Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quiosque da Joana

Quiosque da Joana

TENHO a certeza que vem aí a Luísa!

16.06.19, Joana Marques

Quem acompanha este blog sabe a grande volta que a minha vida deu a nível alimentar.

Quando iniciei este blog, vai fazer 3 anos para o mês que vem, não comia mal. Mas não comia tão bem como como agora.

Uma achega aqui. Uma achega ali. Experimenta dali. Experimenta daqui. E a coisa foi-se compondo.

 

Quem me fez virar a página definitivamente foi a chegada da Alice.

Ter uma filha não me permite pôr em prática ideias desvairadas.

Se eu quero que coma bem não posso de forma alguma dizer-lhe:

- Olha aqui os brócolos tão bons tão bons...vá come lá, enquanto a mãe enfarda estas batatas fritas.

Apareceu o Pedro. E Já eu tinha virado a página sem retorno possível.

O Pedro era o capitão Iglo. Rei dos congelados. Da comida processada e da roulotte dos cachorros.

Ainda estou para saber como é que o homem mudou o chip tão depressa.

De repente tornou-se no fanático da brigada verde.

Mais ditador que eu.

Veste a camisola com grande convicção.

 

Passámos a ser vegetarianos. Assumidamente vegetarianos.

Começou por escolhermos um dia por semana sem carne nem peixe.

Correu bem.

Passou a ser uma semana inteira por mês de refeições sem carne e sem peixe.

E de repente começámos a sentir os efeitos da nossa escolha. 

Muito mais energia. Dormíamos melhor. Muito menos stress. Um sentimento de plenitude.

 

Não consigo explicar de uma forma perceptível.

Quem ler vai achar que foi desta que perdi o pouco tino que me restava...mas a verdade é que comecei a apreciar a vida de outra maneira.

E teve a ver com esta mudança.

A minha cabeça mudou de alguma forma.

Os pensamentos tornaram-se mais claros, por exemplo.

 

Quando nos mudámos para aqui tivemos a certeza. 

Dê lá por onde der somos vegetarianos e gostamos! E isso ninguém nos tira.

Pois bem.

No fim de Maio comecei a andar bege. Esmorecida. E sem forças. Nauseada.

Comentei com o Pedro.

- Não sei muito bem porquê. Não arranjo explicação. Andava tão bem...e desde ontem que não me sinto nada bem.

O Pedro olhou para mim. Fez-me mil e uma perguntas.

E adormecemos.

No dia seguinte de manhã.

Eu continuava bege. E o Pedro acordou bege. E disse-me...

- Deve ter sido alguma coisa que nos fez mal.

O meu coração colapsou. E a primeira reação foi ir espreitar a Alice que dormia tranquilamente na sua cama.

Se nos tinha feito mal a nós. E a Alice que come o que nós comemos?

A Alice esteve óptima o dia todo.

 

Eu passei o dia todo desgraçadinha.

A Alice esteve o dia todo em excelente forma.

E o Pedro chegou à noite bege às bolinhas roxas.

 

Porquê?

Era a pergunta. Comemos bem. Comemos todos os nutrientes, certo?

Certo! Confirmou o Pedro.

A Alice está óptima. 

O Pedro disse para esperar mais uns dias.

- Deve ser uma virose. A Alice não apanhou mas temos de estar atentos porque é provável que apanhe.

- Achas?? Ou será que estamos a fazer alguma coisa de mal?

- Claro que não estamos!

Respondeu com toda a certeza do mundo.

 

Os dias passaram.

Eu bege. Amarela. A arrastar-me.

Ah! Sem esquecer o incidente do bode! Sim!!!??

O Pedro ia trabalhar. Diz que até passava bem o dia mas que também não andava nada bem.

Até que...

....um dia. Rebentou a bolha.

 

O Pedro já tinha chegado.

Cá em casa estava aquela balburdia que caracteriza os Rebelo.

Havia música. A Alice dançava. A Gabi acompanhava.

O Vasco tentava dormir e lá ia resmungando.

A Mariana estava na espreguiçadeira toda a contente com o rebuliço.

Eu. Bege.

 

Não aguentei.

Larguei a correr e desfiz-me na casa de banho. 

O Pedro instintivamente pegou na Mariana e na espreguiçadeira e largou-a à porta da casa de banho.

Enquanto eu vomitava os pulmões e todas as outras miudezas para dentro da sanita.

O Pedro vomitava para dentro do lavatório.

E no meio deste espectáculo deplorável estava a Mariana à porta da casa de banho.

A Alice com ar de espanto, a olhar para nós. Ao lado dela os nossos dois filhotes patudos. Com olhos de misericórdia. 

 

Eu. Enquanto tentava segurar dentro de mim a vesícula, o baço e o pâncreas. Parecendo que não dão jeito...

Dizia para a nossa assistência.

- Não se preocupem! Está tudo bem! Está tudo bem...

O Pedro a esvair-se. Sentado na banheira. Com a cabeça dentro do lavatório. A morrer!

Família Rebelo no seu melhor.

 

Eu estou grávida. 

E tu, Pedro! Qual é a tua desculpa???

 

Faz hoje um ano!

Eu e o Pedro casámos há um ano.

Um ano que passou tão depressa, tão depressa. Nem dei conta.

Foi o ano mais feliz da minha vida.

 

Se tudo correr bem em meados de Fevereiro nascerá a nossa terceira filha.

Oficialmente não sabemos se será menina ou menino.

Não me perguntem porquê.

Nem como....

.....mas eu TENHO a certeza que vem aí a Luísa. 

 

4 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Pedro Rebelo

    16.06.19

    terceira notícia fantástica: fazemos um ano de casados!
    Muito Obrigado!
  • Sem imagem de perfil

    João Sasseti

    17.06.19

    É verdade já um ano....o tempo voa. Parabéns por isso
    Lembrar-me que comecei a seguir este blogue quando a Joana estava a viver na Noruega. As voltas que a vida dela já deu ... alucinante, mesmo.
    Muitas mas muitas felicidades para todos.
  • Imagem de perfil

    Joana Marques

    17.06.19

    Noruega...
    ....parece que foi numa outra vida.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.