Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quiosque da Joana

Quiosque da Joana

a rir-se. Desta família de loucos..

19.04.18, Joana Marques
A Julieta apareceu na minha vida. Desta forma. Nitidamente tinha tido um dono ou uma dona antes. Não sabemos se fugiu ou se foi abandonada. Sabemos que estava doente. O veterinário disse-me que provavelmente a tinham abandonado quando descobriram que estava doente. Nunca o saberemos. Se foi assim ou não..   Não havia muito a fazer, segundo o veterinário. Não quis que acabasse os últimos dias numa (...)

passei-lhe a batata quente...

06.03.18, Joana Marques
A minha amiga Maria tem um cão. Comprou-o depois de um divórcio complicado. Na altura, fazia voluntariado num canil. No canil, de onde veio o Vasco. Ainda lhe disse para visitar o canil. E escolher um... Não, não e não. Queria um cão muito giro que tinha visto numa loja de um centro comercial. Três dígitos de euros depois. Comprou o cão. Um minorquinha. De uma raça qualquer. Com um pedigree a estoirar lá para infinito. Não sei se foi pelo divórcio. Ou não. Este cão foi (...)

Julieta

23.02.18, Joana Marques
Tudo começou com a minha vinda para Portugal. Estava eu com a perna partida. Em casa. E com dores. Recebo um telefonema do Sr. Ludovino. - Joana, um gato, anda a rondar o nosso prédio. - ? Percebi um gato. Mas pelo tom de voz. E pela gravidade desse tom de voz deveria ter percebido. - Joana, um tigre, anda a rondar o nosso prédio. Ou - Joana, um leão, anda a rondar o nosso prédio. Ou ainda. - Joana, um crocodilo, anda a rondar o nosso prédio. Mas não. Era um gato! Ficámos por aqui. (...)