Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quiosque da Joana

Quiosque da Joana

o que uma pessoa faz por amor...

19.01.19, Joana Marques

O meu pai tem como hobbie comprar peças de carros e aviões. 

Monta-las. E experimentar se funcionam. Normalmente sim.

Não são carros nem aviões a sério, são miniaturas.

Andam e voam.

Parecem brinquedos de crianças mas não se pode dizer isto à frente do meu pai que ele fica furioso. Tal e qual como quando o Sporting não ganha.

O meu pai tem um grupo qualquer, diz que são pessoas verdadeiras que fazem corridas com os carrinhos. 

 

A minha mãe como mulher normal que é, afastou o meu pai e o seu hobbie de casa.

E obrigou-o a criar uma assoalhada só para ele no fundo do quintal.

A Internet e as compras online mudaram a vida do meu pai.

Antes comprava as suas miniaturas quando ia de viagem a países mais expeditos.

Ou, encomendava em lojas que faziam a encomenda a lojas estrangeiras.

Às vezes demorava mais de um ano a chegar a peça que o meu pai tinha pedido.

Agora não! Uma semana, às vezes menos. E lá vem a peça.

 

Para desgosto do meu pai o meu irmão não dá um tostão furado por este hobbie.

O meu cunhado também não.

E os netos, parece-me que seguem os pais.

Até que a filha mais nova do meu pai. Tratou do assunto.

Um dia foi ao médico. E apaixonou-se por ele. E isso mudou tudo!

 

Às vezes desconfio que o Pedro só casou comigo porque conheceu o meu pai e a sua oficina.

Quando entrou pela primeira vez lá quase teve uma apoplexia.

Saiu de casa dos meus pais a dizer.

- Sempre quis ter algo parecido mas passei a minha vida a estudar e sem tempo para estas coisas.

Quando vou a casa dos meus pais com ele é certo e sabido que o homem entra pela oficina adentro e esquece-se do tempo tal como o meu pai. 

 

Saiu um novo modelo. Lá das miniaturas. E...

...o meu pai encomendou logo. Mas...

....foi passar uns dias ao Algarve com a minha mãe. Agora que a Alice já vai uns dias para o infantário os meus pais têm outra vez liberdade.

Preocupação do meu pai. 

- As miniaturas! E eu não estou em casa!! Para onde vão?

- Ficam nos correios e quando chegarmos vais lá buscar. 

Disse-lhe a minha mãe.

- E se passa o prazo e são devolvidas.

- Pagas outra vez os portes. E eles enviam outra vez.

Mais uma vez a minha mãe.

- E se se perdem no caminho?

- Vamos para o Algarve e pronto!

Disse a minha mãe. E é assim que uma mulher termina uma conversa. Nem mais um pio! E pronto!

 

O Pedro, esse grande querido, prontificou-se para receber a encomenda.

- Envie um email e dê-lhe a nossa morada. Pode ser que ainda vá a tempo.

O meu pai achou esta ideia, a melhor ideia de todos os tempos.

Se o meu pai pertencesse ao comité que atribui os prémios Nobel tinha-o entregue ao Pedro sem passar por qualquer dos filhos.

Uma vergonha, portanto!

Ainda disse ao Pedro.

- Quando a encomenda chegar, abre para ver se não falta nada. E se tiveres tempo monta-a para ver se está tudo ok.

O meu pai gosta do processo todo mas parece-me que só se dá ao trabalho de juntar peça por peça para ver a engenhoca a funcionar.

 

Chegou ontem a encomenda. 

Fui eu que a recebi.

Coloquei-a em cima de um móvel que temos na entrada de casa e nunca mais me lembrei.

O Pedro chegou já pelas 18h.

Despachámos a Alice.

Jantámos nós.

Estivemos na sala um bocado. Tínhamos intenção de ver um filme mas perdemos-nos a falar.

Assim, chegou a hora de irmos dormir.

E os olhos do homem foram direitinhos à encomenda.

Quando lhe disse que já me tinha esquecido de semelhante coisa. O homem olhou para mim com um olhar de perplexidade misturado de:

- Eu não te entendo mulher!

Dormimos. O Vasco acordou-me. 5h30.....

...deixei-me estar na cama. Quando a Alice acordasse logo me fazia à vida.

Mas...

...percebi que o homem não estava na cama.

Fui dar com ele de volta da miniatura. 

Pelo que percebi o homem não faz só noites no hospital. 

 

Por volta das 7 horas da manhã tinha terminado a obra prima.

Era tipo um jipe.

Mandou uma mensagem ao meu pai com uma foto.

O meu pai respondeu de volta com:

- Que maravilha!

A Alice acordou. Tomámos todos o pequeno almoço e diz o Pedro.

- Olha lá e se fossemos aqui ao lado com o carrinho?

- ?

- Sim, Joana. Íamos com o carrinho para o experimentar no alcatrão e podíamos filmar e eu enviava o vídeo ao teu pai.

- Não podes ir só tu?

- Tens de ir. Como é que queres que eu comande o carro e filme ao mesmo tempo? Não dá!

 

7h30.

Sai de casa Joana, grávida de oito meses. Pedro. E Alice. O Vasco não quis. A Gabriela muito menos!

Fazia frio.

Estava chuvoso.

Lá saímos nós para a rua paralela à nossa, uma rua sem saída rodeada de prédios. O Pedro escolheu este local porque praticamente não tem trânsito.

Se bem que às 7h30 de um sábado de janeiro. Muitos sítios não têm trânsito...TIPO! A minha casa!

 

O Pedro levava a miniatura aconchegada dentro do casaco. Antes que apanhasse frio e assim...

Pôs a miniatura no chão.

E começou a experimentar.

A Alice não achou graça nenhuma. E começou a choramingar.

 

O homem a telecomandar o carrinho.

A grávida de oito meses com uma criança ao colo e o homem a dizer:

- Vê lá se consegues filmar?

 

O homem a telecomandar o carrinho.

A grávida de oito meses com uma criança ao colo e com o telemóvel a filmar o carrinho e o homem a dizer:

- Consegues apanhar tudo?

 

O homem a telecomandar o carrinho.

A grávida de oito meses com uma criança ao colo e com o telemóvel a filmar. E pessoas atraídas pelo barulho do carrinho a espreitar pela janela. E o homem a dizer:

- Cuidado! Não cortes a imagem!

 

O homem a telecomandar o carrinho.

A grávida de oito meses com uma criança ao colo, com o telemóvel a filmar e começou a chover.

 

O homem apanhou o carrinho. E arrumou-o dentro do casaco. E disse:

- Que chatice! Esqueci-me do guarda-chuva! Não sei se dá para o teu pai se aperceber das potencialidades todas desta maravilha!

 

Sim porque.

O homem a telecomandar o carrinho.

A grávida de oito meses com uma criança ao colo, com o telemóvel a filmar e com um chapéu de chuva na mão....e um convite para fazer malabarismos no Cirque du Soleil.

Só para saberem o vídeo ficou impecável! 

 

Há dois anos no Quiosque!

Aquela vez que tive piolhos!

 

Há um ano no Quiosque!

O Vasco e toda a sua tralha!

 

Já seguem o Quiosque?

Instagram

Facebook

handmade life 

Bloglovin

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Joana Marques

    19.01.19

  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.