Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quiosque da Joana

09.08.18

por uma vida simples! #2

Joana Marques

Um dia, acordamos e mal reconhecemos o espaço onde vivemos!

Foi o que me aconteceu a mim.

O plano era ter uma vida simples. Uma vida leve. 

O plano não foi bem concretizado e à minha volta tinha tudo aquilo que precisava mas também o que não precisava.

Era preciso decidir. Escolher o caminho.

Eu escolhi destralhar e voltar ao plano inicial.

Demorou semanas e semanas. As semanas, deram lugar a meses.

 

1ª fase!

Foi preciso começar por algum lado.

Queria ter feito tudo num dia. Desisti.

Achei que conseguia numa semana. Também não consegui.

Consegui num mês. E não completamente....

No primeiro mês de destralhanço comecei pela roupa e companhia.

 

Comecei primeiramente pelas blusas, camisolas e casacos. Partes de cima.

Incrível a quantidade de roupa que comprava.

Uma camisola barata aqui.

Uma blusa baratinha ali.

A blusa baratinha era girinha mas quando chegava a casa não dava com nada do que tinha.

Então tinha de comprar a saia a condizer. Só que eu sou friorenta e em dias de frio a saia não dava jeito:

- Olha que calças tão giras que aqui estão.

Lembro-me que na altura só casacos de malha cinzentos idênticos tinha 7.

Coloquei tudo em cima da cama para ter noção das milhentas peças que tinha.

Todas as peças dessa estação passaram pelas minhas mãos.

 

O que é que eu fiz?

Criei três grupos.

1º grupo. As escolhidas.

2º grupo. Não tenho bem a certeza.

3º grupo. Não vos quero nem pintadas de verde e branco.

 

1º grupo. 

Escolhi as peças para usar durante essa estação. 

Entre casacos de malha. Blusas. Camisolas. Devo ter escolhido um total de 15 peças.

As que restaram. Arrumei numa caixa na arrecadação.

Nessa estação não as usei mas no ano seguinte fiz a troca. Parecia que tinha ido às compras!

 

2º grupo.

Guardei dentro de uma caixa durante 6 meses.

Como não precisei de nada, nem me lembrei de nenhuma das peças que lá estavam, dei a roupa.

 

3º grupo.

As que estavam estragadas deitei fora.

As que estavam em boas condições. Dei.

 

 

Depois de ter arrumado o assunto partes de cima.

Peguei nas calças. Saias e vestidos e fiz o mesmo.

A minha casa ficou logo mais leve.

Habituei-me a não comprar cores que não combinam com nada nem com ninguém. Aposto sempre nos básicos.

E ando sempre simples. E acho que ando bem....pelo menos eu gosto. É isso que interessa.

 

 

Depois de ter o roupeiro mais leve.

Dediquei-me à roupa interior.

Percebi que as minhas gavetas de interiores quase não abriam e quase não fechavam. Tal era a carga que tinham.

O que estava estragado deitei fora.

O que estava bom tirei da gaveta para escolher.

Numa semana, vamos supor que preciso de 7 pares de meias. Um pouco mais...

Posso ir correr, posso precisar até 10 pares. Mais do que isso não, porque entretanto vou lavando roupa. E no verão não preciso nem de metade mas....

....fiquei com 10 pares de meias na gaveta.

As restantes jazem numa caixa na arrecadação.

Sempre que umas meias se rompem é só dar um pulo à arrecadação e trazer umas novas.

Se por acaso passo por uma loja com preços em conta.

As chamadas oportunidades.

Compro.

Imaginemos que compro 4 pares.

Ou vão para a caixa que está na arrecadação.

Ou vão para a gaveta das meias e sai de lá a quantidade de pares que entraram. E volto a ter na gaveta 10 pares.

 

O mesmo se passa com a roupa interior.

Fiz a conta à quantidade que precisava numa semana. Deixei a mais uma ou outra peça e pronto.

 

A arrumação também sofreu alterações. 

Passei a ter as gavetas organizadas da forma que relatei neste post.

Em vez de estarem todas umas por cima das outras estão em mini secções criadas pelos separadores de feltro que fiz.

Ajuda muito. Quando abrimos a gaveta visualizamos logo as peças todas e não desarrumamos meio mundo quando deitamos a mão.

 

O passo seguinte. Sapatos.

Tenho muitos sapatos. Estão na arrecadação.

A cada estação passo pela arrecadação e escolho 4 pares. E são esses 4 pares que calço durante o verão. Ou o inverno.

É muito mais simples. A escolha é mais rápida no dia a dia. E mais fácil, também.

 

Malas. Não tenho tantas como sapatos mas o processo escolhido foi o mesmo.

Escolhi 2 malas. E o resto descansa em paz na arrecadação até nova ordem.

Na estação seguinte troco  e parece que fui às compras. Só que não.

Às vezes estragam-se e deito fora. Claro.

Às vezes preciso mesmo de comprar uma mala nova. É a vida.

 

Acessórios. Tinha tantos. Podia ter aberto uma banca na feira de Carcavelos.

Não o fiz.

Relógio tenho apenas um, que uso. Os outros estão na arrecadação.

Quando troco a roupa da estação, troco de relógio, se me apetecer.

Tal como faço com os outros acessórios.

Uso um fio que a minha avó Maria me deu.

Tenho 3 ou 4 pares de brincos, porque às vezes apetece.

Tenho 3 ou 4 pulseiras. Porque sim.

Cintos tenho um ou dois. Depende da roupa que escolhi para essa estação.

 

Neste momento compro muito pouca roupa.

A minha arrecadação que inicialmente estava cheia de caixas tem ao longo do tempo ficado mais aliviada, também.

Tudo tem um tempo de vida e a roupa não é excepção.

Tento sempre aproveitar até ao fim ou dar uma nova vida às peças. Como relatei aqui neste post.

Como compro pouco, quando compro opto por comprar um pouco melhor mas sempre com cabeça.

Não é fácil. Muitas vezes fico com um nó na garganta por não comprar a peça. Mas....

.....não quero nunca mais fugir ao meu plano inicial.

Porque a tentação é grande deixei de seguir no facebook, no instagram e os blogs de pessoas que me aliciavam com peças.

- Olha tão gira que eu estou. Compra igual! Compra igual!

Não comprava...tenho alguma força de vontade! Mas às vezes ficava com alguma ansiedade ou até remorso...

- Porque é que és assim, Joana! Porquê! Porque não és como as pessoas normais...

Voltar ao caos que já vivi, nem pensar. Por isso nunca claudiquei...

 

A Alice também já vive assim. Porque eu quero!

Os avós, os tios e os amigos é que me têm dado cabo do esquema.

- É só uma boneca para a menina.

E a menina já tem mais bonecas que o razoável.

No quarto só tem duas. Quando se estragarem fazemos a troca.

Se não precisar de as trocar, um dia serão dadas a alguém que lhes dê uso.

 

Neste momento estou a ensinar o Pedro a fazer o mesmo.

Não sou ditadora. Não o obrigo a mudar.

Só lhe mostro, com o meu exemplo, que é muito bom estar pronta em 5 minutos.

O tempo que poupo pode ser empregue em tanta coisa melhor!

 

Só há uma coisa que ainda não tive coragem de destralhar...o frango assado do Vasco! 

 

 

O primeiro post desta série, está aqui.

 

 

 

 

Há dois anos no Quiosque!

Foi destaque no sapo.

Até essa altura nunca tinha tido tantas visualizações. Tive mesmo muitas.

É um dos posts mais lidos de sempre no blog.

Todos os dias é lido sobretudo no Brasil (não sei bem porquê...alguma partilha feita, talvez!)

Chama-se desabafos de uma mulher solteira e é sobre a minha solteirice crónica da época. 

Mal eu sabia...que um dia iria ao médico...e pimba!

 

 

Há um ano no Quiosque!

O melhor ovo kinder...não é bem um ovo kinder!

 

 

 

Instagram

Facebook

handmade life

Bloglovin

 

24 comentários

Comentar post

Joana Marques

foto do autor

Sigam-me

contador de acesso grátis

Links

Grupo no Facebook de Partilha handmade! 💝

As histórias do cão! 🐶

Tricot 🌺

Crochet 🌻

Receitas 🍳🥦🥧

Planear ⌚📅 📊

Comentários recentes

  • Joana Marques

    Por enquanto está tudo a correr bem.......

  • Joana Marques

    eu sei andar de patins e gosto......mas também já ...

  • Anita

    Essa miuda é o máximo beijinhos

  • Bruxa Mimi

    Eu tenho 45 anos e... adivinhaste: não sei andar d...

  • Bruxa Mimi

    Que tudo continue a correr bem...Post de há 2 anos...

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D