Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quiosque da Joana

Quiosque da Joana

alguns sonhos nunca se realizam...

Ainda bem!

21.09.19, Joana Marques
Era uma vez uma miúda. Mimada. Parva. E com a mania. 7, 8...9 anos de arrogância. Eu! Dizia à boca cheia sempre que era contrariada. Gritava! Muitas vezes gritava! - EU QUERO SER INDEPENDENTE. O meu pai. Paciente. Muito paciente.  Dizia-me: - Joana, espero que nunca realizes esse sonho!  Eu olhava para ele e pedia-lhe explicações. Era assim que ele me quebrava. Com conversas. A maioria das vezes demoravam horas... Argumentos de um lado. Argumentos do outro. No fim eu não ficava (...)

é preciso uma aldeia...

12.09.19, Joana Marques
De Alentejos diferentes. Um mais para norte outro mais para sul. De Alentejos iguais. Porque o norte e o sul fazem muito pouca diferença quando é o amor que está em jogo. Os meus sogros.    Começaram por morar em Odivelas mal acabaram de casar. Uma casa do tamanho de uma noz, segundo a minha sogra. Uns anos depois mudaram-se para o Montijo e nunca mais saíram de lá. Primeiro numa (...)

entre 14h e as 18h....

09.09.19, Joana Marques
No mês passado passámos uns dias no Alentejo. O tempo foi passado sobretudo em casa com umas descidas aqui e ali. Uns passeios. Umas saídas.  Um dia descemos até à civilização e encontrei uma amiga de infância. A Alda. Apresentei a Alda ao Pedro. E apresentei o Pedro, a Alice e a Mariana à Alda. A Alda é um pouco mais velha que eu. Alentejana. Nascida e criada. Já não a via... ...nem sei.   Fiquei estupefacta! Esta é a expressão certa! Quando me disse que a filha ia casar...

O que há dentro da despensa de uma família vegetariana...

08.09.19, Joana Marques
Foi-me pedido através do instagram do Quiosque uma espécie de lista de ingredientes que façam parte da nossa despensa aqui de casa. Dizer que somos 95% vegetarianos. Só não somos vegetarianos fora de casa porque não nos parece muito bem rejeitar refeições que foram preparadas para nós e em casas onde somos convidados.   Estes são os indispensáveis. Os que temos sempre. Ou quase... Os que nunca (...)

quando o feitiço se vira contra o feiticeiro...

05.09.19, Joana Marques
Já não trabalho como deve ser desde que a Mariana nasceu. Eu fiquei de licença. O Pedro também. O Pedro teve aquela proposta para a África do Sul e fomos todos. Enquanto lá estivemos a vida foi correndo levemente. Não fosse a ansiedade que é viajar com dois cães e duas crianças pequenas e tínhamos tido uma estadia zero...stress. Por lá a vida de médico é uma vida santa. Os horários são escolhidos. O Pedro escolheu não fazer noites, por exemplo. Voltámos. O Pedro estava (...)

ser do Sporting...

(o regresso às origens)

03.09.19, Joana Marques
Em 1960, na Universidade de Stanford foi feito um estudo por Walter Mischel. Este investigador testou a capacidade de adiar algo gratificante e relacionou-o com o sucesso na sua vida adulta.   A pesquisa era simples. Deixavam uma criança sozinha com um doce e diziam-lhe para não o comer. Se não comesse o doce teria de seguida uma recompensa. Algumas crianças esperaram e resistiram à tentação, outras nem por isso. Algo semelhante a

harmonia familiar

(a minha família)

31.08.19, Joana Marques
O Pedro foi às compras de manhã. Eu fiquei com os miúdos cá de casa. Tínhamos feito uma lista porque já se sabe! Ir às compras pode ser um risco. Trazer tudo o que não faz falta e por outro lado esquecer o que precisamos. É óbvio que se virmos alguma coisa que nos chame à atenção e seja uma boa aquisição. Não dizemos que não. O Pedro foi às compras e os olhos bateram nuns cogumelos.

eu já não estava na cama!!! 

Vasco

26.08.19, Joana Marques
Visto de fora somos um casal. Visto de dentro somos um casal mais um. Como casal partilhamos a cama. Mas... ....há sempre mais alguém. O Vasco!   Adormecemos. Os dois. O casal. Temos a certeza absoluta que não está mais ninguém no quarto. O Pedro, às vezes ainda sai do quarto. Para ver. Para ter a certeza! - Está na sala, no sofá. Está a dormir.   Eu sei que durante a madrugada. Não sei quando. Não sei a que horas. Só sei que ele vai entrar no nosso quarto. E ficar por lá. S (...)

mosquitos. Ajudem-me!!

Joana a um passo de chernobylizar a casa....

25.08.19, Joana Marques
Desde que tenho casa que acontece de quando em vez. Mosquitos. Aparecem. Um aqui. Outro ali.  Normalmente na cozinha. Traulitada de um lado. Traulitada do outro. E as criaturas demoníacas lá desaparecem. Quando aparece o primeiro começo por tirar tudo o que ache que na óptica de um mosquito possa ser apetitoso. Fruta, por exemplo. Vai directamente para o frigorífico. E o mosquito que se amanhe de outra maneira.   Pois, dizer que por aqui de ontem para hoje aconteceu um (...)

alentejanar

23.08.19, Joana Marques
Um ano inteiro. À espera. De Alentejanar.  Temos figos. Pêssegos.  E uvas.  Voltamos do pomar carregados de perdições. Ui! E as outras tentações? Por trás da capela apanhamos amoras. Comemos com as mãos.  Andamos descalços. Dormimos onde calha. Estamos morenos. Ou sujos? Por aqui não há amarujos.   As miúdas. Os cães.  Brincam ao faz de conta. Eu e o Pedro. Não! Isto não é ficção. É a nossa vida real. Da qual não abrimos mão.   Um ano inteiro.

o aborrecimento do shouu Lolel!

(Alice)

22.08.19, Joana Marques
A Alice fala que se desunha. Não deve ser caso único, pelo contrário mas para mim, mãe de primeira viagem é sempre uma delicia perceber que aprendeu mais qualquer coisa. Em alguns casos (muitos!) não diz as palavras de forma correta mas... ....daquela boca saem expressões, frases que são autenticas pérolas. Saem quando menos se espera e normalmente são adequadas ao contexto... Algumas até conseguimos perceber porque ela ouve aqui por casa.  Desde que liberámos a televisão (...)

o mistério da planta falecida...

12.08.19, Joana Marques
Era uma vez um rapazinho da cidade chamado Pedro! Nascido em Lisboa. Mas criado no Montijo... ..podia ter aproveitado de alguma forma as brincadeiras de rua ou a ruralidade por terras Alentejanas onde viviam os seus avós. Não! Pedro tinha outro tipo de preferências. Gostava de carrinhos telecomandados. Dinossauros. Achava alguma piada ao esqueleto humano tendo inclusive feito uma colecção qualquer onde em vez de cromos comprava todas as semanas uma réplica de um osso humano, para (...)

Joana responde a Manuel Rodrigues...

05.08.19, Joana Marques
Estava eu. Em casa. Tentando digerir o indigerível. Quando me deparo com um elefante no centro da sala. Um mail, para ser mais rigorosa. Preparados? Apertem os cintos... Então não escreves nada?    Não, não estava a pensar escrever. Embora este blog tenha posts que fazem chorar a calçada portuguesa em uníssono, normalmente gosto de passar uma mensagem positiva e optimista. Como podes perceber hoje não é o dia ideal para tal mas vou tentar.....   Calada? Nunca. É mais forte (...)

a moeda de troca...

08.07.19, Joana Marques
A Alice adora animais. Dos mais vulgares aos mais estranhos, tudo o que vem à rede é peixe e todos recebem uma atenção especial da miúda. Vou-lhe dizendo que não deve andar a distribuir festas a todos. Alguns não gostam muito. Por exemplo alguns lagartos estranhos que aparecem por aqui.  Aranhas. Escaravelhos de todas as raças. Os gatos também têm a sua palavra a dizer no que diz respeito às festas. Explico-lhe que o Vasco e a Gabi vivem connosco e são nossos amigos mas os (...)

aqui há gato!

04.07.19, Joana Marques
Primeiro disse-me que não acreditava neste tipo de crença. - Pode ser Luísa ou não! Essa coisa dos pressentimentos não existe... Conversa do Pedro logo, logo quando descobrimos que estava grávida e eu lhe disse garantidamente que ia ser uma Luísa. Mas... ....não sei se é para me deixar os nervos em franja. Mudou! Agora diz que também ele tem um pressentimento. É rapaz. - Não é! Não é! Estás errado. É uma miúda! Tenho a certeza. - Tem paciência mas é um João...