E com o beijo.

Desde o primeiro momento que é assim. Sinto-o como se fosse a minha casa desde sempre.

Jantámos o pior bacalhau espiritual da historia.

Ainda no restaurante tirámos a nossa primeira fotografia juntos. 

Voltámos ao carro para comer bolo de iogurte.

Chorámos a rir por causa do médico das miudezas urinárias.

Planeámos os dias seguintes.

E mais não foi preciso.

Porque o plano é ficarmos juntos para sempre.

Ali estava ele. O homem da minha vida. 

 

Hoje voltámos ao restaurante.

Com as nossas duas filhas.

Bacalhau espiritual. Só porque sim!

Equipa que ganha não se mexe!

não desiludiu....continua mau, mau.....um bom presságio para o que aí vem....

 

 

27 comentários

Comentar post

Pág. 1/2