Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quiosque da Joana

Quiosque da Joana

responderei! Se estiver online...

30.12.18, Joana Marques

2019. Está à porta.

A primeira resolução para 2019 é só ter uma resolução.

No ano passado tinha 10!

Este ano achei que não fazia sentido.

Isto porque não vale a pena pôr coisas e loisas sabendo de antemão que as vou cumprir. Nunca defino objetivos impossíveis de atingir. Mas também não coloco resoluções que à partida já estão conquistadas.

Só me estaria a enganar a mim própria.

Por exemplo: exercício físico. No ano passado fez sentido porque tinha uma fratura recente na perna.

Este ano não.

Estarei grávida até Fevereiro/Março.

Mas logo que desovar tenho a certeza que começarei a fazer exercício físico.

Nem que dê 100 voltas por dia ao quintal no intervalo das refeição de Sodona Mariana! 

 

Outro exemplo: alimentação.

Está mais do que conquistado!

Não preciso de nenhuma resolução a este respeito.

Não estou a ver a nossa alimentação descambar.

Simplesmente, não é possível. Se estamos melhor assim, porque raio é que vamos estragar?!

 

 

A chegada da Alice mais ou menos há um ano. Fez-me pensar. No tipo de mãe que queria ser.

E na infância que lhe queria proporcionar.

Eu tive uma infância tão boa. É óbvio que os tempos mudaram e nunca foi minha intenção educar a Alice como se tivesse nos anos 80. O mundo mudou. E eu tenho de a preparar para ser uma cidadã do século XXI.

Mas...

...sem ter nada contra quem o faz.

Não queria ver a minha miúda pendurada a uma televisão.

A um tablet.

Ou a um telemóvel.

Foi uma opção minha. Assumida. 

É claro que a Alice já viu televisão. Quando vai a casa de outras pessoas normalmente a televisão está ligada.

Em casa dos meus pais. Dos meus sogros. Dos meus irmãos. 

Sem stress. Funciona mais ou menos como a alimentação. Aqui em casa come sempre bem e saudável. Fora de casa é natural que lhe ofereçam coisas que me fazem ficar à beira de um ataque de ansiedade. Nunca digo nada. Deixo-a experimentar. Porque um dia a escolha vai ter mesmo de ser dela.

Voltanto à televisão. 

Aqui em casa. Não vê. Quando fizer 2 anos vou liberar. Um bocadinho. Só um bocadinho.

 

Com isto quero que ela aprenda a brincar. A puxar pela imaginação. Tal como eu fiz quando tinha a idade dela.

É engraçado ver como ela brinca.

Já gosta de pintar.

Gosta de correr e rebolar.

Brinca muito com o Vasco e agora também com a Gabriela.

Gosta muito de brincar com bonecas. E na cozinha dela.

Gosta muito de uma pista de carrinhos que o meu sobrinho lhe deu. 

Nunca, neste último ano que passou achei que a televisão lhe estivesse a fazer falta. 

 

Quanto ao resto.

Não tenho tablet nem ipad (foi comido pelo Vasco).

Em relação ao telemóvel tem sido mais complicado. O Pedro tem de estar sempre contactável.

Quando chega a casa deixa o telemóvel em cima do móvel que temos aqui na entrada e só se lembra dele quando toca.

Tive sorte.

Até nisto tive sorte.

Adoro que ele seja assim, pouco tecnológico.

É tão mau quando estamos a falar com alguém e esse alguém responde com meias palavras enquanto faz like a um donuts recheado.

Também não o faço. Quando estou com o Pedro estou com o Pedro. Mas...

...quando ele não está. Tenho uma atitude diferente do Pedro.

Sou muito mais viciada que ele.

Quando estou com a Alice evito usar. Mas se ela está a brincar. A dormir.

Ou em momentos em que estou sozinha. Uso e abuso. Não é fácil abdicar dele. 

 

É o instagram que adoro.

Dou uma olhadela no facebook.

E no blog.

Os comentários do blog. Aprovo. Comento.

Vejo os mail's.

Leio os posts que por aqui vão sendo publicados. Vejo as reações. 

Não deixo de fazer nada por causa do telemóvel. Ou será que deixo?

Será que não seria um pouco mais produtiva se desligasse de vez em quando?

É isso que vou saber este ano.

A minha resolução para 2019.

É ficar offline 65 dias. Não são seguidos...ou corto já os pulsos. Sim, estou viciada a este ponto!

São intercalados. Como me der mais jeito.

 

Confesso que estou um bocado apreensiva.

Mas é óbvio que não jogo para perder.

Vou dar tudo o que tenho! E o que não tenho. Para daqui a um ano mostrar o sucesso.

Ou não. Desta resolução. 

 

Para monitorizar esta minha resolução fiz esta tabela. É a minha check list!

Vai ajudar-me a não falhar. Vou imprimi-la. E coloca-la no quadro de cortiça que está no meu escritório.

 

Daqui a um ano!

Perguntem-me!

Se consegui!

 

responderei! Se estiver online...

 

Há um ano no Quiosque!

Não tenhamos pressa.

 

Já seguem o Quiosque?

Instagram

Facebook

handmade life

Bloglovin

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.