Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quiosque da Joana

Quiosque da Joana

pão!

24.02.19, Joana Marques
Tenho a mania de experimentar.  Trocar ingredientes. Substituir. Acrescentar. Cheguei a este pão.  É uma maravilha.  Por aqui optámos por não pôr sal mas quem gostar pode acrescentar. Aqui fica a receita! Espero que gostem! 

rituais..

03.02.18, Joana Marques
Quinta feira. Numa tigela junto uma saqueta de fermento, 200 g de farinha de trigo biológico integral e água morna. Deixo fermentar durante 24 horas.   Sexta feira. Junto 250 g de farinha de trigo biológico e integral, 50 g de farinha de coco, o fermentado da quinta feira. Vou acrescentando água morna. Amasso como nunca amassei nada na vida. Sovo a massa como se me quisesse vingar de alguém. Ponho a massa a descansar durante uma hora. Depois dessa hora. Volto a amassar. E a sovar. E (...)

o tempo. Passa a correr...

06.07.17, Joana Marques
5h30 da manhã. Toca o despertador. O meu. Especial. Já estava acordada desde a 5h. Mas não quis fazer-lhe essa desfeita. Não sei se o engano. Acho que não o engano. Ele já sabia que eu estava acordada. Saio de casa e vou correr. Regresso às 6h30. Entro no duche. Canto uma música que não me sai da cabeça. Visto a roupa de trazer por casa. Se vestir a roupa a sério. Vou-me sujar.. Cheia de fome.   Bato um ovo. Junto-lhe 2 colheres de sopa de kefir. E duas colheres de sopa (...)

farinhas. Todas diferentes, todas iguais!

07.03.17, Joana Marques
Quando começamos a fazer pão em casa começamos por usar a farinha mais normal possível. Trigo, tipo 65! Experimentamos umas vezes. Os ventos sopram de feição!   Arriscamos mais um pouco! Juntamos trigo tipo 65 e um pouco de trigo tipo 55. Corre bem. O pão é muito saboroso.   É hora de arriscar. Centeio... E o pão ganha uma nova vida. Quentinho! Ui!  Com manteiga de amêndoa e banana. Como diria o meu amigo Zé, é do Catano.   Hora de inovar. Quinoa, Alfarroba, Banana! Sim, (...)

a primeira vez! Que fiz pão....#2

31.01.17, Joana Marques
Estou pronta! Hoje faço pão... Cheguei a casa um dia e comecei por fazer uma pré-fermentação. A minha avó Maria chamava-lhe crescente. Evita que o pão leve tanto fermento. Nesse dia à noite fiz a mistura mágica. 200g de farinha. 3 g de fermento. 200 ml de água quente. E sal. Mal eu sabia que o meu pão estava morto à partida. A água não deve ser quente, deve ser morna. E o sal nunca se mistura com o fermento. Sem saber matei o meu pão duas vezes.   No dia seguinte, chego do (...)

a primeira vez! Que fiz pão....

30.01.17, Joana Marques
Depois de ter descoberto que a minha vida alimentar ia mudar. De ter estado cerca de um ano sem tocar em pão e noutras iguarias. De ter passado fome, muita fome. Decidi que tinha de mudar alguma coisa. Não podia passar o resto da vida doente mas também não podia passar o resto da vida com fome. Comecei a aprender a cozinhar de forma diferente. E a adaptar-me a novos sabores.   Voltei a (...)