Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quiosque da Joana

Quiosque da Joana

1ª divisão. Definitivamente...

06.12.17, Joana Marques
No seguimento deste post. Acho que a primeira divisão está garantida. Falta-me voar. Mas com o tempo chego lá! Na vida de uma tricotadeira, tricotar uma camisola é um passo muito importante. O nosso sonho é tricotar todas as malhas que vestimos. A nossa maior ambição é tricotar todas as malhas vestidas por nós, pela família, vizinhos e amigos. Este é um super passo.   Já terminei a (...)

primeira divisão...

14.11.17, Joana Marques
Foi mais ou menos por esta altura, em 2012 que decidi aprender tricot. Comentei com várias amigas minhas, mas só a Ana ficou entusiasmada com a ideia. Decidimos aprender juntas. Na minha casa ou na dela. Assistimos a vídeos. Seguimos tutoriais. Começámos por tricotar cachecóis. A peça mais maçadora de sempre.   Cheios de erros. Malhas trocadas e buracos. Assim ficaram os cachecóis. Um pior que o outro. As agulhas tinham sido compradas numa loja dos chineses. Eram demasiado (...)

apoia esta ideia. Oferece este pin..

10.11.17, Joana Marques
É do conhecimento geral que os incêndios do mês passado afetaram de forma violenta a criação de gado da Serra da Estrela. Perderam-se cerca de 10000 animais. Foram destruídas as suas pastagens. Estábulos. E outras infraestruturas ligadas a este sector. Se comprarmos este pin estamos a ajudar o sector agro-pastoril. Pode ser adquirido por 10€. Online. Ou então na (...)

Fazes tu? Porque não compras??

28.10.17, Joana Marques
Estas são as perguntas que mais ouço. Sou viciada em fazer tricot. E sou uma aprendiz no crochet. Também viciada. Cada vez mais. Este meu gosto deve ter a ver com a hiperatividade que nasceu comigo. Estar à espera do autocarro, de uma reunião ou de uma consulta sem estar a fazer nada. Não é para mim. É claro que atualmente os telemóveis dão-nos sempre que fazer. Há sempre um cem números de coisas para ver. E para espreitar. Mesmo assim, prefiro sempre as minhas agulhas. E é (...)

tricotar um xaile. Com esquema...

31.08.17, Joana Marques
Aprendi a tricotar juntamente com uma amiga minha, a Ana. Nenhuma de nós sabia. E um dia decidimos que queríamos aprender. Em minha casa ou na dela começámos por ver revistas. A perceber que não conseguíamos aprender por aí. Tudo muito complicado para quem não sabe, nada!   Entrámos no universo dos vídeos do youtube. Só fazíamos peças simples. Ás vezes nem eram peças. Depois, com o tempo. E sabendo que já não passaríamos vergonha começámos a frequentar workshops. (...)

o vestido manchado...

23.08.17, Joana Marques
Há uns meses entrei numa Zara, em Barcelona. E vi um vestido. Adorei o vestido. Azul. Bom corte. Tecido de qualidade. Nem pensei duas vezes. Peguei nele. É meu. Ou melhor, é para a minha sobrinha.   Antes de pagar o vestido. Olhei mais uma vez. E com olhos de amor. Achei que o vestido me ficava mesmo bem a mim. Estava na minha mão um vestido para 12 anos. Para mim seria pequeno. Saí da fila. E voltei para perto dos vestidos. Não havia para 13/14 anos. É o meu número na Zara Kids. Vo (...)

terminado!

23.07.17, Joana Marques
Dizia eu neste post que não gostava muito de trabalhados. Não há regra sem excepção e gostei deste. É um trabalhado discreto.   Usei o fio woolyboo da rosários 4. Cor 11. Agulhas de tricot número 5. Este fio é composto por 50% de algodão, 35% de bambú e 15% lã. É muito macio. Muito fácil de trabalhar.   Foi o primeiro esquema idealizado por mim. E o resultado final (...)

tricotar um xaile. Passo a passo!

20.07.17, Joana Marques
Adoro tricotar xailes. Usá-los já é outra conversa. Depois de já ter tricotado muitos xailes diferentes. Cheguei ao meu xaile preferido. Não de tricotar. Mas de usar.   Xailes muito trabalhados. Gosto de os tricotar, apenas. Usar, não consigo. Acabo por desmanchá-los ou oferecer-los a alguém.   Xailes simétricos. Que sejam um triângulo perfeito. Tricoto-os sem problemas. São xailes que se iniciam no centro e se vão acrescentando pontos em todas as voltas. Não gosto de (...)

a importância de bloquear. Bem!

11.07.17, Joana Marques
Quando decidi aprender a tricotar comecei por assistir a um número infinito de vídeos no youtube. Aprendi ao mesmo tempo que uma amiga. E íamos trocando ideias e aprendendo uma com a outra. Quando achei que já não fazia muito má figura. Comecei a frequentar Workshops. O primeiro workshop que fiz foi a aprender a tricotar um casaco. Como um workshop tem tempo muito limitado era um casaco de bebé. Mesmo estando lá uma tarde inteira, nem cheguei a metade do casaquinho. Trouxe (...)

vamos tricotar? Aos domingos...

11.06.17, Joana Marques
Tricotar não é só uma atividade para fazer no inverno, embrulhada numa manta, a ver televisão, no aconchego do sofá. Já experimentaram fazê-lo numa esplanada. Num jardim. Num parque. Ou na praia. É relaxante. E os níveis de satisfação são elevados. Usar uma peça feita por nós. Numa cor escolhida por nós. Tem outro sabor!     Este é um projeto de domingo. Para tricotar aos domingos. Só aos domingos.   Deixo aqui, um esquema muito fácil de tricotar. E com um efeito (...)

duas varinhas. Mágicas....

07.06.17, Joana Marques
  Estas são as minhas agulhas preferidas. São agulhas de bambu. 3,5. Clover. A marca pouco interessa mas sendo da marca Clover sei que foram fabricadas no Japão.   Estas agulhas são especiais. Foram as minhas primeiras agulhas. Há uns anos atrás quando decidi aprender a tricotar, depois de um almoço de domingo, perguntei à minha mãe se tinha agulhas de tricot. - Sou capaz de ter. Não tinha. Já tinha tido mas como nunca tricotou, devem ter acabado no lixo.   À (...)

porque um só é pouco....

02.04.17, Joana Marques
Já tinha ouvido falar mas nunca os tinha visto. Bobbel Cotton. Tem 800 metros de comprimento. O que é bom porque com um só podemos tricotar uma peça inteira. A peça final pode ser lavada na máquina. É composto por 4 fios fininhos que formam um só. Só que estes 4 fios vão mudando de cor. E por isso faz trabalhos únicos e lindíssimos. Comecei a tricotar um xaile assimétrico. Levezinho para o Verão. Parece-me que aqui em Oslo todos os aconchegos são bem-vindos! Comecei (...)

tricotar não é para meninos....

19.11.16, Joana Marques
 (homens a tricotar em público, Flórida 1918)    (Um marinheiro italiano no início da Segunda Guerra Mundial)  (trabalhador de uma fábrica, 1951)      (1880)  (taxista inglês, 1940, a tricotar entre viagens)  (rapazes de uma escola a tricotar para soldados da 1ª guerra mundial, 1918)  (1939)    (Joana Marques, 2016)   Todas as fotografias (à exceção da última)  estão num livro absolutamente delicioso: "People Knitting" de Barbara Levine.   Aproveitando a (...)