Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quiosque da Joana

12.07.18

um friozinho na barriga....

Joana Marques

 

veg.jpg

(imagem)

 

 

A verdade é que durante a minha vida toda ter filhos nunca me entusiasmou.

Aliás se há um ano alguém me falasse em ter filhos a resposta seria a mesma que dei durante a minha vida toda: 

- Talvez um dia, se fizer sentido.

O irónico é que sempre fui muito maternal com toda a gente. Mas ter filhos é outra coisa. Não basta ser maternal e já está. É preciso muito mais...

A Alice apareceu de repente. Sem eu ter feito grande coisa.

Mas no dia em percebi que existia, 14 de Dezembro de 2017, sentia-a minha. E se for preciso dou a vida por ela.

 

Depois conheci o Pedro. 

No meio da paixão fulminante ainda tive o discernimento de pensar:

- E se, as coisas correrem mal com a Alice? E se o Pedro não aceitar a Alice? E se não for um verdadeiro pai?

A verdade é que da Alice para o Pedro não foi amor à primeira vista. A miúda é simpática mas é um bocado difícil com estranhos. E o Pedro era um estranho.

Foi preciso ser muito perseverante para conquistar o coração da miúda. E o Pedro nunca desistiu.

Atualmente e passados estes meses a Alice em alturas de muita aflição continua a chamar por mim, eu sou o 112. Mas em alturas de parvoíce chama muitas vezes o Pedro. 

Quando o Pedro faz noite passa a vida a olhar para a porta a ver quando chega.

E quando ele chega de manhã.

Recebe-o com mil sorrisos.

 

Ter mais filhos foi ponto assente. Entre mim e o Pedro.

O que eu respondia às pessoas há um ano atrás, continua a ser válido. 

- Um dia se fizer sentido. Hoje já faz sentido..

Não o fiz para agradar ao Pedro. E tenho a certeza que da parte dele também não aconteceu. É um assunto demasiado sério para cedermos.

Fez sentido para os dois.

Os impedimentos que fazem adiar a maternidade, nós não temos, até porque já não temos 20 anos...

Profissionalmente temos uma profissão estável. A casa tem quartos disponíveis. E o tempo vai esticando.

A urgência prende-se com o facto de eu já ter 37 anos. Não podíamos esperar muito mais.

 

No sábado o Pedro fazia anos.

E eu achei por graça fazer um teste de gravidez.

Pensei:

- Ainda não devo estar grávida mas se estivesse era mesmo uma prenda gira....

Fiz.

E deu positivo.

Não acreditei.

Fiz outro de uma marca diferente. E deu o mesmo resultado.

Queria tanto surpreender o Pedro. Acabei por ser eu a surpreendida....

Ofereci-lhe o teste dentro de uma caixinha.

Com mil Slimanis. Ficámos abraçados durante o tempo que conseguimos.

Vasco, o filho mais velho achou a determinada altura que o Pedro estava a abusar.

 

Tivemos sorte.

Sabemos que há um longo caminho a percorrer.

Um dia de cada vez. Tantos imponderáveis e um homem que sabe todas as percentagens do que pode acontecer.....

...vamos devagarinho palmilhar os próximos nove meses.

 

Ainda não tenho qualquer sintoma....

....apenas um friozinho na barriga..

....... diz que está lá mais qualquer coisa...uma sementinha pequenina...

....um João ou uma Mariana...

 

 

Há um ano no Quiosque!

Um dia destes. Quem sabe!

 

Instagram

Facebook

handmade life

52 comentários

Comentar post

Pág. 1/3

Joana Marques

foto do autor

Sigam-me

contador de acesso grátis

Links

Grupo no Facebook de Partilha handmade! 💝

As histórias do cão! 🐶

Tricot 🌺

Crochet 🌻

Receitas 🍳🥦🥧

Planear ⌚📅 📊

Comentários recentes

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D