Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quiosque da Joana

01.04.18

mais gata borralheira. Menos João ratão.

Joana Marques

Todas as Pascoas da minha infância foram passadas no Alentejo.

A minha, a do meu irmão e da maior parte dos meus primos.

A minha avó Maria teve 5 filhos, todos rapazes. 17 netos, 15 rapazes e duas raparigas. Eu sou a mais nova.

 

Tal como todas as férias escolares. As da Páscoa eram uma bênção. Para os meus pais e para os meus tios.

Podiam tirar férias nossas.

A minha avó Maria adorava. O meu avô Joaquim também.

E nós, contávamos os minutos para ir para lá.

Domingo de Páscoa era o dia em que toda a gente se juntava.

Ao almoço. Os meus avós. Os filhos. As noras. Os netos e as netas. Todos juntos na sala grande.

Uma mesa a perder de vista.

Recordo-me sobretudo das gargalhadas.

De ir percebendo ao longo da vida. Que tudo isto não tem preço. E nunca mais se repete.

 

Ao sábado. A minha avó fazia folares pequeninos para todos.

Todos participávamos. Ajudávamos a amassar. É claro que era uma maneira de nos manter entretidos. Não púnhamos as mãos nos verdadeiros.

Iam ao forno. E nós ficávamos à porta do forno até estarem prontos.

Já se sabe que o folar. É um bicho. Capaz de desertar e só aparecer no Natal...

Quando a minha avó os tirava do forno.

Um era para nós.

Dizia-nos para esperar. Estava quente.

Repartíamos por todos. Todos os anos achávamos que era melhor que o do ano anterior.

 

 

A minha avó cortava uma fita verde. E punha-a em volta de cada folar. Depois de estarem frios.

No almoço de domingo.

Oferecia-os. Um. A cada um. De nós.

Todos os anos.

 

Quando tinha cinco anos.

Já queria ser um avião. Gostava de subir às árvores. Trepar muros.

Jogar à bola com o meu irmão e os amigos dele.

Adorava brincar com carrinhos. E desprezava as bonecas que tinha no quarto.

O desgosto maior da minha mãe. Era olhar para as fotos de família.

Em todas estava eu. Com o joelho esfolado. O nariz derreado. Um galo na testa.

Ah! E nódoas. Também aparecia sempre medalhada.

Em 1986. Ter brincadeiras de rapaz. Tirava o sono à minha mãe.

Tanto sucesso com a minha irmã Sofia. E lá andava eu a estragar-lhe o álbum de fotografias e todos os planos que tinha feito para mim.

Nessa Páscoa. A minha tia Carmo trouxe-me um conjunto de chávenas de chá. Daqueles que se davam à miúdas. Para elas treinarem.

 

Domingo.

Depois de almoço. A minha mãe. Disse-me.

- Vai lá brincar com o presente da tia Carmo.

E eu lá fui.

Ausentei-me. Magiquei. Pensei.

E decidi. Que toda a gente tinha de beber um chá pelas minhas chávenas.

Não tinha chávena para todos. A minha avó maravilhosa e com uma paciência infinita. Foi buscar chávenas verdadeiras.

Para eu poder servir a todos o meu chá.

O bule estava cheio de água.

E eu comecei a distribuir um bocadinho de água por todas as chávenas.

A minha mãe estava deliciada.

Finalmente. Joana, mais gata borralheira. Menos João ratão.

A minha família com as chávenas na boca. A fingir que iam beber o chá.

Entra o meu avô alvoraçado.

- Ninguém bebe nada. Ninguém bebe nada. A Joana foi buscar a água à sanita.

Todos os olhos em mim.

- Não chego ao lava loiça, nem ao lavatório. Não consigo abrir a torneira do bidé. O tanque fica muito longe. Eu puxei o autoclismo antes....

 

Parece-me até hoje uma explicação razoável.

Não acham?

Não me recordo bem.

Tento sempre apagar as más memórias.

Mas se bem me lembro continuo de castigo até hoje.

 

 

Para todos vocês uma Páscoa feliz.

Com tudo o que merecem.

A dose certa de doce.

A dose certa de riso.

A dose certa de amor.

 

32 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Joana Marques

foto do autor

Sigam-me

contador de acesso grátis

Links

Grupo no Facebook de Partilha handmade! 💝

As histórias do cão! 🐶

Tricot 🌺

Crochet 🌻

Receitas 🍳🥦🥧

Planear ⌚📅 📊

Comentários recentes

  • Ana Silva

    Quando na altura li este post pensei. " Epá isto é...

  • Paula Rocha

    Boa Joana, pena eu ser do Benfica e viver no Porto

  • Joana Marques

    ...e o Sporting é o nosso grande amor....

  • Joana Marques

    Obrigada! Viva o Sporting!

  • Nuno

    Reconheço te esse mérito Joana haja mais como tu

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D