Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quiosque da Joana

Quiosque da Joana

Fumo branco...

23.08.18, Joana Marques

Guadalupe tira o Pedro do sério.

Uma espécie de urticária.  Uma espécie de prurido inexplicável.

Todos nós achamos graça a Guadalupe. É uma brincadeira entre todos. Para o Pedro não.

Guadalupe fazia-o e faz trepar paredes. 

Porquê? Perguntei eu vezes sem conta.

- Não sei porquê...

Nunca se conseguiu explicar melhor do que isto..

- Conheceste alguém com o nome Guadalupe e que te tenha feito a vida negra?

- Não, não conheço nenhuma Guadalupe. Nunca conheci nenhuma Guadalupe...

E pronto! A nossa conversa sobre a Guadalupe ficava por aqui...

Percebi que não gostava mesmo.

Por aqui no blog continuava a falar de Guadalupe. Em casa tentava ao máximo não usar o nome.

Muitas vezes me enganei...

...e a minha boca pronunciava a palavra proibida.

 

Ele lá se ia desculpando..

- Não consigo. Tira-me do sério!

- É uma brincadeira....

- Eu sei. Não tens um nome que não possas nem ouvir sem te dar voltas ao estômago?

Fiquei a pensar nisso. E não, não tenho.

Há nomes que não punha a um filho nem sob tortura, macumba e ameças de morte com maquinaria pesada.

Mas não consigo encontrar nada que me faça perder as estribeiras.

 

Se aqui por casa tivéssemos uma fila com os interessados em descobrir se é menina ou menino, o Pedro ocupava o primeiro lugar.

Se antes não queria saber muito bem, a partir do momento em que passou a ser Guadalupe tudo se alterou.

 

Atualmente basta uma análise ao sangue a partir das 8 semanas para se saber se é menina ou menino.

Já passava uns dias das 8 semanas quando a sementinha foi batizada de Guadalupe.

A partir desse dia, o Pedro começou a tentar convencer-me a fazer essa análise.

Tendo em conta que com 10 semanas tinha mesmo de fazer um teste, esse sim muito importante, disse-lhe que não.

Mais semana, menos semana, o sangue é meu. Eu decido.

 

Segunda-feira passada. 10 semanas de gravidez.

Tinha a análise marcada.

O Pedro falou com o colega a confirmar a análise. DUAS vezes.

Como não implicava ecografia, nem consulta era só mesmo uma análise disse ao Pedro que ia sozinha.

Era o primeiro dia de trabalho do Pedro depois das férias e adivinhava-se um dia complicado para ele.

Ligou-me duas horas antes, ainda eu não tinha saído de casa, para me relembrar da análise.

 

Ligou-me meia hora antes a perguntar se estava tudo bem e..

- Precisas de mim?? Vou a correr e estou aí num instante...

- Desampara-me a loja homem....não me faças perder a cabeça e batizar a criança de Guadalupa ou Guadalupo. Juro! Ligas-me outra vez por razões parvas e vais ter para sempre um filho da família dos Guadalupos...

Enviei-lhe uma mensagem quando saí a dizer-lhe que tinha corrido tudo bem.

 

Quando chegou a casa, enviou uma mensagem ao colega, a pedir por favor mal houvesse fumo branco em relação ao sexo do bebé para dizer.

O colega lá disse que sim.

 

Soubemos hoje.

Apenas a informação sobre o sexo do bebé. A informação que realmente interessa só para a semana.

A partir de agora Guadalupe já não será Guadalupe.

 

40004184_1840160312732442_2371039577679855616_n.jpg

Mariana.

 

 

Há dois anos no Quiosque!

O cão foi operado...

 

 

Há um ano no Quiosque!

Post 1:Um vestido com uma vida nova....

Post 2: Aquelas histórias que o meu pai nos contava ...

 

Instagram

Facebook

handmade life

Bloglovin

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Joana Marques

    23.08.18

    Obrigada!
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.