Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quiosque da Joana

Quiosque da Joana

o primeiro amor nunca se esquece

31.01.19, Joana Marques

A Alice começou a frequentar um infantário.

Não vai todos os dias. E quando vai é raro ficar mais do que 4 horas.

O infantário é mesmo aqui à porta de casa.

Sempre que passamos por lá, ela acha que vai ficar lá e reclama quando percebe que afinal não é para lá que vamos.

E quando a vou buscar. Vem sempre super bem disposta. Faladora.

- Déeeeeee.

Muitas coisas não percebo. Mas finjo que percebo tudo.  E ela lá continua...

- Bla, bla, bla, bla....déeeeeeeeeeeeee.

E ficamos nisto até eu cometer uma argolada de todo o tamanho e a miúda perceber que eu não acompanhei nada da conversa.

Fica furiosa. Zanga-se à séria.

Se é o Pedro a ir busca-la é mais ou menos a mesma coisa.

Déeeee para cá. Déeeee para lá.

Tantas vezes a miúda diz déeeee. Que. Já nos tínhamos questionado.

- Por alma de quem quererá dizer déeeee.

Será dente? Será detergente? Será detox?? Dente de Leão? Detetor de metais? 

 

Um dia destes quando a deixei. Perguntei à educadora. 

- Agora que fala nisso, ela diz muito isso, diz!

Respondeu-me a educadora.

 

Hoje deixei-a de manhã na escola.

Entrei. Cumprimentei a funcionária que a recebeu. E de repente a Alice largou-me.

E correu.

Agarrou um miúdo.

Abraçou-o. E disse...

- Déeeeee. Déeeeee.

O miúdo abraçou-a também.

 

Chama-se André.

Tem 3 anos.

Será o primeiro amor da Alice? 

 

36 comentários

Comentar post

Pág. 1/2