Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Kiosk da Joana

Kiosk da Joana

Pergunta!

05.04.19, Joana Marques
O Vasco é conhecido aqui na rua como: "aquele cão que engravidou a cadela do João". Algumas pessoas olham para ele de lado outras acham-lhe graça. Uma vizinha aqui da rua gosta tanto do bicho que lhe dá comida.   A dona Arminda tinha um cão que morreu. Quando os filhotes do Vasco nasceram ainda os foi visitar mas percebeu que iam ficar muito grandes e desistiu. Como ainda tinha biscoitos do cão dela começou a dá-los ao Vasco sempre que passava aqui pela nossa casa. Chamava o (...)

o gadget que todas as mães precisam....

22.03.19, Joana Marques
A Mariana é uma calmaria. Durante a primeira semana achei que a miúda ainda não tinha dado conta que tinha nascido. Agora já conseguimos ver os olhos da miúda mais vezes abertos. Contempla tudo o que está à volta. Com um ar meio confuso.  Como eu te entendo miúda! Por aqui é tudo uma grande confusão! Dorme mais ou menos 5 horas seguidinhas durante a noite. De dia parece-me que também se ficava durante um bom tempo mas nós costumamos servir-lhe a refeição de duas em duas (...)

um lamento. Um queixume. E uma reclamação..

04.01.19, Joana Marques
Eu sou a pessoa mais friorenta que alguma vez viveu no planeta Terra. Pés gelados. Mãos geladas. Nariz congelado. Assim sou eu. Joana Marques. E não digam que também são. Algum de vocês dorme no verão de meias e com edredão nível 5? Pois, eu durmo!   O Pedro é exatamente o oposto! Ainda hoje de manhã andou por aqui no quintal vestido de forma primaveril. Bebeu o café cá fora como se estivessem 40 graus à sombra. E eu estou grávida não bebo café. Só por isso é que não (...)

as crianças e os cães. As vantagens!

19.11.18, Joana Marques
Dizem os especialistas que as vantagens são muitas. Desde a saúde física à mental. Da saúde física não posso falar. A Alice nunca esteve doente. Não sei se o Vasco terá alguma responsabilidade nisso. Neste ponto, aponto mais para o facto de a Alice ainda não estar num infantário e a alimentação que faz. Mesmo que não tenha nada a ver com a saúde física no resto, só vejo praticamente vantagens. Tantas. Que as desvantagens ficam perdidas e nem têm espaço neste post!     Afetividade (...)

o desaparecimento...

16.11.18, Joana Marques
O veterinário do Vasco tem estado a acompanhar a mãe dos filhos do Vasco. E também os próprios filhos. Esteve presente logo a seguir ao parto. Porque a cadela é muito autónoma e não precisou cá de grandes coisas para parir. E.. ..ontem, apareceu para fazer uma avaliação da mãe e dos pequenotes. Como ainda não conhecia a nossa casa combinei com ele. Logo que se despachasse, passava aqui por casa. Ele disse que sim. E mais ou menos pelas 17h apareceu. O Vasco mal pressentiu o (...)

Ironias desta vida. E como a vida é injusta.

11.11.18, Joana Marques
Domingo. A moça gira e fofa encontra-se descontraída em sua casa. De repente, ele aparece. Um moço. Charmoso. Giro. De sorriso fácil. As pernas tremem. O moço é irresistível. Pumba. Catrapumba. A moça fica grávida.   A moça passa de gira e bem proporcionada. Para a fase: Gina, a mamalhuda. O peso aumenta. O corpo incha. Os enjoos. Os fanicos. Os desmaios. A fome capaz de roubar um campo imenso de legumes, se for vegan. Ou um talho cheio de carne biológica, se for paleo. O sono.

toma lá beijinho....Joana!

25.10.18, Joana Marques
O Pedro esteve de folga. Nos dias de folga dele fingimos que é sábado e a Alice fica connosco. Mas hoje não.. ...de manhã foi para casa dos meus pais. Tínhamos que encaixotar coisas. E mais coisas. E ainda mais coisas. Pegar em tudo e deixar na casa nova.   Depois de concluída a tarefa.  Passamos pelo Oeiras Parque. Entretanto ligou-me uma amiga minha, a Ana (que já escreveu aqui no blog!). Tinha umas (...)

Hoje. E todos os dias...

04.10.18, Joana Marques
Vou escrever sobre o meu melhor amigo.      É generoso. Bom companheiro. Preguiçoso.    Tem uma gula do tamanho da Austrália.  E os seus princípios são do tamanho da ilha do Corvo.   Tem 5 anos mas parece que só cresceu em tamanho. Às vezes faz birras. É teimoso, teimoso, teimoso. É uma ternura! Tem um coração enorme. É hipocondríaco. É persistente. Atirou uma bomba ao destino. E por isso ainda está vivo. Não desistiu à sentença de morte que lhe deram nos (...)

Joana e Pedro. Os preferidos do bairro....

10.09.18, Joana Marques
Anunciámos à família e aos nossos amigos que íamos mudar de casa. Repetimos vezes sem conta e até à exaustão porquê. Na sexta-feira recebemos alguns amigos aqui em casa. Jantaram cá. Dona Alice colaborou e às 19h30 já dormia. Ferrada. Até ao dia seguinte. Tínhamos marcado para as 21h. A essa hora e com a ajuda preciosa desta filha dorminhoca, estava tudo pronto. Tínhamos combinado deixar a porta da garagem aberta para poderem entrar sem terem de tocar à campainha. Subia (...)

Não desperdice esta oportunidade!

06.08.18, Joana Marques
Antes de casarmos, eu e o Pedro fomos convidados para jantar em casa de um colega dele. Em Maio, acho eu...   Eu já o conhecia do hospital. A ele é à mulher, ele é médico e ela enfermeira. Para mim os jantares fora terminaram desde que tenho a Alice. Este foi uma exceção. Porque insistiram muito. Porque é um dos melhores amigos do Pedro desde o tempo da faculdade. Nessa noite a Alice ficou em casa dos meus pais.  Achei que era mais estável para ela. No dia seguinte fui busca-la (...)

guardem segredo. E deitem a chave fora!

02.08.18, Joana Marques
Ontem, quarta feira, dia do Pedro operar. Entrou às 8h da manhã, deveria sair às 16h mas nunca sai. Nos dias em que opera pior. De manhã deixou a Alice em casa dos meus pais.   Comecei a trabalhar cedo. Antes das 8h. O dia rendeu muito. Parei para almoçar e adiantar algumas coisas.  Trabalhar em casa é muito bom.  Voltei ao trabalho e mais ou menos às 16h parei. Fui buscar a Alice. O cão fez-se convidado. Foi comigo. Chegámos ainda a Alice dormia a sesta da tarde. Fiquei à (...)

o Vasco sabe...

25.07.18, Joana Marques
O Vasco sempre foi doido varrido. O início de vida difícil deve ter deixado algum parafuso meio solto. E quando menos se espera.... É o primeiro cão que tenho e por isso não tenho como comparar. Os meus avós do Alentejo tinham um mas nunca me lembro de ele ser como o Vasco.   Por ser lindo de morrer. Pelo início de vida. Sempre foi um cão muito mimado. Quando está com muita gente e muita gente tenta fazer-lhe festas. Fica tímido. E esconde-se atrás de mim... Uma (...)

mistério resolvido!

26.06.18, Joana Marques
Continuamos no Alentejo. A saborear a vida boa. Desde que fiquei com a casa e com o terreno à volta decidi aproveitar a terra. Ainda antes de conhecer o Pedro já eu andava a investigar, a perguntar e a tentar aprender algo que me permitisse rentabilizar (minimamente) a terra.   Quem foram as primeiras vitimas? As cenouras. Comprei sementes de cenoura. Passei cá um fim de semana. Espalhei as sementes. E (...)

Pedro, bem-vindo à minha família!

21.06.18, Joana Marques
O dia do casamento passou a correr. Quase não dei conta. Tenho uma ideia que casei mas parece um sonho qualquer que tive durante a noite. Terminou, domingo, pelas duas e tal da manhã.   Foi à hora que eu e o Pedro saímos rumo a Lisboa. Ficámos em casa do Pedro. Daí a umas horas estávamos a apanhar o avião para Cabo-Verde.   Cabo-Verde é Cabo-Verde.  Joana e Pedro. Pedro e Joana. Fomos muito felizes em Cabo-Verde. Ponderámos ficar lá para sempre. Numa barraquinha na praia.  A (...)