Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quiosque da Joana

Quiosque da Joana

não são maneiras...

13.04.18, Joana Marques

Hoje estamos todos em casa.

O Pedro está de folga.

Eu tenho gerido os meus horários de trabalho de forma a estar disponível nas folgas do Pedro.

A Alice ficou connosco. Claro!

 

Quando acordei. O Pedro dormia como uma pedra.

A Alice acordou primeiro do que ele.

Não chovia. Finalmente!

Apeteceu-me pegar nela. E ir dar uma volta perto do mar.

O Pedro disse qualquer coisa. Que não percebi.

E eu disse-lhe baixinho.

- Vou com a Alice e com o Vasco ver o nascer do sol.

Respondeu qualquer coisa. Voltei a não perceber. Estava tão apagado. Que nem devia saber o que era o sol.

Estava quase a sair de casa. Quando me apareceu o homem a dizer que também queria ir.

- Despacha-te. O Sol nasce....e não espera por nós.

- Onde é que vamos mesmo?

 

Praia dos pescadores. Cascais.

Estivemos por lá um bocado.

Bebemos um café. A Alice petiscou uma banana.

 

Voltámos.

O Vasco estava doido de alegria. E a Alice também.

Eu e Pedro chorámos a rir com a figurinha dos dois.

O Vasco tirou-lhe uma meia. E ela riu-se.

O Vasco deu-lhe uma lambidela. E ela riu-se.

O Vasco saltou feito tonto à frente dela. E ela riu-se.

O Vasco ladrou-lhe ao ouvido. E ela riu-se.

O Vasco tirou-lhe a boneca. E ela não gostou.

O Vasco fugiu com a boneca. E ela foi ter com ele.

O Vasco parou com a boneca na boca. Ela tentou tirar-lhe a boneca.

O Vasco tinha a boneca entre os dentes. E a miúda perdeu as estribeiras.

Toca de lhe dar um raspanete de todo o tamanho. Numa linguagem que só os dois entendem.

O Vasco deu-lhe a boneca.

Ela sentou-se.

E depois tirou-lhe a outra meia. E ela riu-se...

 

A gata lá ao fundo a assistir.

A dizer que não com a cabeça.

Que casa é esta??

Não são maneiras!

Não são maneiras. Não senhor.

 

 

29 comentários

Comentar post

Pág. 1/2